Coin News

Preço do Bitcoin registra queda de 25% e tem pior trimestre da história

4 Jul, 20223 min readBitcoin
Preço do Bitcoin registra queda de 25% e tem pior trimestre da história

O preço do Bitcoin em Real desvalorizou 25% em junho, com uma grande queda no volume de negociações por investidores do Brasil. Vale lembrar que este foi o fechamento do segundo trimestre do ano de 2022, que acabou entrando para uma cruel história de preços da moeda digital.

Em todo o mundo, o mercado de criptomoedas já vinha sob pressão no primeiro trimestre, que fechou com uma cotação de US$ 45.500,00, uma queda de 1,46% entre janeiro e março de 2022.

O período entre abril e junho a situação piorou muito e vários são os fatores para esse movimento de pânico do mercado. Fato é que a cotação do Bitcoin foi pressionada e este período certamente será difícil de ser superado por traders.

Preço do Bitcoin despenca 25% em Real e volume no Brasil despenca em junho de 2022

O preço do Bitcoin segue sob pressão em todo o mundo, com sua cotação principal em Dólar atravessando um momento difícil. Isso porque, após a região de US$ 20 mil ser considerada um forte suporte, nos últimos dias ela mais se parece com uma resistência, levando a crer que mais quedas podem ocorrer na moeda digital.

No Brasil, como a cotação tem a influência do Dólar, que subiu a R$ 5,32 e segue em alta frente ao Real, o preço do Bitcoin segue cotado acima de R$ 100 mil, custando 106 mil reais nesta segunda-feira (4).

No entanto, em junho de 2022, no fechamento do segundo trimestre, a cotação da moeda digital caiu 25% em relação ao Real, mesmo com a alta do Dólar ajudando a conter os danos.

Além disso, os investidores do Brasil negociaram menos criptomoedas, de acordo com relatório do Mercado Cripto.

Isso porque, após um volume grande de negociações em maio, superando 14 bilhões de reais, o volume de junho recuou 21%, com apenas R$ 11 bilhões negociados por brasileiros. Este mês encerra um período em que grandes empresas de criptomoedas faliram após se envolver com a criptomoeda Terra (LUNA), que morreu em maio.

Pior trimestre da história confirmado: queda brutal de 56%

Com as quedas do mês de maio, o bitcoin já caminhava para testar o seu pior desempenho trimestral da história. Contudo, muitos não imaginavam que isso seria piorado com as falências de empresas em junho, que causaram mais colapso no mercado ao buscarem sair de suas posições em busca de tentar honrar saques a clientes.

Com o cenário, o Bitcoin em Dólar recuou 56% entre abril e junho de 2022, entrando assim para a história como o pior trimestre para o preço da moeda digital, segundo dados da Skew. Em Real, a cotação da moeda digital recuou mais de 50% no mesmo período.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store