Coin News

Socios fecha parcerias de marketing com 13 times da NFL; corretora cripto vai patrocinar os Cowboys

13 Apr, 20226 min readBitcoin
Socios fecha parcerias de marketing com 13 times da NFL; corretora cripto vai patrocinar os Cowboys

A plataforma cripto Socios – que hospeda dezenas de fan tokens para times de futebol europeus – anunciou nesta quarta-feira (12) que irá realizar parcerias de marketing junto a 13 times de futebol americano da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano, na versão em português).

Anteriormente, a Socios só havia assinado com um time da NFL: os New England Patriots. Em um negócio anunciado em novembro de 2021, o acordo também incluía o New England Revolution, da MLS (Liga Principal de Futebol), que também pertence ao grupo Kraft Sports + Entertainment.

Agora, a Socios anunciou acordos de marketing de vários anos com 13 times: Atlanta Falcons, Baltimore Ravens, Chicago Bears, Cleveland Browns, Los Angeles Chargers, Los Angeles Rams, Miami Dolphins, New York Giants, Philadelphia Eagles, Pittsburgh Steelers, San Francisco 49ers, Tampa Bay Buccaneers e Washington Commanders.

No entanto, os novos acordos fechados hoje não incluem fan tokens, que são proibidos pelas regras da NFL, que também vetam a criação de criptomoedas pelos times associados.

Max Rabinovitch, diretor de estratégias na Socios e na empresa-mãe Chiliz, contou ao Decrypt que os novos acordos com os 13 times da NFL representam o ápice de mais de um ano de conversas com a liga de futebol americano.

“A melhor forma de analisar esses acordos, assim como qualquer outra coisa, é como um sinal de que a liga se sente confortável e está interessada em nós, e estava em um momento bom o suficiente após nossos debates, basicamente permitindo que tenhamos o privilégio de assinar com o máximo de times que quiséssemos”, explicou.

A Socios é conhecida como a principal empresa de fan tokens esportivos do setor cripto, tendo lançado tokens para gigantes times de futebol, como Paris Saint-German, Juventus e Manchester City FC.

Os tokens, atualmente emitidos em uma plataforma blockchain que foi bifurcada do Ethereum, podem ser negociados no mercado e possuem benefícios, como a votação em decisões do time, sorteios exclusivos e mais.

Vem fan tokens por aí?

Rabinovitch foi sincero sobre a abordagem da Socios com ligas americanas como um todo, descrevendo a estratégia da empresa como “muito lenta e conservadora”, para início de conversa.

Ele afirmou que a NFL e outras ligas ainda precisam se sentir confortáveis com a ideia de terem tokens cripto ligados aos times e, por enquanto, quer criar relações começar a educar times e fãs.

“Eu não necessariamente culpo as ligas por serem muito cuidadosas nessa abordagem porque é uma decisão de mudança radical”, explicou. “A questão é, acredito eu, que quando dizem ‘sim’, realmente precisam estar comprometidas com isso.”

Em março, a CNBC noticiou que a NFL havia informado aos times que estava aliviando as restrições sobre acordos com empresas blockchain, apesar de ainda estar proibindo criptomoedas e tokens específicos.

A NFL também possui sua própria plataforma de colecionáveis NFT chamada NFL All Day, criada por Dapper Labs, responsável pela NBA Top Shot. Um NFT é uma espécie de token usado para garantir propriedade sobre um item digital, como imagens, clipes de vídeo ou ingressos para um evento.

“Estamos realmente empolgados com a tecnologia blockchain”, afirmou Joe Ruggiero, líder de produtos para consumidores da NFL, em entrevista à CNBC. “Acreditamos que possui bastante potencial de realmente delinear a inovação e o engajamento de fãs ao longo da próxima década.”

Dadas as restrições, Rabinovitch disse que os respectivos acordos da Socios com cada time da NFL serão “engajamentos de marca mais convencionais e por grupos de afinidade” por enquanto.

A Socios planeja relançar seu aplicativo nos EUA, que irá fornecer oportunidades para que fãs interajam com aspectos, como check-ins no dia do jogo, competições por prêmios e votação em questões relacionadas ao time — como a escolha de músicas para os Rams quando pisarem no estádio, por exemplo.

Nesse sentido, é similar ao que holders de tokens podem fazer na plataforma, apesar de os times não utilizarem tokens cripto como um cartão de acesso.

Socios nos EUA

A Socios também terá elementos, como sinalização em estádios e branding digital, apesar de os termos variarem para cada time, segundo Rabinovitch.

Nos últimos anos, a plataforma operou bastante na Europa, mas ainda não possui o mesmo tipo de conscientização de marca nos EUA. De forma parecida, fãs americanos do esporte não têm o mesmo conhecimento do que são fan tokens cripto.

“Realmente iremos usá-los como uma entrada para descobrir o que é o ecossistema da Socios e estar em um lugar onde — independente de a liga dizer ‘sim’ para um fan token daqui a dois meses ou daqui a duas temporadas — conseguiremos ter uma relação com os times e seus fãs onde já sabem quem nós somos e como a plataforma funciona”, explicou.

Enquanto isso, a Socios enfatiza o potencial de distribuir recompensas para fãs como parte desses acordos com os 13 times.

Por exemplo, nesta temporada, os Steelers sortearam um par de ingressos para a cerimônia na Calçada da Honra a um fã, conforme anunciado por Franco Harris, jogador ilustre na Calçada da Fama, enquanto os Bears concederam ingressos para toda a temporada para seu time por meio de um contrato promocional de um dia.

O ecossistema Socios está à beira de uma atualização significativa com o futuro lançamento da Chiliz Chain 2.0, uma nova plataforma blockchain desenvolvida na BNB Chain que acabou de lançar sua primeira rede de testes.

Com a nova plataforma, Chiliz permitirá que outras empresas do mundo dos esportes e do entretenimento criem suas próprias experiências em blockchain — incluindo mercados NFT, jogos “play to earn” e, até mesmo, fan tokens — para existir com o portal da Socios.

A Socios irá migrar seus próprios fan tokens à Chiliz Chain 2.0, bem como CHZ, o token do ecossistema, que irá impulsionar a nova plataforma.

Os Cowboys vão de cripto

Aparentemente, esta quarta-feira é o dia oficial de anúncios de parcerias entre times da NFL com empresas cripto.

Além do acordo dos 13 times da NFL com a Socios, os Dallas Cowboys se tornaram o primeiro time da NFL a assinar um acordo de patrocínio com uma corretora de criptomoedas graças à alteração às normas da liga.

Segundo o acordo, a Blockchain.com será a parceira exclusiva de ativos digitais do time, tornando-se a primeira corretora cripto a firmar um acordo com um time da NFL.

O acordo de marketing inclui diversas oportunidades de promoção e propaganda, como um espaço no estádio AT&T dos Cowboys, marketing multiplataforma e sinalização de marca por todo o estádio.

Os Cowboys e a corretora cripto vão trabalhar juntos para desenvolver experiências exclusivas para fãs, disponíveis no aplicativo Blockchain.com Wallet, como idas exclusivas a jogos externos dos Cowboys e oportunidades de conhecer os jogadores do time. Além disso, vão codesenvolver uma “conferência educacional” para ensinar fãs sobre criptomoedas.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store