Coin News

Santiment rastreia baleias acumulando 3 altcoins e se desfazendo de outros 3 tokens

21 Sep, 20223 min readAltcoins
Santiment rastreia baleias acumulando 3 altcoins e se desfazendo de outros 3 tokens

Embora a ampla maioria dos investidores esteja de olho para o que acontece nos EUA com a possível elevação da taxa de juros pelo Federal Reserve (Fed) nesta quarta-feira (21), alguns grandes players do mercado de criptomoedas também parecem mirar o futuro de alguns projetos. É o que se pode concluir a partir da análise de um relatório divulgado recentemente pela plataforma de análise Santiment, que apontou crescimento do acúmulo de três altcoins pelas baleias enquanto outras três apresentaram crescimento de liquidação.

No radar da Santiment está o AAVE, token da plataforma de empréstimos automatizados descentralizada Aave, que atingiu 54,5% dos tokens em posse de baleias, com 1 mil a 1 milhão de AAVE, maior percentual de todos os tempos, embora o projeto seja relativamente jovem, conforme observou a Santiment.

“A chave será ver essa linha melhorar mesmo quando o fundador e os principais endereços de câmbio (com 10 milhões ou mais de AAVE) finalmente pararem de circular suas moedas para comerciantes ativos e fins de circulação”, observou a publicação.

O LINK, altcoin da rede descentralizada de oráculos Chainlink, obteve um aumento de 3% dos tokens disponíveis a partir do crescimento dos endereços que possuem entre 10mil a 1 milhão de LINKs, segundo o monitoramento da Santiment.

Apesar do anúncio de deslistagem no começo de agosto pela exchange de criptomoedas Binance em meio à alegação da SEC, a comissão de valores mobiliário do Estados Unidos, de que seria um título, o AMP, token usado como garantia pela plataforma de processamento de pagamentos de finanças descentralizadas (DeFi) Flexa Network, também registro aumento em sua oferta, em mais de 25% de junho, a partir do aumento dos endereços que possuem entre 100 mil e 10 milhões de AMPs.

Enquanto isso, a Santiment observou queda na participação das baleias de Litecoin (LTC) para o menor percentual de 2022 entre as carteiras detentoras de 10 mil a 10 milhões de LTCs, que chegaram a acumular dois terços do suprimento circulante do token até três meses atrás.

Também em queda na preferência das baleias, justificada pela publicação pela venda na alta acumulada nos últimos dois meses, o Chiliz (CHZ), token da plataforma de fan tokens Socios.com, apresentava redução entre os endereços com 100 mil a 10 milhões de CHZs.

Outra altcoin que pareceu pouco atrativa às baleias, segundo a Santiment, foi o OMG, token da solução de dimensionamento de camada dois da rede Ethereum (ETH). Segundo a publicação, os principais endereços estavam retendo mais da metade da oferta de OMG até a metade de março, quando começaram a se desfazer dos tokens, cujo preço orbitava em torno de 20% em relação ao que era seis meses antes. De acordo com a plataforma de análise, atualmente esses endereços detêm 47,7% da oferta.

Embora não seja um número tão expressivo quando se fala em mercado cripto, US$ 887 mil podem significar uma fortuna quando se trata do valor desembolsado pelas principais baleias da Ethereum cobiçando dez altcoins de projetos com baixa capitalização de mercado, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store