Coin News

Trader ‘previu' a tragédia da FTX em junho de 2022

2 h ago3 min readOther
Trader ‘previu' a tragédia da FTX em junho de 2022

Não é tarefa fácil prever nada, mesmo diante de análises de dados, de montanhas de dados, mesmo podendo fazer uso de IA, Big Data e qualquer outro método computacional e estatístico para “prever” o futuro, mas nada substitui o bom senso e o “feeling".

Um perfil no Twitter "previu" o que iria acontecer com a FTX meses depois. O perfil BitcoinIsSaving em 22 de junho enxergou o colapso da FTX e SBF com uma precisão impressionante.

Easiest prediction I’ll ever make:1. Fiatbrained bozos try fractional reserve banking with #BTC and get rekt2. SBF fancies himself to be a savvy JPM, bails out the bozos(u r here)3. Which only encourages more bad risk-taking4. SBF needs a bail out, but can’t print #BTC ☠️ — Bitcoin is Saving (@BitcoinIsSaving) June 22, 2022

A previsão mais fácil que já fiz:1. Bozos do dinheiro tentam reservas bancárias fracionárias com #BTC e levam pancada2. SBF imagina ser um expert do JPM, socorre os bozos (você está aqui)3. Isso apenas incentiva mais riscos ruins4. SBF precisa de resgate, mas não pode imprimir #BTC ☠️

Há elementos que se observados em série podem nos revelar que algo poderia dar errado em algum momento na narrativa de salvador da pátria de SBF, diante do colapso de diversas empresas, após o crash do protocolo Terra/LUNA/UST. Naquele momento, SBF foi à público e se predispôs a comprar, financiar e recuperar diversas empresas que foram feridas de morte, pelo calote e colapso do LUNA e perda de paridade do UST frente ao dólar. Nesse momento SBF apareceu como o salvador da pátria. Mas a pergunta que poucos fizeram era: de onde viria tanto dinheiro?

Num dado momento, a FTX era a segunda exchange mais usada no mundo, logo após a Binance. Supunha-se que a FTX era solvente devido aos diversos ativos negociados em sua plataforma e por conseguinte com uma arrecadação de taxas escalonadas que tornavam a operação da FTX solvente. Visto que a FTX também provia contratos futuros, ela também servia ao mercado como uma forma de centro de liquidez, dando aos traders diversos instrumentos financeiros para realização de operações alavancadas.

Contudo, a realidade era que a FTX se autofinanciava com os FTT de posse da Alameda e usados como colateral para obtenção de empréstimos em dólar. Havia muito pouco dinheiro em cripto custodiado por ambas as empresas. Da mesma forma que o Terra Labs e Do Kwon, quando o LUNA colapsou e se descobriu que no tesouro do LUNA Foundation não havia dinheiro em criptomoedas suficiente para salvaguardar as operações. Do Kwon e SBF cometeram os mesmos erros – enganaram a todos.

Não está particularmente claro como tudo aconteceu e quando exatamente a FTX começou a ter problemas devido à completa falta de transparência em nome do agora ex-CEO Sam Bankman-Fried. Também não há muitas informações sobre quanto dinheiro a exchange tem canalizado para a Alameda, de propriedade de SBF, que também faz parte do processo de falência.

Uma coisa é certa, no entanto - a FTX deixou milhares, se não milhões, de pessoas sem acesso a seus investimentos em criptomoedas, e ainda não está claro se e quando eles poderiam recuperar qualquer um deles.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store