Coin News

Terra recebe novo aporte em token LUNA e já atinge US$ 2,3 bilhões em reservas

15 Apr, 20223 min readBlockchain
Terra recebe novo aporte em token LUNA e já atinge US$ 2,3 bilhões em reservas

A Luna Foundation Guard (ou LFG, na sigla em inglês) recebeu outros US$ 800 milhões em criptomoedas após sua aquisição de US$ 100 milhões em bitcoin (BTC) na terça-feira (12). Desta vez, a nova quantia foi um “presente” do Terraform Labs, desenvolvedores da blockchain Terra.

A LFG, responsável pela criação de reservas que lastreiam a stablecoin terrausd (UST), possuía um total de reservas equivalente a US$ 2,3 bilhões no momento da mais recente compra. Embora ¾ dessas reservas estivessem em bitcoin, a recente “transferência-presente” em LUNA agora diluiu parte dessa fração.

Mas esse poderá não ser o caso por muito tempo. Dados públicos em blockchain indicam que a LFG se livrou de 78% dos dez milhões em terra (LUNA) em menos de quatro horas após o recebimento. Em seguida, LUNA foi convertido em UST em lotes de mil tokens cada.

Stablecoins são tokens criados para manter seu lastro em uma moeda nacional específica e, geralmente, são lastreadas por uma espécie de garantia. Neste momento, a UST mantém seu lastro no dólar americano usando LUNA — a nona maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado.

Reservas de LUNA são queimadas quando o preço da UST se move acima de US$ 1. Por outro lado, traders podem arbitrar a diferença se o valor da UST se mover abaixo do lastro.

Do Kwon, cofundador da blockchain Terra, reconhece que esse é um modelo instável para a estabilidade de preço a longo prazo. No futuro, poderá resultar em uma situação de “espiral de dívidas” em que uma quantidade enorme de usuários tenta resgatar seus UST por LUNA de uma só vez, causando uma drástica desvalorização do LUNA.

É por esse motivo que a LFG escolheu lastrear sua stablecoin com bitcoin — que é um mercado bem maior, mais líquido e mais bem-estabelecido do que LUNA. “Se você analisar o bitcoin, [perceberá que] gera mais de US$ 20 bilhões por dia”, contou Kwon à Bloomberg. “Acredito que, ao longo do tempo, será ainda mais líquido.”

Agora, a fundação possui 42.406 BTC — todos foram acumulados apenas neste ano. Outras criptomoedas compõem frações menores de suas reservas, incluindo USDC, USDT e LUNA.

A LFG também planeja adquirir US$ 100 milhões em AVAX — a criptomoeda nativa da blockchain Avalanche. A diversificação extra “oferece um pool de ativos mais robusto para a proteção contra a volatilidade”, de acordo com Nicholas Platias, líder de pesquisa do TerraForm Labs.

O objetivo de curtíssimo prazo da fundação é chegar a uma reserva de US$ 3 bilhões em bitcoin. Afirma que irá expandi-lo para US$ 10 bilhões ao longo do tempo ao utilizar taxas cobradas pelo protocolo para continuar adquirindo o ativo.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store