Coin News

Western Union apresenta pedidos de marcas relacionadas a criptomoedas

26 Oct, 20223 min readOther
Western Union apresenta pedidos de marcas relacionadas a criptomoedas

A Western Union, empresa multinacional de serviços financeiros, apresentou na última semana pedidos de marcas relacionados à criptomoedas no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos.

Conforme informou o advogado com foco em registro de marcas Mike Kondoudis, os pedidos da Western Union sugerem que a empresa pretende lançar a sua própria plataforma de criptomoedas e um token próprio. Além disso, parece que a empresa de serviços financeiros também tem planos de expandir seus negócios para gerenciar e administrar ativos digitais.

#WesternUnion has filed 3 trademark applications claiming plans for Financial + Banking + Insurance Virtual currency exchange + transfer Commodity and Crypto trading + brokerage Issuing tokens of value…and much more#Web3 #Metaverse #Cryptocurrency #NFT #DeFi — Mike Kondoudis (@KondoudisLaw) October 25, 2022

“A Western Union apresentou três pedidos de marca registrada reivindicando planos para: Financeiro + Bancário + Seguros; exchange de moedas digitais + transferências; negociação de commodities e criptomoedas + corretagem; emissão de tokens de valor …e muito mais”, tuitou Kondoudis compartilhando uma imagem com os detalhes dos pedidos de marca.

  • Leia também: Musk diz a banqueiros que planeja fechar negócio com Twitter nesta sexta (28)
  • Western Union quer entrar no setor de ativos digitais?

    Até agora a Western Union não tem investido diretamente na Web 3.0. O máximo que a empresa já fez foi firmar, ainda em 2018, uma parceria com a Ripple, emissora do XRP, para testar pagamentos com a tecnologia blockchain. Contudo, ainda naquele ano, o então CEO da Western Union, Hilmek Ersek, afirmou que os serviços da empresa não aceitariam transferência de criptoativos tão cedo.

    De acordo com Ersek, os clientes tendem a ir mais em direção às moedas fiduciárias do que às moedas digitais. Além disso, ele afirmou que os clientes não usavam cripto para pagamentos do dia a dia.

  • Leia também: ETH sobe 13% e rompe lateralização: novo rali de alta à vista?
  • E, de fato, mesmo com o boom dos ativos digitais no ano passado e com muitas empresas aderindo às criptomoedas, a Western Union preferiu se manter distante deste setor; até agora. Afinal, os pedidos de marca podem indicar que a empresa está mudando de ideia com relação a oferecer serviços com ativos digitais.

    Vale destacar que, no início deste ano, a exchange de criptomoedas Coinbase começou a testar um programa de remessa para pessoas no México, desafiando o mercado dominado pela Western Union.

    Na ocasião, a exchange afirmou que os seus serviços eram muito mais baratos do que os pagamentos transfronteiriços tradicionais. Mesmo assim, a Western Union continua sendo um dos maiores players do setor global de remessas.

  • Leia também: Valor de mercado das criptomoedas supera US$ 1 trilhão novamente
  • Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store