Coin News

Tokens baseados na Tron são vendidos com prêmio de 1.200% na FTX enquanto clientes lutam para realizar saques

11 Nov, 20224 min readOther
Tokens baseados na Tron são vendidos com prêmio de 1.200% na FTX enquanto clientes lutam para realizar saques

Os tokens baseados na blockchain da Tron, como o JUST (JST), valorizaram até 1.000% na FTX, à medida que os usuários lutam para encontrar maneiras de extrair seus fundos da exchange sitiada.

No momento da redação deste artigo, o token nativo da Tron (TRX) está sendo negociado a aproximadamente US$ 0,33 na FTX, mais de cinco vezes que seu preço de mercado atual, de acordo com dados da CoinGecko.

Enquanto isso, BitTorrent (BTT), JST e Sun Token (SUN) estão sendo negociados na exchange com prêmios que variam de 525% a 1.196% em comparação com o preço de mercado. Os preços se mantém extremamente voláteis e mudam constantemente diante das atuais condições da FTX.

A superinflação dos tokens relacionados à Tron ocorre depois que um acordo foi fechado em 10 de novembro, permitindo que detentores de ativos como TRX, BTT, JST e SUN retirem seus fundos da FTX.

Esse movimento resultou no aumento do preço dos tokens relacionados à Tron na FTX em função das tentativas dos clientes da plataforma de recuperarem seus fundos bloqueados. No entanto, comprar os tokens pelo preço inflacionado provavelmente implicará em perdas significativas caso eles optem por negociá-los em outras exchanges pelo preço real do mercado livre.

This means FTX customers get pennies on the dollar while Tron makes a ton of money.$TRX will be bid up on FTX as that is the only way to get out, but once people withdraw it they'll have to sell it at market price, taking a huge loss on their original holdings. — leoglisic.eth (@Leo_Glisic) November 10, 2022

Isso significa que os clientes da FTX recebem centavos por cada dólar depositado na exchange enquanto a Tron ganha muito dinheiro. O $TRX será inflado na FTX, pois essa é a única maneira que os cilentes têm de sair, mas uma vez que as pessoas o retirem da FTX, terão que vendê-lo a preço de mercado , tendo uma enorme perda em suas participações originais.

— leoglisic.eth (@Leo_Glisic)

Saques limitados

O site da FTX diz que atualmente não pode processar saques. Clientes das Bahamas, local onde a empresa está sediada, supostamente são os únicos que podem efetuar saques na exchange.

A subsidiária FTX.US também sugeriu que poderia seguir o mesmo caminho em breve, interrompendo os saques dos clientes.

Também vale a pena notar que a FTX desativou novos depósitos de ativos baseados na Tron à medida que os saques foram ativados.

Usuários do Twitter, como David Iach, pensaram que os usuários do FTX poderiam contornar a brecha das Bahamas, em particular, fazendo com que um cidadão local compre um ativo de baixo capitalização na plataforma da FTX, em seguida recomprando esses tokens do usuário estrangeiro e, por fim, garantindo realize o saque em dinheiro, "embolsando os lucros" a título de imposto.

One way to withdraw large amounts of money now is:1. Have a Bahamian buy a very low liquidity coin on FTX2. Pump it hard and let the Bahamian dump that coin on you.3. Have the Bahamian withdraw the profits and give you the money minus a fee. — David Iach (,) (@davidiach) November 10, 2022

Uma maneira de sacar grandes quantias de dinheiro agora é:1. Faça um cidadão de Bahamas comprar uma moeda de liquidez muito baixa na FTX2. Bombeie com força e deixe que ele despeje essa moeda em você.3. Faça com que ele embolse os lucros e lhe dê o seu dinheiro menos a taxa.

— David Iach (,) (@davidiach)

No entanto, a viabilidade de tal manobra parece estar em xeque, uma vez que a Comissão de Valores Mobiliários das Bahamas (SCB) congelou os ativos da FTX Digital Markets e "partes relacionadas" em 10 de novembro e suspendeu o registro da empresa no país.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store