Coin News

Recente “banho de sangue” no mercado cripto não é necessariamente ruim, dizem reguladores

28 Jun, 20224 min readRegulation
Recente “banho de sangue” no mercado cripto não é necessariamente ruim, dizem reguladores

Executivos e reguladores do setor de criptomoedas não costumam ter visões semelhantes em relação a algo. No entanto, eles parecem concordar que a recente turbulência no mercado cripto pode ser positiva e ajudar a remover projetos insustentáveis e maus agentes.

Pelo menos esse foi o consenso predominante na Point Zero Forum, uma reunião fechada para investidores e formuladores de políticas públicas que ocorreu em Zurique, na Suíça, na semana passada.

A capitalização de mercado total do setor cripto é de cerca de US$ 1 trilhão, abaixo do recorde de US$ 2,7 trilhões em outubro, segundo dados do agregador CoinGecko.

“Há um banho de sangue acontecendo”, disse Ravi Menon, diretor administrativo da Autoridade Monetária de Cingapura, em um painel sobre o futuro dos serviços financeiros na quarta-feira (22), referindo-se aos bilhões de dólares – e empresas – deixando o mercado.

O colapso da stablecoin algorítmica TerraUSD (UST) de US$ 18 bilhões em maio contagiou toda a indústria. Desde então, o fundo de hedge Three Arrows Capital revelou que sofreu pesadas perdas enquanto o credor multibilionário de criptomoedas Celsius Network congelou os saques.

Empresas de criptomoedas proeminentes em todo o mundo, como Coinbase e Gemini, com sede nos EUA, e a Bitpanda, na Europa, reduziram as contratações.

Menon acredita que o êxodo pode ajudar a eliminar maus agentes.

“Isso não é necessariamente ruim”, disse ele. “Para o regulador, assim como para o banco central, é uma grande oportunidade para separar o joio do trigo.”

Também no painel, o vice-governador do Banco da Inglaterra, Jon Cunliffe, comparou o crash do mercado à bolha da internet. A especulação excessiva levou ao aumento das avaliações das ações de tecnologia dos EUA na década de 1990. Em 2000, no entanto, a bolha estourou.

“Muitas empresas foram embora, mas a tecnologia não desapareceu e voltou 10 anos depois”, disse Cunliffe, apontando para sobreviventes como a Amazon. “Então, aconteça o que acontecer nos próximos meses com os criptoativos que as pessoas negociam, espero que a tecnologia e as finanças cripto continuem”.

Regulação rápida

O recente colapso do mercado sublinha a crescente urgência de estabelecer regulamentações para o setor.

Em 7 de junho, as senadoras dos EUA Cynthia Lummis e Kirsten Gillibrand apresentaram um projeto de lei abrangente que regeria os provedores de serviços de criptoativos, bem comoincluiria requisitos detalhados de divulgação para emissores de stablecoins à luz do colapso do ecossistema Terra.

O projeto de lei “Markets in Crypto Assets (MiCA)”, que também estabelece requisitos para emissores de stablecoin, também está avançando na Europa. Além disso, o Reino Unido anunciou em abril que planejava introduzir um pacote regulatório para cripto e regular stablecoins sob a legislação de pagamentos existente.

As empresas do setor cripto e os reguladores precisam se esforçar para tornar o setor mais sustentável, disse Agustín Carstens, gerente geral do Bank for International Settlements (BIS), uma instituição financeira de propriedade do banco central, durante a conferência em Zurique.

“O grau de alavancagem em muitas dessas transações é completamente anormal”, falou Carstens em um painel sobre o futuro dos serviços financeiros. “Você não pode desafiar a gravidade. Você está executando uma operação extremamente arriscada. Se algo der um pouco errado, a possibilidade de um crash é muito alta.”

A desaceleração é bem-vinda

Vários pesos pesados do setor cripto presentes disseram que o crash do mercado tem um lado positivo.

“Essa desaceleração é bem-vinda”, disse Kris Marszalek, CEO da exchange de ativos digitais Crypto.com, em um painel sobre o futuro das criptomoedas. “Essa é a hora de demonstrar como as verdadeiras [empresas de criptomoedas], apenas entregando valor real, podem continuar construindo [e] serem a mão firme e a voz calma em tempos voláteis.”

Brad Garlinghouse, CEO da fintech Ripple Labs, disse que a desaceleração pode eliminar tokens que não têm utilidade.

“Acho que a grande maioria dos tokens desaparecerá com o tempo, porque não consigo descobrir a utilidade … A Dogecoin (DOGE) é um exemplo claro de [algo que] nunca foi projetado com utilidade. Os fundadores deixaram o projeto, que se move com base nos tuítes de Elon Musk .”

Durante seu painel, Changpeng Zhao, CEO da Binance, a maior exchange de criptomoedas do mundo em volume de negociações, sugeriu que os empreendedores de criptomoedas precisam ter um modelo de negócios claro.

“Se você só está conquistando usuários porque está usando incentivos para atraí-los, esse não é um modelo de negócios real. Eventualmente, você vai ficar sem dinheiro e vai quebrar”, disse Zhao em um painel na quarta-feira sobre como enfrentar a tempestade e a próxima fase de crescimento.

A indústria levará muito tempo para se recuperar, mas “a pior parte provavelmente já passou”, completou Zhao.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store