Coin News

Passada a atualização do Ethereum, grandes investidores estão prontos para comprar?

5 d ago5 min readEthereum
Passada a atualização do Ethereum, grandes investidores estão prontos para comprar?

Por Lawrence Lewitinn

A atualização Merge (ou Fusão, em português) da rede Ethereum foi concluída com sucesso e, embora o Bitcoin (BTC) continue sendo a criptomoeda preferida das instituições (e de El Salvador), o novo mecanismo de consenso do Ethereum – e a escalabilidade que deve acompanhá-lo – pode atrair algum interesse.

Ainda assim, as instituições podem hesitar, por ora, em apostar tudo no Ethereum (ETH). Um dos motivos para isso é a incerteza regulatória. O presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), Gary Gensler, disse que as criptomoedas de prova de participação (PoS) podem ser vistas como títulos, embora o regulador tenha dito que não estava falando sobre moedas específicas.

Seus comentários, no entanto, contribuíram para uma queda no preço do ETH na quinta-feira (15) – além de qualquer ensaio de fluxo de capital de Bitcoin para ETH.

Na madrugada de 15 de setembro, quando a atualização foi realizada, o ETH estava sendo negociado a cerca de 0,0817 BTC na exchange Binance, de acordo com dados do TradingView. Quinze horas depois, caiu para 0,0746 BTC – e continuou em baixa, mostrando desvalorização perante à principal cripto do mercado.

O gráfico acima pode ser visto como um tanto deprimente, mas vale pensar que traz apenas cinco dias de dados. Vamos dar um passo atrás e ver como o ETH está sendo negociado em Bitcoin desde os primeiros dias de vida.

O fundo da “Beacon Chain”

A “Beacon Chain”, a rede recentemente fundida ao Ethereum, foi lançada em 1º de dezembro de 2020. Na época, o ETH custava 0,0313 BTC. Desde então, o valor mais que dobrou.

Ainda assim, isso não diz nada sobre o interesse do investidor institucional. Afinal, os preços podem se mover com base na demanda por investidores de varejo.

Tentar avaliar o interesse institucional, na verdade, pode ser um pouco complicado. O uso de volumes futuros, por exemplo, não é tão claro quanto se poderia esperar. Vemos que, em uma proporção de volume de dólar, os futuros de ETH têm superado regularmente os futuros de BTC desde julho, de acordo com dados da plataforma Skew – embora recentemente tenham sofrido um impacto negativo.

Esse novo gráfico também não nos diz muito sobre as instituições, porque algumas das exchanges que o Skew usa para mapear os dados atendem a investidores de varejo com alta tolerância ao risco.

Há pelo menos uma exchange de futuros, é claro, que pode ser representativa para o interesse de Wall Street: a CME Group. É possível ver que a proporção de volumes entre as duas criptomoedas lá é muito diferente:

A proporção de futuros de ETH para BTC na CME é muito clara: é evidente que os volumes de dólares para contratos de ETH na CME ainda não superaram os contratos futuros de Bitcoin.

Diferentemente dos mercados futuros, no mercado spot (à vista), as próprias exchanges podem dar uma noção dos players interessados em uma moeda.

“O aumento de volume de ETH nesta semana foi liderado por instituições, e isso é uma parte significativa do nosso negócio de trading”, disse o CEO da Bitstamp USA, Bobby Zagotta, em entrevista ao CoinDesk. Houve “um aumento de cerca de 56% no volume de instituições versus, eu acho, [um] aumento de 35% no volume de usuários de varejo”.

Muito disso, disse Zagotta, pode ser atribuído a investidores “vendendo o fato” após o sucesso da Fusão.

Calmaria antes do rali?

Enquanto isso, a queda no preço do ETH não aconteceu apenas contra o Bitcoin, mas também em relação ao dólar. Embora a queda tenha decepcionado os acumulares da criptomoeda na semana passada, há aqueles que não estão descartando uma grande reviravolta à frente.

Matthew Sigel, chefe de pesquisa de ativos digitais da VanEck, compara o desempenho do ETH em dólar após a Merge com o que aconteceu com o Bitcoin depois de mudanças significativas no passado.

“Existem muitos exemplos de grandes novidades de criptomoedas, incluindo halvings de Bitcoin, quando o preço foi negociado em um determinado intervalo durante semanas ou meses”, disse Sigel. “É preciso apenas um grande player tomar a decisão de comprar após [obtermos] alguma estabilidade na rede. Isso pode levar dias, semanas ou meses – quem sabe?”

Sigel, que vê o preço do Ethereum chegando a US$ 8 mil em cinco anos, observou que quatro vezes mais ETH foram usados para staking na rede Ethereum nas seis horas após a Fusão do que em toda a história da “Beacon Chain”, funcional desde 2020.

“Parece bem claro que aqueles que estão nos mercados agora estão tomando a decisão de bloquear essa liquidez”, disse ele. “Essa é provavelmente uma tendência que continuará ao longo do tempo, então os primeiros resultados são bastante encorajadores, apesar do movimento do preço”.

*Lawrence Lewitinn é editor-chefe de mercados de capitais globais do CoinDesk.

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store