Coin News

O poder das criptomoedas: como a blockchain muda a vida de refugiados em Gana

1 h ago8 min readBlockchain
O poder das criptomoedas: como a blockchain muda a vida de refugiados em Gana

Krisan é um campo de refugiados situado em Gana, que abriga cidadãos de países como Sudão, Congo, Chade, Ruanda e Costa do Marfim. Como é de se esperar, os moradores de Krisan vivem em situação de extrema vulnerabilidade, dada a saída de seus países pelos mais diversos motivos, e o início de uma nova vida em outro lugar. Sem pertences, contatos e, com frequência, sem economias.

Um relatório do impactMarket mostra como a renda básica universal (UBI, na sigla em inglês), levada através de criptomoedas, impactou de forma extremamente positiva a vida dos habitantes de Krisan. O estudo teve duração de oito meses, iniciando-se em abril e terminando em novembro de 2021.

UBI e impactMarket

A teoria da Renda Básica Universal consiste no pagamento de uma quantia para propiciar as necessidades básicas de todos os cidadãos. No caso do impactMarket, cada beneficiário recebe US$ 0,11. No caso de Krisan, a necessidade básica à qual os beneficiários do programa mais direcionaram valores foi a compra de alimentos. Ao todo, 26% do valor total foi dedicado à alimentação, apontam dados do relatório feito por Aditi Singh.

O impactMarket é uma organização descentralizada autônoma (DAO, na sigla em inglês) desenvolvida sobre a blockchain Celo, explica Susanne Zapelão, CMO do projeto. Em suma, o projeto capta doações e distribui para mais de 200 comunidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil, através de contratos inteligentes.

As doações são repassadas através da stablecoin Celo Dollar (cUSD), pareada em proporção 1:1 com o dólar, e são então repassadas através da Valora, carteira para smartphones do ecossistema Celo. “Não cobramos comissão nas doações, então 100% do dinheiro é distribuído para as comunidades, e cada beneficiário recebe o valor individualmente”, diz Susanne.

Interessados podem fazer doações através do mecanismo “Impact Farming”, transferências bancárias ou pelos serviços da Revolut. A CMO do impactMarket afirma que as doações através do Impact Farming garantem recompensas no token do projeto, o PACT.

“Doar ao impactMarket nos permite apoiar mais de 40 mil pessoas em situações de vulnerabilidade em quase 30 países, como Brasil, Afeganistão, Venezuela e Ucrânia. O projeto usa toda a transparência da blockchain, além dos custos baixos, ausência de intermediários e impacto sem fronteiras. Você faz a diferença na vida de milhares de pessoas promovendo inclusão financeira e digital, empoderando países em desenvolvimento”, afirma Susanne sobre a dinâmica de doação.

Mudanças positivas

Além da alimentação, a introdução de UBI ao campo de Krisan criou novas dinâmicas. Uma delas está ligada ao fato de 11% dos habitantes do campo terem utilizado os valores recebidos em créditos de celular. O relatório aponta que um dos motivos é o fato dos dados móveis serem caros em Gana. Com o acesso à internet sendo viabilizado, 43% dos participantes notaram um aumento no uso de smartphones.

Um dos refugiados de Serra Leoa conta que o acesso à internet “mudou seu estilo de vida”. “Pacotes de internet são necessários para a minha nova vida. Faço negócios pelo WhatsApp, falo com a minha família pelo WhatsApp, e recebo minha UBI pelo celular. É uma necessidade.”

Imagem: gastos dos refugiados com o dinheiro obtido através de UBI

Outro dado relevante extraído do estudo é o fato de 20% dos beneficiários terem utilizado os valores recebidos em educação. O montante supera o uso dos valores em roupas (13%) e transporte (17%). Avina Ajit, chefe da área que mede os impactos do impactMarket, diz que as diferentes lentes através das quais é possível medir as mudanças levadas por UBI às comunidades ainda a surpreendem.

“Por exemplo, podemos usar a lente de dinâmica familiar e o papel da mulher dentro dela, ou podemos falar dos sonhos e objetivos das pessoas evoluindo conforme o dinheiro reduz o estresse diário”, diz Avina. Dados do estudo apontam que o otimismo entre habitantes de Krisan aumentou 63%, enquanto uma redução de 17% foi registrada nos índices de ansiedade.

Um pastor que vive em Krisan disse que, antes da distribuição de Renda Básica Universal, os habitantes estavam “frustrados demais para interagir entre si”. Outro relato contido no relatório, este prestado por uma mulher que vive na comunidade, disse que sua família está feliz após receber UBI. “Quando você tem fome, você tem raiva. Antes nós [ela e o marido] não comíamos, só conseguíamos alimentar as crianças.”

Avina acrescenta também que a facilidade que as criptomoedas acrescentam ao processo também é surpreendente. Doações chegam a comunidades desbancarizadas sem perda de valores em processos burocráticos ou taxas de transferência, avalia Avina. “Refugiados e outras populações vulneráveis ao redor do mundo finalmente podem receber assistência financeira, de uma forma que encoraja sua mobilidade e soberania.”

Empreendedorismo e investimentos

Além de aumentar a segurança alimentar e desenvolver aptidões dos habitantes de Krisan, a presença de UBI também incentivou a veia empreendedora de alguns beneficiários. O relatório conta alguns casos onde a renda básica universal motivou essa mudança.

Mohammed e sua esposa guardam parte do valor que receberam em UBI, totalizando 400 cedi, a moeda de Gana. O valor foi investido em criadouro de peixes, para posterior comercialização. Outro caso é o de Musu Sesay e seu esposo, que também economizaram os valores recebidos e abriram um salão de beleza dentro do campo de Krisan.

O documento aponta ainda outros empreendimentos surgidos, como padarias, pequenos restaurantes e até mesmo uma autoescola. Além disso, 51% da comunidade expressou um aumento na confiança em emprestar e tomar empréstimos de outros habitantes. “Através da certeza de que as pessoas receberiam nos próximos dias, o programa nutriu a habilidade dos habitantes de investirem em sua própria comunidade”, diz um trecho do relatório.

Os investimentos também cresceram em Krisan. A atividade de poupar valores cresceu 22%, enquanto 23% dos refugiados afirmaram investir em negócios da agricultura e agropecuária. Investimentos em qualidade de vida também cresceram com a presença de UBI, com 44% dos habitantes noticiando o uso da renda para comprar bens duráveis, como telhados de metal.

Contato com criptomoedas

O repasse dos valores em Celo Dollar também facilita a entrada dos habitantes de Krisan para o mundo das criptomoedas. Cerca de 60% dos habitantes do campo classificaram como “muito fácil” o uso do aplicativo do impactMarket e a carteira Valora.

Imagem: Feedback dos refugiados sobre usar aplicativos

A maior dificuldade, porém, surgiu na hora de converter cUSD em cedi. Para isso, foram criadas soluções para realizar a conversão. A Kotani Pay, startup africana de pagamentos, teve papel fundamental no processo, auxiliando a troca dos valores através do celular. O relatório classifica que “a introdução de carteiras mobile, criptomoedas e contratos inteligentes alteraram a dinâmica de Krisan”.

E vão se acomodar?

Avina Ajit, do impactMarket, conta que um argumento comum contrário à proposta de Renda Básica Universal é o hipotético cenário onde beneficiários se tornam acomodados. Ela explica que os montantes distribuídos são pequenos demais para que alguém se acomode e tente viver somente através deles. “O objetivo é complementar a renda irregular de pessoas em situação vulnerável”, acrescenta.

Em linha com que aponta o relatório, sobre a presença de UBI despertar o espírito empreendedor dos habitantes de Krisan, Avina diz que é do instinto humano melhorar sua qualidade de vida. “Se as pessoas ricas continuam trabalhando, por que assumimos o pior das pessoas pobres? Quem vive na pobreza também quer melhorar suas condições de vida.”

Dados e relatos contidos no relatório apontam que a saúde mental e o otimismo das pessoas cresceram após o suporte em forma de UBI. Além disso, uma parcela considerável dos habitantes de Krisan se dedicou aos estudos. Avina comenta que a redução na preocupação sobre a renda liberta os indivíduos para que trabalhem em soluções criativas e se desenvolvam. “Isso contribui para a economia local e nacional.”

Sobre os “acomodados”, Avina avalia que as pessoas atendidas pelo impactMarket “nunca tiveram um dia confortável em suas vidas”. Além disso, embora o desenvolvimento individual causado pela introdução de UBI seja significativo, o desenvolvimento da comunidade é ainda maior. Casos apontados no relatório são as pessoas que criaram serviços para atender o restante dos habitantes de Krisan.

Por fim, Avina também aponta que as mulheres também são imensamente beneficiadas por programas de Renda Básica Universal. Dados do relatório apontam que as mulheres de Krisen puderam comprar “produtos sanitários e outros produtos femininos com grande facilidade”. “Os índices de violência doméstica tendem a cair, segundo dados, e o poder das mulheres no momento de tomada de decisão também cresce em ambientes com UBI”, conclui.

Leia mais:

  • Hacker da FTX começa a converter milhares de ETH em Bitcoin;
  • Ripple considera compra dos ativos da FTX, diz Brad Garlinghouse;
  • Desconto do fundo GBTC em relação ao Bitcoin se aproxima de 50% após eventos da FTX.
  • Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store