Coin News

Tether diz que nova ordem judicial para produzir lastro de reserva do USDT é um 'assunto de descoberta de rotina'

21 Sep, 20222 min readAltcoins
Tether diz que nova ordem judicial para produzir lastro de reserva do USDT é um 'assunto de descoberta de rotina'

Na quarta-feira (21/09), o Tether (USDT), emissor da stablecoin USDT atrelada ao dólar dos EUA, disse que uma ordem recente de um juiz dos EUA para fornecer evidências de lastro ao USDT faz parte da descoberta de rotina em processos judiciais. A empresa disse que a decisão não fundamentou nenhuma das reivindicações listadas em um processo em andamento:

"Já havíamos concordado em produzir documentos suficientes para estabelecer as reservas que respaldam o USDT, e essa disputa apenas dizia respeito ao escopo dos documentos a serem produzidos. Como sempre, esperamos dispensar o processo infundado dos queixosos no devido tempo."

O processo teve início em outubro de 2019 e foi aberto por um grupo de investidores alegando que a Tether e a exchange de criptomoedas Bitfinex se envolveram em manipulação de mercado emitindo USDT que não eram lastreados pelo dólar americano com a intenção de usá-los para comprar criptomoedas voláteis como Bitcoin (BTC). Tanto a Tether quanto a Bitfinex negaram as acusações.

Até agora, os principais objetivos do demandante são avaliar o lastro do USDT com dólares americanos e permitir que um contador forense avalie a reserva do USDT. Isso inclui uma revisão de razão geral, balanços, demonstrações de resultados, demonstrações de fluxo de caixa e demonstrações de lucros e perdas relacionadas às operações da Tether.

No momento da publicação, a Tether afirma ter US$ 68,15 bilhões em ativos (garantia) contra US$ 67,96 bilhões em passivos (stablecoins), com a grande maioria dos ativos compreendendo dinheiro e papel comercial. No passado, a empresa publicou resultados de suas reservas sendo auditadas por firmas de contabilidade independentes. A Tether recentemente aumentou o escopo de sua emissão de stablecoin para o euro, peso mexicano, dólar australiano e yuan offshore chinês.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store