Coin News

Tres dias após ataque, hacker continua roubando fundos das carteiras da FTX

15 Nov, 20223 min readOther
Tres dias após ataque, hacker continua roubando fundos das carteiras da FTX

Três dias após a exchange FTX sofrer um suposto ataque hacker, o endereço que realizou o ataque segue em atividade. De acordo com dados da blockchain, carteiras ligadas à FTX Global e FTX US continuam a enviar criptomoedas e tokens para o endereço do hacker.

Até o fechamento desta matéria, o endereço do hacker detém quase US$ 62 milhões em criptoativos roubados ou retirados da FTX. O fato mais inusitado é que boa parte desses tokens são memes, criados por usuários para tripudiar do colapso da exchange.

No último final de semana, hackers supostamente roubaram mais de US$ 600 milhões em criptoativos de carteiras ligadas à FTX. O ataque ocorreu por causa de uma atualização automática que vazava chaves e executava funções para esvaziar as carteiras.

Endereço Continua a Receber criptomoedas

Quem identificou a continuidade das invasões foi a empresa de segurança em blockchain CertiK. Nesta terça-feira (15), a empresa revelou que vários endereços ainda estão enviando tokens para as carteiras do hacker..

Além disso, o atacante recebeu e trocou quase 3,5 bilhões de tokens desde 12 de novembro. Destes, cerca de 2,8 bilhões são tokens ou criptomoedas-meme com palavrões e memes. Por exemplo, nomes como “FTX Sucks”, “Fuck FTX”, “CRO Next” fazem parte dessa lista. Todos, naturalmente, criados para fazer piada com a falência da FTX e o risco de outras exchanges seguirem o mesmo caminho.

Tokens-meme ainda estão a caminho de carteiras de hackers. Fonte: Certik.

No entanto, especialistas relatam que houve mais de US$ 600 milhões em outras transferências. Algumas envolvem a retirada de USDT para DAI e altcoins trocadas por Ether (ETH). Ou seja, tudo indica que os hackers ainda estão conseguindo roubar fundos.

O administrador do chat da comunidade da FTX confirmou o ataque no grupo oficial da exchange no Telegram. De acordo com o executivo, a plataforma sofreu o ataque e tanto o site quanto os aplicativos estão comprometidos.

O conselheiro geral da FTX US, Ryne Miller, também confirmou a remoção da funcionalidade de negociação e retirada devido ao acesso não autorizado a determinados ativos. Miller também disse que a FTX está transferindo criptoativos para um novo custodiante offline, para impedir novos roubos.

No entanto, enquanto a transferência não acontece, os hackers ainda têm acesso às carteiras FTX e FTX US. E isso continua sendo uma preocupação para os usuários, por causa dos roubos. Muitos deles relataram ter saldos retirados de suas contas mesmo após o final de semana.

O preço do token FTT continua caindo

O preço do FTT, token nativo da FTX, caiu quando Sam Bankman-Fried (SBF) confirmou que a exchange entrou com pedido de falência do Capítulo 11. Mas o token registra forte valorização nesta terça-feira, subindo 17% e chegando aos R$ 8,93.

Enquanto isso, SBF está postando uma série de tuítes de uma única letra sem significado. “O que aconteceu” é a palavra que ele completou. E os usuários seguem sem explicações a respeito do ataque hacker e de quando verão seu dinheiro de volta.

  • Leia também: Bitcoin por US$ 16 mil: criptomoedas reagem e registram alta. ETH, SOL, ADA, AXS e XRP sobem até 9%
  • Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store