Coin News

Saiba como acompanhar a atualização do Ethereum em tempo real

14 Sep, 20226 min readEthereum
Saiba como acompanhar a atualização do Ethereum em tempo real

Todos os integrantes do universo cripto estão de olho na “Merge” (Fusão, na tradução para o português), a tão esperada atualização da Ethereum (ETH) para um novo método mais ecológico para processar transações.

A mudança, que fará com que a segunda maior rede blockchain abandone seus mineradores famintos por energia de uma vez por todas, deve ocorrer na madrugada desta quinta-feira (15).

Se você é como nós e está ansioso para acompanhar a aproximação da fusão, não há necessidade de ficar sobrecarregado. Abaixo, explicamos como você pode acompanhar o processo e saber se a atualização foi ou não um sucesso.

Horário da Merge

A fusão deve ocorrer às 4h23 desta quinta, no Tempo Universal Coordenado (UTC), segundo estimativas publicadas em vários sites que estão monitorando a atualização. No horário de Brasília, isso será por volta de 1h e 1h30 da manhã.

É possível acompanhar o processo em sites como bordel.wtf e wenmerge.com, que apresentam estimativas ao vivo de quando a mudança acontecerá. O agregador de preços de criptoativos CoinMarketCap criou uma página especial que além da contagem regressiva também explica o que é a Merge e responde algumas questões.

O Google também entrou na brincadeira. Basta digitar “Ethereum Merge” ou algo parecido que o buscador mostra um cronômetro da fusão.

Blocos da cadeia

Ben Edgington, líder de produto da empresa de blockchain ConsenSys, disse ao CoinDesk que a primeira coisa que ele prestará atenção quando a fusão acontecer é se blocos de transações estão sendo propostos ou não à cadeia de prova de participação (proof-of-stake, ou PoS) da criptomoeda.

Lembre-se de que o Ethereum é uma rede descentralizada sustentada por uma comunidade de voluntários chamados de “validadores”. A cada 12 segundos no novo sistema, um validador será selecionado aleatoriamente para propor um “bloco” à blockchain.

“Esperamos um bloco como um relógio a cada 12 segundos na cadeia de prova de participação. A cada ‘slot’ (unidade básica de tempo no blockchain), que é um intervalo de 12 segundos, um validador é escolhido pelo protocolo para propor um bloco para aquele slot. Se esse validador estiver offline, estiver em um fork (bifurcação) diferente ou não estiver participando corretamente, esse bloco desaparecerá”, explicou Edgington.

É possível visualizar esses dados em exploradores de cadeia como o beaconcha.in ou o beaconscan.com. Ambos os sites listam todos os novos slots à medida que eles acontecem, juntamente com a informação se um bloco foi proposto ou não para ele.

“Imediatamente, se vermos ‘slot vazio, slot vazio, slot vazio’ (nos exploradores), isso seria o primeiro sinal de problema. Agora se virmos ‘block, block, block, block, block’, saberemos que estamos bem”, explicou Edgington.

Nos últimos meses, várias redes de teste Ethereum (testnets) passaram por suas próprias transições de prova de trabalho (proof-of-work, ou PoW) para PoS – cada uma servindo como uma espécie de ensaio geral para a coisa real.

“Ainda não tivemos uma fusão de rede de teste completamente impecável”, contou Edgington. “Todos eles tiveram pequenos solavancos, pequenas reduções de 10% ou 20% no número de blocos. Mas muito rapidamente, dentro de uma hora, as pessoas consertaram as coisas e voltaram aos níveis normais, que é basicamente [um bloco] a cada 12 segundos.”

Leia mais:

Taxa de participação

A próxima coisa que Edgington vai analisar após a fusão será a taxa de participação da rede (a porcentagem de validadores que exercendo suas funções).

Se um bloco recém-proposto receber votos suficientes da comunidade Ethereum mais ampla – chamados de “attestations” (atestados, na tradução para o português) – suas transações são gravadas na blockchain com o equivalente digital de um marcador permanente.

“Em contraste com a rede de prova de trabalho, na prova de participação todos os validadores participam o tempo todo – eles votam em [todos] os blocos que veem”, explicou Edgington. “Sabemos que temos [cerca de] 420 mil validadores, então podemos contar os votos e ver quantos estão faltando. Assim, obtemos uma taxa de participação.”

Christine Kim, pesquisadora da empresa de investimentos Galaxy Digital, explicou como se deve olhar para a taxa de participação em um artigo recente que ela escreveu sobre acompanhar a atualização. (O texto, que está em inglês, é leitura recomendada para quem procura um mergulho mais profundo no monitoramento da Merge).

“A [taxa de participação] é particularmente útil para ter uma noção da saúde geral do Ethereum como uma rede [de prova de participação]”, escreveu Christine. “Uma alta taxa de participação dos validadores sugere que há uma forte probabilidade de que epochs [grandes grupos de slots] sejam finalizadas sem demora. Uma baixa taxa de participação, abaixo do limite de 2/3, sugere o oposto – que a finalização da rede tem uma alta probabilidade de atraso.”

O Ethereum, em outras palavras, continuará funcionando enquanto a taxa de participação estiver acima de 66%, mas a “Beacon Chain” – a cadeia de teste de prova de participação do Ethereum que se fundirá com sua rede principal de prova de trabalho ainda nesta madrugada – geralmente tem uma participação que gira em torno de 99,5%. Novamente, pode-se monitorar esse número nos sites beaconcha.in e beaconscan.com.

Finalização

Como Christine sugeriu em sua explicação sobre a importância da taxa de participação, o principal indicador de uma fusão bem-sucedida será quando a rede atingir sua finalidade.

Finalidade, explicou Edginton, “é quando a rede declara coletivamente um bloco – um ponto de verificação no tempo que nunca será revertido. Nunca reescreveremos a história antes desse ponto.” Isso, em outras palavras, é quando as transações gravadas na nova cadeia PoS se tornam irreversíveis.

“O momento em que estouramos o champanhe é o ponto em que finalizamos o checkpoint de verificação da fusão, que será em torno de 13 a 15 minutos após a Merge”, acrescentou.

Por que tantos minutos? Christine explicou o seguinte em seu artigo: “A finalização da rede Beacon Chain do Ethereum é alcançada após 2 epochs serem confirmadas por pelo menos 2/3 dos validadores ativos. Uma epoch é um período de tempo, 6,4 minutos, dividido em intervalos de 12 segundos.”

Os exploradores de blockchain que mencionamos anteriormente – beaconcha.in e beaconscan.com – listam cada epoch junto com a informação se ela foi finalizada ou não. Uma vez que os desenvolvedores da Merge vejam duas epochs finalizadas, aí podemos dar um suspiro coletivo de alívio.

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store