Coin News

Tether toma decisão de não congelar endereços ligados ao Tornado Cash

24 Aug, 20223 min readAltcoins
Tether toma decisão de não congelar endereços ligados ao Tornado Cash

A Tether Limited, emissora da stablecoin USDT, afirmou que por enquanto não irá bloquear endereços que tiveram alguma interação com o mixer Tornado Cash. De acordo com a empresa, seus representantes estão em contato com as autoridades dos Estados Unidos e tomaram essa decisão.

Segundo comunicado enviado pela Tether ao CriptoFácil, a Agência de Controle de Ativos Financeiros dos Estados Unidos (OFAC, na sigla em inglês) não obriga emissores de stablecoins a bloquearem endereços. Por isso, a Tether decidiu não fazer o mesmo que outras exchanges e protocolos.

Tether quer evitar medidas contraproducentes

A empresa disse que está em contato diário com o OFAC, mas seus representantes não exigiram o bloqueio, bem como nenhum outro regulador estadunidense. Por isso, a Tether optou por agir com prudência e tomar suas decisões conforme as investigações contra o Tornado Cash avançarem.

“O congelamento unilateral de endereços no mercado secundário poderia ser uma medida altamente perturbadora e imprudente por parte da Tether. Mesmo que a Tether reconheça atividades suspeitas em tal endereço, completar um congelamento sem a instrução verificada de autoridades legais e de outros órgãos governamentais pode interferir nas investigações em andamento”, disse a empresa.

Nesse sentido, o congelamento dos endereços até teria como resultado o bloqueio de eventuais criminosos, mas poderia colocá-los em alerta. Afinal, os criminosos perceberiam que estão sob a mira das autoridades e poderiam fugir ou migrar para outros serviços.

Outra questão é que em muitos casos, as empresas são orientadas justamente a fazer o contrário. Isto é, a deixar os criminosos agirem livremente com seus endereços. Como a blockchain é pública, esta “liberdade” dá aos agentes a sensação de impunidade, o que os torna mais propensos a cometerem erros.

No entanto, a Tether afirmou que pode mudar de decisão caso o OFAC ou outras agências de segurança solicitem o bloqueio de endereços. A empresa também afirmou que considera as sanções OFAC como parte de seu programa de conformidade de classe mundial.

Sanções ao Tornado Cash

Conforme noticiou o CriptoFácil, o Departamento do Tesouro dos EUA ordenou o banimento do Tornado Cash no início de agosto. A medida tornou ilegal o uso ou a interação com o mixer por parte de qualquer cidadão estadunidense ou empresa que opere no país.

O Tornado Cash é um serviço que embaralha transações de criptomoedas, dificultando o rastreio da origem das transações. Esses mixers ganharam fama depois que hackers começaram a utilizá-los para ocultar fundos roubados em ataques, como os US$ 625 milhões roubados no ataque à Ronin em março.

No entanto, muitas pessoas também utilizam o Tornado Cash para escapar de punições – em países onde as criptomoedas são proibidas, por exemplo – ou simplesmente para preservar seu anonimato. Mas as sanções impostas pelos EUA também afetam essas pessoas, que não poderão mais utilizar o serviço.

Desde então, várias empresas e até protocolos descentralizados bloquearam endereços que interagiram de alguma forma com o Tornado Cash. A Circle, concorrente da Tether e emissora da stablecoin USDC, também bloqueou fundos ligados ao mixer.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store