Coin News

Transações online dos brasileiros cresce 20% em 2022, aponta Visa

11 Nov, 20222 min readOther
Transações online dos brasileiros cresce 20% em 2022, aponta Visa

O consumo online faz cada vez mais parte da rotina dos brasileiros. Em alguns segmentos, esse hábito se estabelece com mais agilidade, conforme apontou a Visa.

De acordo com a empresa, ao comparar os primeiros seis meses de 2021 com o mesmo período de 2022, o consumo online cresceu de forma significativa. O número de transações usando a credencial da Visa em ambientes online cresceu 20%, segundo dados da Visa Consulting & Analytics (VCA).

Conforme destacou a empresa, o setor de materiais de construção foi um dos que mais se destacou. Os dados apontam que o segmento dobrou a sua participação em transações utilizando pagamentos online no período analisado.

As transações com materiais e equipamentos de escritório também apresentaram uma curva ascendente. Neste mesmo período, o setor registrou um aumento de 40% no número de transações online, impulsionado pelo crescimento do home office.

Pagamentos

Além disso, a Visa destacou que o setor de artigos para a casa também se destacou e aumentou seu número de transações nos pagamentos online em 47%. Enquanto isso, o número de transações com a Visa relacionado a brinquedos acumularam uma alta de 12% em comparação com o último ano.

“O levantamento mostra que o consumidor usou o pagamento online, seja com criptomoedas ou Fiat, como alternativa para o momento de isolamento social. E, apesar de o meio de pagamento físico ter voltado a crescer com a flexibilização, as compras online seguem sustentadas em alguns segmentos.

“Esse movimento comprova que a pandemia mudou bastante o comportamento e os hábitos de consumo do consumidor. Além disso, reforça a segurança e a confiabilidade das transações digitais”, afirma Oscar Pettezzoni, diretor-executivo da Visa Consulting & Analytics.

Por fim, o relatório da Visa também destacou que segue investindo em segurança para pagamentos online. Nos últimos cinco anos, por exemplo, a empresa investiu mais de US$ 9 bilhões para reforçar a segurança e reduzir fraudes.

Além disso, a empresa revelou que conta com cerca de 1.000 especialistas em segurança cibernética trabalhando em tempo integral. A empresa reforçou sua posição para proteger sua rede contra malwares, ataques de dia zero e ameaças internas.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store