Coin News

Analsita que acertou baixa do Bitcoin indica 3 criptomoedas que podem subir 30% na semana

18 Jul, 20226 min readBitcoin
Analsita que acertou baixa do Bitcoin indica 3 criptomoedas que podem subir 30% na semana

O mercado de criptoativos iniciou a terceira semana de julho animado, com isso o preço do Bitcoin vem acumulando uma alta de 7% nos últimos 3 dias e chega na parte de cima da zona de consolidação formada nas últimas 5 semanas, se aproximando dos US$ 22.500.

Como aponta Ayron Ferreira, analista chefe da Titanium Asset Management, algumas altcoins chegam a subir mais de 10%, como a Polygon (Matic), que sobe 19%. A Polygon vêm demonstrando bastante atividade em seu projeto e conseguindo realizar entregas e alcançar parcerias importantes, por exemplo, com a Walt Disney Company.

Com isso, o marketcap do mercado de criptoativos subiu 4,30% e retornou ao patamar de US$ 1 trilhão. O movimento segue o humor das bolsas da Ásia e da Europa, que estavam subindo entre 1,50% a 2% no início do dia.

Ferreira aponta que alguns drivers podem contribuir para a continuidade do bom humor, entre eels, dados que demonstrem um recuo da inflação e que indiquem melhora no ambiente macro serão muito positivos para a continuidade da recuperação do preço dos criptoativos.

"O fim das falências das empresas que ficaram em maus lençóis durante a queda do mercado, por operarem de maneira alavancada, também seria muito bom para contribuir para a melhora crescente do humor dos investidores", destaca

Ainda segundo ele, o tema regulação das criptomoedas, que tende a se fortalecer cada vez mais ao redor do mundo, também deve fazer preço. Muitos players do mercado concordam que a regulação do setor trará mais confiança dos investidores e instituições, caso sejam propostas com o intuito de promover a inovação e desenvolvimento tecnológico e financeiro. Este tema deve avançar no Brasil, EUA, Europa e Reino Unido.

"No calendário econômico, a semana está repleta de indicadores importantes como, dados de atividade e temporada de balanços corporativos nos EUA e dados de inflação e decisão de taxas de juros na Europa", afimra.

Já o analista Mike Ermolaev, head de PR da ChangeNOW, destaca que embora os mercados pareçam estar precificando uma recessão, o Federal Reserve continua relutante em permitir que ele resolva a atual crise de inflação. A taxa de inflação norte-americana atingiu 9,1% em junho, seu nível mais alto desde 1981, pressionando ainda mais o banco central. O Fed foi criticado por evitar uma recessão a todo custo, em vez de domar a inflação.

"Vale ressaltar que a atual medida oficial de inflação ignora os componentes cruciais de alimentos e energia, tornando-a ineficaz como medida de custo de vida e falhando em capturar o quadro completo da inflação. Usando a metodologia usada antes de 1980, que capturava mais informações, os 9,1% de hoje estão na verdade mais próximos de 18%. A medida foi alterada na década de 1990 e novamente na década de 2000, cada vez levando em consideração menos da economia na estimativa", disse.

Fonte: ShadowStats.com

Inflação e criptomoedas

Ermolaev aponta que a estabilidade da inflação é o principal objetivo do Federal Reserve, garantindo uma economia mais estável. Os consumidores não confiarão nos especialistas em política monetária se suas opiniões sobre a inflação forem muito diferentes das deles.

"É aqui que a criptomoeda mantém seu valor, pois pode ser usada por pessoas quando perdem a confiança em instituições centralizadas. Em sua forma mais verdadeira e propósito fundamental, a criptomoeda busca descentralizar o poder governamental e corporativo", disse.

Ele aponta que o cenário atual, mesmo que tudo pareça sombrio as criptomoedas vão acabar se recuperando e que agora é o momento ideal para aprender, construir e capitalizar sobre a abundância de oportunidades que estamos recebendo todos os dias.

"Em um mercado em baixa, as pessoas podem sentir vontade de desistir, mas aquelas que permanecerem estarão melhor posicionadas para a próxima alta. Minha experiência me ensinou isso, já que estou na indústria há algum tempo, além de ter vivido o inverno criptográfico anterior. No entanto, acredito que a recuperação brilhante não demorará muito desta vez. Estamos passando por uma fase difícil agora, mas não há fim à vista para a energia criativa da criptomoeda", aponta.

3 criptomoedas que podem subir 30% na semana

Diante deste cenário o analista apontou 3 criptomoedas que ele acredita podem subir até 30% nesta semana, impulsionada por lançamentos, notícias ou por uma continuação do movimento de alta recente.

A primeira criptomoeda na lista de Ermolaev é justamente a Polygon. Ele destaca que com uma nova parceria com a startup de tecnologia Nothing, a Polygon está trazendo a Web3 para smartphones, o que deve levar a uma maior adoção da rede entre os usuários móveis.

"Em última análise, está planejado que o Nothing Phone(1) baseado em Android possa acessar os aplicativos e jogos da plataforma Polygon, bem como pagamentos e recursos futuros como o Polygon ID, um sistema de identidade baseado em blockchain que permite interações confiáveis ​​com a Web3. Na última semana, o MATIC subiu 29,1%, enquanto no mês passado avançou 99%. Com a expansão da tecnologia Polygon, espera-se que o MATIC continue a crescer", apontou.

Fonte: Messari.io

Em segundo lugar na lista do analista está a Arweave (AR) um plataforma também voltada a Web3 que tem como objetivo usar uma blockchain para armazenamento permanente de quantidades infinitas de dados.

Usando o token da plataforma, AR, os usuários podem armazenar arquivos, relatórios, imagens e outros dados. Polygon, Solana, Polkadot e Avalanche são algumas das redes de criptografia bem estabelecidas que se integram ao Arweave para armazenar seus dados de transação.

"É evidente pelo rápido crescimento deste ano no token AR que esse conceito será bem-sucedido a longo prazo. Esse token ganhou 76,6% no ano passado e 32,7% nos últimos sete dias", destaca

Fonte: Messari.io

Fechando a lista está o Avalanche (AVAX) que de acordo com o último relatório 'State of Avalanche' da Messari, a rede permaneceu saudável, com o staking e a descentralização intactos. O TVL para Avalanche caiu em termos de dólares no segundo trimestre, mas o AVAX bloqueado em DeFi aumentou.

"Vários desenvolvimentos importantes levaram ao seu sucesso, incluindo estratégias de crescimento, desenvolvimento de sub-redes e expansão do ecossistema em novos setores. O valor do AVAX aumentou 93% ano a ano, superando o Bitcoin em 188,75%. Na semana passada, ele ganhou 10% e está tendendo para cima", finaliza

Fonte: Messari.io

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store