Coin News

Tinder “arrasta para a esquerda” projetos de criptomoedas e metaverso

4 Aug, 20223 min readBitcoin
Tinder “arrasta para a esquerda” projetos de criptomoedas e metaverso

Match Group, a empresa-mãe do popular aplicativo de relacionamentos Tinder, tomou a decisão de suspender temporariamente o investimento de capital e foco inovativo nos setores de metaverso e tokens digitais.

Em uma carta referente ao segundo trimestre de 2022 enviada a acionistas, o recém-nomeado CEO do Match Group, Bernard Kim, reconheceu que uma “experiência de relacionamento via metaverso” tem o potencial de “captar a próxima geração de usuários”, mas citou a incerteza sobre sua usabilidade e taxa de adesão como motivos para dar um passo atrás e refletir neste momento.

O Match Group havia adquirido a startup de realidade virtual com sede na cidade sul-coreana de Seul Hyperconnect em 2021 por US$ 1,7 bilhão mas, de acordo com a carta de Kim, instruiu a empresa a “iterar, mas não investir bastante no metaverso neste momento”.

“Tinder Coins” são rejeitas

Outro destino decepcionante atingiu a iniciativa de moeda digital do Tinder, chamada de “Tinder Coins”. Criado para atuar como uma moeda interna do aplicativo que poderia melhorar a receita de aquisições, como assinaturas, “Super Likes” e funções de “Boost”, o ativo foi testado na Austrália e seria lançado mundialmente no terceiro trimestre, mas agora foi engavetado.

A carta de Kim afirmava que após “resultados variados nos testes com as Tinder Coins”, o Match Group decidiu “dar um passo atrás e reavaliar essa iniciativa para que possa contribuir mais efetivamente com a receita do Tinder”.

O Match Group, com sede no estado americano do Texas, que também é dono de outros aplicativos de relacionamento, como Hinge e Plenty of Fish, afirmou que precisava “pensar mais sobre bens virtuais para garantir que possam ser um verdadeiro direcionador para a próxima etapa de crescimento do Tinder e nos ajudar a desbloquear o poder não aproveitado por usuários na plataforma”.

O Decrypt entrou em contato com o Match Group para obter mais informações, mas a empresa não quis fornecer mais comentários neste momento.

Saída do CEO do Tinder

A notícia surgiu junto com a iminente saída do CEO do Tinder, Renate Nyborg, após menos de um ano no cargo e apenas dois anos na empresa. Acionistas foram assegurados de que quatro executivos da equipe vão supervisionar a operação sob a nova liderança do CEO do Match Group, Bernard Kim, até que um substituto permanente seja encontrado.

As informações financeiras quantitativas na carta de apresentação de resultados revelaram que a receita total do Match Group subiu em 12% na base anual, no segundo trimestre de 2022, para US$ 795 milhões. Apesar disso, a empresa teve um prejuízo operacional de US$ 10 milhões e prevê que seus lucros vão diminuir durante o restante do ano.

Em relação ao Tinder, Kim compartilhou seu otimismo de que a mudança de CEO e a migração de tecnologias digitais nascentes vai resultar em uma “execução de produto melhorado e velocidade, em ganhos de monetização e crescimento potencializado de usuários”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Aprenda a ganhar dinheiro com CriptoVocê pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Garanta sua vaga aqui!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store