Coin News

Promotores sul-coreanos acusam Do Kwon de manipular preço do Terra

58 min ago3 min readOther
Promotores sul-coreanos acusam Do Kwon de manipular preço do Terra

Um relato local da Coreia do Sul afirma que os promotores do país obtiveram evidências que sugerem que o cofundador do Terraform Labs, Do Kwon, ordenou que, pelo menos uma vez, um funcionário manipulasse o preço do Luna Classic (LUNC).

Uma reportagem do Korean Broadcasting System (KBS) em 3 de novembro cita um funcionário da promotoria sul-coreana, que disse ter obtido um “histórico de mensagens” no qual “Kwon ordena especificamente a manipulação de preços.”

A evidência foi obtida na forma de uma troca de mensagens entre Kwon e um ex-funcionário do Terraform Labs. Os promotores não divulgaram mais detalhes, observando:

“Não posso revelar detalhes, mas trata-se de um histórico de conversas em que o CEO Kwon ordenou especificamente a manipulação de preços.”

Embora os detalhes do caso de manipulação de preços não tenham sido divulgados, a ação de preço do LUNC, anteriormente intitulado Terra (LUNA), sem dúvida teve um dos desempenhos mais impressionantes do mercado durante o último ciclo de alta das criptomoedas.

O preço do token subiu mais de 2.800%, de US$ 4,18 no final de maio de 2021, para o recorde histórico de US$ 119,18 em 5 de abril de 2022, antes de sua queda cataclísmica em 30 de abril, segundo dados da CoinGecko.

O relatório, no entanto, observa que o representante de Kwon continua negando essas alegações.

Kwon e seus representantes também negaram anteriormente acusações de violações das leis de mercado de capitais da Coreia do Sul.

Em setembro, o Terraform Labs disse que o caso tornara-se "altamente politizado" e que os promotores expandiram a definição de valores mobiliários em resposta à pressão pública.

Paradeiro de Kwon agora aponta para a Europa

O paradeiro de Kwon continua sendo um mistério, apesar do cofundador do ecossistema Terra ter afirmado anteriormente que “não está fugindo”.

Relatos mais antigos sugeriam que Kwon se mudou da Coréia do Sul para Singapura em um primeiro momento, antes de fazer a transição para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos (EAU). O relatório da KBS agora sugere que Kwon está residindo em algum lugar da Europa sem um passaporte válido.

“Kwon, que tem um mandado de prisão expedido contra si, teve seu passaporte invalidado a partir de hoje”, afirmou o relatório divulgado em 3 de novembro, acrescentando:

“Do Kwon agora é um imigrante ilegal, onde quer que esteja, em qualquer país, e não pode viajar legalmente entre países.”

Se encontrado, Kwon também terá que lidar com uma ação de US$ 57 milhões movida recentemente contra ele, seu colega e cofundador do Terra, Nicholas Platias, e a Luna Foundation Guard (LFG) no Supremo Tribunal de Singapura.

A acusação argumenta que Kwon, Platias e a LFG alegaram fraudulentamente que a stablecoin do Terra, TerraUSD (UST) – agora TerraUSD Classic (USTC) – era “estável por design” e capaz de manter sua paridade com o dólar.

O esforço internacional de aplicação da lei para localizar o controverso CEO não tem impedido a atividade de Kwon nas redes sociais. Sua postagem mais recente foi compartilhada em 3 de novembro.

Strangely, these last few weeks have been one of the most creative periods of my life. — Do Kwon (@stablekwon) November 3, 2022

Estranhamente, estas últimas semanas foram um dos períodos mais criativos da minha vida.

— Do Kwon (@stablekwon)

O Cointelegraph entrou em contato com o Terraform Labs e o escritório do promotor sul-coreano para obter comentários sobre o caso, mas não recebeu uma resposta imediata.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store