Coin News

Recuperação das criptomoedas depende do índice dólar, diz analista

25 Aug, 20223 min readOther
Recuperação das criptomoedas depende do índice dólar, diz analista

O analista de criptomoedas Michaël van de Poppe revelou quatro criptomoedas que ele acredita que deveriam fazer parte da lista de observação de um trader. Além disso, o neerlandês chamou atenção para um indicador bastante inusitado: o DXY, também conhecido como “índice dólar”.

Este índice mede a força do dólar em relação a uma cesta de outras moedas de reserva, como euro, iene e libra esterlina. Em outras palavras, o índice avaliar se o dólar está se fortalecendo ou não perante seus pares. Quanto maior o nível do DXY, maior a força do dólar no mundo.

De acordo com o gráfico, o DXY está na região dos 108 pontos, o maior valor desde abril de 2022. E para van de Poppe, isto é um sinal negativo para o mercado de criptomoedas.

Série histórica do índice DXY. Fonte: TradingView.

Criptomoedas vão depender do DXY, afirma

O analista citou o DXY após falar das duas primeiras criptomoedas nas quais está de olho: a EOS e a Polygon (MATIC). Para van de Poppe, a EOS (EOS) está no meio de um forte rali, mas o analista ainda tem os seus olhos na MATIC e também na BNB.

“Aparentemente, a EOS tem um dos desempenhos mais fortes ultimamente. Eu acho que focaria em MATIC [e] BNB em tendências, honestamente. A BNB está agindo super forte e o par /BNBBTC continua funcionando. No momento em que o DXY mostrar fraqueza, elas provavelmente decolarão”, explicou.

No momento da escrita deste texto, o DXY segue acima de 108 pontos e com uma tendência otimista. Isso se reflete na força do dólar em relação aos seus pares globais. Nesta quarta-feira (24), por exemplo, o euro negocia a US$ 0,993, menor valor desde 2002 e muito abaixo da paridade.

Portanto, enquanto o DXY seguir acima deste patamar, o preços das criptomoedas seguirá com sua capacidade de crescimento limitada. Para que o mercado volte a se recuperar, o índice precisa ficar abaixo dos 108 pontos novamente.

“Todos os olhos estão voltados para o DYX. Se ele cair abaixo de 108 pontos novamente, teremos uma falsa valorização e o mercado (de criptomoedas) voltará a se valorizar. Caso contrário, a tendência (de alta para o dólar) se mantém e os ativos de risco terão mais perdas”, disse van de Poppe.

Valor de mercado das criptomoedas e Bitcoin

Em seguida, van de Poppe olha para o gráfico total, que mede a capitalização de mercado acumulada de todas as criptomoedas. De acordo com o CoinMarketCap, o valor de mercado total é de US$ 1,043 trilhão, ou cerca de R$ 5,37 trilhões na cotação atual.

Van de Poppe diz que sua tese otimista permanece intacta apesar da recente queda nos mercados de criptomoedas. No entanto, o analista disse que o valor de mercado total ainda deve cair mais.

“O valor de mercado total das criptomoedas ainda está a caminho de maiores desvalorizações. Talvez chegue aos US$ 900 ou US$ 925 bilhões, para confirmação. O cenário continua de pé”, disse.

Quanto ao Bitcoin, Van de Poppe diz que vê o BTC passando por mais um movimento de correção em linha com seu cenário de baixa mais alto previsto para o gráfico do valor de mercado.

“É uma correção profunda nos mercados, mas o Bitcoin permanece relativamente estável. Mais uma varredura das mínimas não é inesperada, e acho que ainda estamos relativamente perto da mínima”, disse.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store