Coin News

Talibã prende traders e fecha negócios para reprimir criptomoedas no Afeganistão

26 Aug, 20222 min readBitcoin
Talibã prende traders e fecha negócios para reprimir criptomoedas no Afeganistão

O Talibã, grupo político e religioso radical que comanda o Afeganistão, prendeu treze traders de criptomoedas que não cumpriram com o banimento da atividade imposto pelas autoridades. As informações são do portal Bloomberg. Segundo a reportagem, a população do Afeganistão começou a comprar criptomoedas com mais intensidade para que o Talibã não tenha controle sobre seus bens.

Segundo Sayed Shah Saadaat, policial chefe da unidade de investigações da cidade de Herat, foram presas trezes pessoas e a maioria liberada após pagamento de fiança.

Além disso, mais de vinte empreendimentos ligados a criptmoedas foram fechados em Herat, que é a terceira maior cidade do país.

“O Banco Central [do governo controlado pelo grupo] nos deu uma ordem para interromper todas as operações, pessoais ou comerciais, usando moedas fraudulentas como o Bitcoin”, disse Saadaat para a Bloomberg.

Criptomoedas e o Talibã

Dados publicados em agosto do ano passado pela plataforma de análise cripto Chainalysis mostravam que o Afeganistão estava em 20º lugar dentre 154 países na adesão geral das criptomoedas.

Se fosse desconsiderado o volume negociado em plataformas de ponto a ponto, o Afeganistão subia para o sétimo lugar.

Naquele mesmo mês de agosto, o Talibã obteve controle total do país, provocando um colapso econômico e fazendo com que algumas pessoas sugerissem que criptomoedas poderiam se tornar ainda mais importantes no país como forma de combater a inflação e o controle exercido pelo grupo.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store