Coin News

Preço do Bitcoin está por um fio, alerta Glassnode

30 Aug, 202211 min readBitcoin
Preço do Bitcoin está por um fio, alerta Glassnode

Os últimos dias foram difíceis para os mercados financeiros, à medida que o bitcoin (BTC), o mercado de ações, câmbio (ou forex) e de títulos passaram por volatilidade e uma desvalorização geral.

O euro novamente perdeu sua paridade ao dólar americano à medida que a crise energética europeia piora e o índice DXY Dollar chegou a 109,30 — sua maior alta em 20 anos.

Conforme os presidentes do Federal Reserve dos EUA continuam sinalizando uma postura linha-dura à inflação em Jackson Hole, o bitcoin, como um índice de desenvolvimento para a liquidez global, reagiu de acordo.

Seu preço ficou mais baixo na última semana, saindo de uma alta de US$ 21.781 e chegando a uma baixa de US$ 19.611.

Nesta edição, a Glassnode vai continuar sua avaliação da semana passada, explorando como o enfraquecimento a curto prazo continua visível entre diversas métricas fundamentais do Bitcoin.

Isso cria uma condição em que preços estão sendo negociados a um preço menor, mesmo com pouca pressão adicional de venda “on-chain” (ao verificar movimentações registradas na própria blockchain).

Continua sinalizando uma demanda continuamente fraca, além de uma base de investidores que está disposta a tomar qualquer liquidez de saída oferecida pelo mercado para “obter seu dinheiro de volta” a preço de custo.

Ideias de alerta serão apresentadas ao longo da análise para ajudar na identificação dos níveis de interesse que possam representar variações significativas no desempenho de mercado/rede. Qualquer membro da Glassnode pode configurar um alerta diretamente no Glassnode Studio.

Caindo com a brisa

A análise irá começar pela lente das métricas de vida útil, que geralmente descrevem a idade de moedas que estão sendo gastas na blockchain:

Valores mais baixos de vida útil indicam que moedas mais novas dominam transações. Geralmente são encontradas à medida que o mercado de baixa cai ainda mais e especuladores são expulsos do mercado.

Valores mais altos de vida útil sugerem que moedas mais antigas dominam transações. Geralmente existem durante mercados de alta à medida que lucros são tomados, mas também durante eventos de capitulação (desistência de ganhos pela venda de posições por conta da queda no preço) por conta de vendas por puro pânico.

A vida útil média de gastos (ou ASOL) rastreia a duração média por transação de saída gasta, mas ignora o volume de moedas. Registra uma queda macro desde janeiro de 2021, coincidindo com o mercado de baixa atual.

Essa métrica subiu mais nas últimas semanas conforme um grupo de moedas mais antigas foi gasto. Porém, isso aconteceu apenas por um breve momento.

A fraca ação de preço sem uma alta tendência contínua na ASOL significa que a demanda disponível mal sustenta a pressão de venda diária, além de gastos adicionais por tomadores de lucro e/ou eventos de capitulação que acontecessem.

É possível analisar isso ao analisar a “dormência”, que é a vida média por unidade de moeda movimentada. Essa métrica contabiliza o volume de moeda gasta.

É possível ver que a duração média por moeda se aproxima de seus níveis mais baixos em vários anos, ou seja, a alta na ASOL provavelmente foi muito leve no volume em BTC, impulsionando a observação de uma demanda muito fraca por bitcoin.

Se os preços estivessem subindo, seria um sinal muito positivo, pois mostraria que moedas mais antigas permanecem dormentes.

Porém, indica o contrário, pois preços estão tendo problemas em segurar sua posição mesmo conforme moedas permanecem paradas na carteira de investidores.

Em escala macro, a métrica de dias de moedas destruídas (ou CDD) continua caindo, atingindo uma baixa relativamente considerável.

Essa métrica se soma à vida útil total destruída (em anos) nos últimos 365 dias e, assim como a dormência, os baixos níveis geralmente são positivos e comuns em mercados de baixa em estágio final.

Continua aceitável que o bitcoin esteja sendo negociado no que possa se tornar um padrão de formação de fundos a longuíssimo prazo. Porém, ficou evidente que o mercado está apenas por um fio neste momento e ainda não está fora de perigo.

Para realmente reforçar esse ponto de enfraquecimento fundamental, é possível completá-lo com o gráfico de “entidades ativas” abaixo. Essa métrica pode ser comparada aos “usuários ativos diários únicos” da rede Bitcoin e, neste momento, está testando a parte inferior do prolongado Canal de Mercado de Baixa.

Isso indica que existe pouco crescimento na base de usuários ativa e a rede atualmente conta com a base mínima de usuários que se pode considerar como dentro dos “limites históricos”.

Caso “entidades ativas” caiam ainda mais, sugeriria uma deterioração desagradável da base de usuários e entraria em uma zona de enfraquecimento total que não é registrada há anos.

Ideia de alerta: Se entidades ativas (média móvel de sete dias) caírem abaixo de 230 mil por dia, sinalizaria uma deterioração na atividade em blockchain enquanto uma ultrapassagem de 250 mil por dia sinalizaria um fluxo de nova demanda de usuários.

Pelo lado positivo, ficou evidente que não aconteceu um grande prejuízo na convicção de HODLers.

A queda nas métricas de vida útil é um bom sinal para o longo prazo, pois indica que moedas antigas estão paradas e preços em queda têm pouco impacto psicológico na convicção desse grupo de investidores.

Embora a decisão dos investidores “mãos de diamante” continue sólida feito uma rocha, simplesmente parece que seu fluxo de demanda disponível ainda não rechaçou os “ursos” que fez os “touros” voltarem aos US$ 20 mil.

Vendendo a preços de equilíbrio

Na seção acima, foi determinado que o desempenho da atual base de usuários do Bitcoin está, no máximo, fraca e que a ação de preço está bastante enfraquecida, mesmo conforme o gasto de moedas mais antigas cai.

Para piorar as coisas, a psicologia dos investidores parece ser a de simplesmente “pegar meu dinheiro de volta”, pois um alto nível de gastos está acontecendo próximo de sua base de custo.

No total, investidores de bitcoin estão realizando prejuízos líquidos de cerca de US$ 220 milhões por dia. Em uma escala relativa, isso é bem modesto em magnitude, principalmente em relação a eventos de capitulação multibilionários.

No entanto, mesmo com essa saída de capital relativamente leve de US$ 220 milhões por dia, os touros estão enfrentando uma árdua batalha.

Ideia de alerta: Se o lucro/prejuízo realizado líquido (média móvel de 30 dias) ficar acima de zero, sinalizaria que o gasto líquido voltou a gerar lucro, sugerindo uma possível força de mercado e recuperação de demanda.

Ao analisar a métrica de lucro ajustado por transações de saída que foram gastas (ou aSOPR), é possível observar o múltiplo de lucro (ou prejuízo) médio por moedas gastas. De modo geral, um valor de aSOPR próximo de 1,0 é de maior interesse:

aSOPR de 1,0 em uma tendência de alta geralmente atua como suporte à medida que investidores compram na queda e acrescentam à sua posição ou próximo de sua base de custo. Também significa que moedas rentáveis preferem ficar dormentes, reduzindo a pressão de vendas a preços baixos.

aSOPR de 1,0 em uma tendência de alta geralmente atua como resistência, pois investidores vendem na alta e se livram de sua posição ou próximo de sua base de custo. Psicologicamente, isso reflete uma mentalidade de “pegar meu dinheiro de volta” a qualquer liquidez de saída que o mercado oferecer.

A recente liquidação foi iniciada após um convincente reteste de 1,0 no lado inferior no momento em que o preço superou os US$ 24 mil.

A rejeição desse nível confirma bastante que o enfraquecimento que viria a seguir à medida que investidores tomaram a liquidez de saída e gastaram moedas próximas de sua base de custo de aquisição.

Ideia de alerta: Se o aSOPR (média móvel de 30 dias) ultrapassar 1,0, sinalizaria que o gasto total voltou a gerar lucro, sugerindo uma possível força de mercado e recuperação de demanda.

Holders a longo prazo de bitcoin também estão sentindo o aperto, pois seus valores de lucro por transações de saída que foram gastas (SOPR) estão entre 0,60 e 0,65 há várias semanas consecutivas.

Indica que investidores que armazenaram suas moedas por cerca de cinco meses e são estatisticamente menos propensos a gastá-las estão registrando prejuízos entre -35% e -40%, em média.

Compradores do ciclo 2021-2022 continuam encerrando suas posições a um prejuízo significativo.

Embora não seja tão severo quanto os prejuízos de -50% em 2018 (até agora), o atual mercado de baixa compete bastante com os piores mercados de baixa do passado em termos de estragos.

Uma recuperação significativa do SOPR de holders a longo prazo acima de 1,0 seria um sinal positivo. Porém, historicamente, demorou vários meses para atingir essa velocidade de refúgio.

Ideia de alerta: Se o lucro por transações de saída que foram gastas (SOPR) por holders a longo prazo (média móvel de sete dias) ultrapassar 1,0, sinalizaria que o gasto por holders a longo prazo voltou a gerar lucro, sugerindo uma possível força de mercado e recuperação de demanda.

Por fim, será fornecido um panorama total dos prejuízos recentes em blockchain, onde pode ser visto que a escala da saída de capital no último mês foi histórica.

Ultrapassada apenas pela capitulação de 2018, a magnitude relativa dos prejuízos de investidores nas últimas semanas é enorme, atingindo 0,28% da capitalização de mercado por dia.

Dada essa realidade, deve ser pouco surpreendente que investidores estão dispostos a tomar qualquer rali de preço e lucros que possam obter.

Conclusões

O mercado de baixa de 2022 continua e claramente afeta a base total de investidores em bitcoin.

Apesar de não registrar um prejuízo total de convicção entre HODLers, conforme sinalizado pela queda nas métricas de vida útil, os touros ainda não conseguem definir uma tendência de alta significativa.

A psicologia dos padrões de gasto por investidores continua bastante no território do mercado de baixa conforme moedas compradas na alta são vendidas e a liquidez de saída é tomada próxima de níveis de base de custo.

Dada a base de usuários ativos extremamente baixa, pode ser impressionante que o nível de US$ 20 mil tenha continuado até agora.

Continua plausível que o bitcoin esteja em uma faixa de formação de fundos e seria historicamente similar a todos os mercados de baixa passados. Porém, o preço do bitcoin está por um fio e qualquer aumento nos aspectos fundamentais seria uma mudança agradável.

Sobre o autor

A Glassnode é a maior provedora de dados e inteligência de blockchain que gera métricas e ferramentas on-chain para quem realmente quer entender o mercado de criptomoedas.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Glassnode.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store