Coin News

Primeiro documentário sobre a falência da FTX já tem diretor e filmagens começarão nas Bahamas

6 d ago3 min readOther
Primeiro documentário sobre a falência da FTX já tem diretor e filmagens começarão nas Bahamas

Desde que o colapso da FTX começou e as informações ficaram mais claras, os investidores tinham uma pergunta: quando isso viraria um documentário? Afinal, a história ganhava contornos cada vez mais confusos que se tornaram dignos de qualquer grande estúdio.

Com isso, havia até mesmo uma brincadeira sobre quem compraria os direitos da trama primeiro: HBO, Netflix ou Apple TV+. Mas nenhum desses gigantes saiu na frente, já que o primeiro documentário sobre a FTX ficará a cargo do desconhecido estúdio XTR.

De acordo com a revista Variety, que divulgou a informação na quinta-feira (17), o futuro documentário tem a direção de David Darg, especialista em documentários. Darg recebeu uma indicação ao Emmy e ao Oscar pelo curta documentário Body Team 12, lançado em 2016.

Além do diretor, a equipe do XTR já estaria cuidado das filmagens do documentário nas Bahamas, país onde fica a sede da FTX. O documentário ainda não tem nome, mas a equipe da XTR já chama Sam Bankman-Fried (SBF), ex-CEO da FTX, de “rei das criptomoedas”.

De fato, a Variety afirmou que a obra contará a trajetória de SBF de ‘rei das criptomoedas’ para uma fraude. Portanto, o documentário deve ter algum título semelhante

Documentário vai explorar o caso FTX

Curiosamente, as filmagens do documentário começaram antes mesmo do caso da FTX ter um resultado concreto. As investigações estão em andamento, SBF ainda será interrogado e a FTX espera o resultado do seu pedido de recuperação judicial. Parece que os realizadores estavam com pressa de aproveitar a audiência do caso e realizar a obra.

Embora haja muito mais para saber sobre a história dos bastidores do FTX, será interessante saber quanta informação privilegiada os fabricantes extrairiam. E como o XTR distribui seus documentários, provavelmente a obra sairá em algum grande serviço de streaming.

Além de Darg na direção, o novo documentário tem produção de Bryn Mooser, Kathryn Everett e Justin Lacob. Falando para a Variety, Lacob deu algumas poucas informações sobre a obra.

“(Teremos) Acesso sem precedentes aos principais players da FTX e da comunidade de criptomoedas. (O documentário) explorará o drama corporativo que abalou os mercados, desencadeou investigações do governo e enviou ondas de choque”, disse.

  • Leia também: Com falência da FTX Genesis buscou empréstimo de emergência de US$ 1 bilhão para recuperar liquidez
  • Acesso privilegiado

    Os cineastas disseram que já têm uma equipe que está conversando com pessoas de dentro da FTX, para coletar informações. Considerando o que toda a situação representa e o tamanho da FTX, a obra será extremamente aguardada pelos investidores e fãs de criptomoedas.

    Para muitos, a FTX se configura como um dos maiores golpes financeiros dos últimos tempos. O fato de o novo CEO da exchange descrever a situação da empresa como “um completo fracasso” reforça isso. No pedido de recuperação judicial da FTX, o atual CEO John Ray disse que a empresa tem uma completa ausência de informações financeiras confiáveis.

    Por outro lado, SBF está sujeito a intenso escrutínio regulatório tanto nas Bahamas quanto nos Estados Unidos. Os dois países disputam para ver quem tem a preferência no julgamento da FTX e de seu CEO.

    Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store