Coin News

Os 3 principais erros a se evitar ao negociar mercados futuros de criptomoedas

10 Sep, 20225 min readOther
Os 3 principais erros a se evitar ao negociar mercados futuros de criptomoedas

Muitos traders frequentemente expressam alguns equívocos relativamente grandes sobre a negociação de futuros de criptomoedas, especialmente em exchanges de derivativos fora do domínio das finanças tradicionais. Os erros mais comuns envolvem o desacoplamento de preços dos mercados futuros, taxas e o impacto das liquidações no instrumento derivativo.

Vamos abordar três erros e equívocos simples que os traders devem evitar ao negociar futuros de criptomoedas.

Os contratos de derivativos diferem da negociação à vista em precificação e negociação

Atualmente, os futuros agregados em aberto no mercado de criptomoedas ultrapassam US$ 25 bilhões e traders de varejo e gestores de fundos experientes usam esses instrumentos para alavancar suas posições de criptomoedas.

Contratos futuros e outros derivativos são frequentemente usados ​​para reduzir o risco ou aumentar a exposição e não devem ser usados ​​para como jogatina, apesar dessa interpretação comum.

Algumas diferenças de preço e negociação geralmente são perdidas nos contratos de derivativos de criptomoedas. Por esse motivo, os traders devem pelo menos considerar essas diferenças ao se aventurar nos mercados futuros. Mesmo investidores bem versados ​​em derivativos de ativos tradicionais são propensos a cometer erros, por isso é importante entender as peculiaridades existentes antes de usar a alavancagem.

A maioria dos serviços de negociação de criptomoedas não usa dólares americanos, mesmo que exibam cotações em dólares. Este é um grande segredo não contado e uma das armadilhas que os traders de derivativos enfrentam que causa riscos e distorções adicionais ao negociar e analisar os mercados de futuros.

A questão premente é a falta de transparência, então os clientes realmente não sabem se os contratos são precificados em stablecoin. No entanto, isso não deve ser uma grande preocupação, considerando que sempre existe o risco do intermediário ao usar exchanges centralizadas.

Futuros com desconto às vezes vêm com surpresas

Em 9 de setembro, os futuros de Ether (ETH) com vencimento em 30 de dezembro estão sendo negociados por US$ 22 ou 1,3% abaixo do preço atual em bolsas à vista como Coinbase e Kraken. A diferença surge da expectativa de moedas de fork poderiam surgir durante a fusão (Merge) da Ethereum. Os compradores do contrato de derivativos não receberão nenhuma das moedas potencialmente gratuitas que os detentores de Ether podem receber.

Airdrops também podem causar descontos nos preços futuros, já que os detentores de um contrato de derivativos não receberão o prêmio, mas esse não é o único caso por trás de uma dissociação, pois cada exchange tem seu próprio mecanismo de precificação e riscos. Por exemplo, os futuros trimestrais da Polkadot na Binance e OKX estão sendo negociados com desconto em relação ao preço DOT nas bolsas à vista.

Observe como o contrato futuro foi negociado com desconto de 1,5% a 4% entre maio e agosto. Esse retrocesso demonstra uma falta de demanda dos compradores de alavancagem. No entanto, considerando a tendência de longa duração e o fato de que o Polkadot subiu 40% de 26 de julho a 12 de agosto, fatores externos provavelmente estão em jogo.

O preço do contrato futuro foi dissociado das exchanges à vista, portanto, os traders devem ajustar suas metas e níveis de entrada sempre que usarem os mercados trimestrais.

Taxas mais altas e dissociação de preços devem ser consideradas

O principal benefício dos contratos futuros é a alavancagem, ou a capacidade de negociar valores maiores que o depósito inicial (garantia ou margem).

Vamos considerar um cenário em que um investidor depositou US$ 100 e compra (faz um long) de US$ 2.000 USD em futuros de Bitcoin (BTC) usando alavancagem de 20x.

Embora as taxas de negociação em contratos de derivativos sejam geralmente menores do que os marcadores à vista, uma taxa hipotética de 0,05% se aplica à negociação de US$ 2.000. Portanto, entrar e sair da posição uma única vez custará US$ 4, o que equivale a 4% do depósito inicial. Isso pode não parecer muito, mas esse pedágio pesa à medida que o volume de negócios aumenta.

Mesmo que os traders entendam os custos e benefícios adicionais de usar um instrumento de futuros, um elemento desconhecido tende a se apresentar apenas em condições de mercado voláteis. Um desacoplamento entre o contrato de derivativos e as exchange regulares à vista geralmente é causado por liquidações.

Quando a garantia de um trader se torna insuficiente para cobrir o risco, a exchange de derivativos possui um mecanismo embutido que fecha a posição. Este mecanismo de liquidação pode causar uma ação drástica do preço e consequente dissociação do preço do índice.

Embora essas distorções não provoquem novas liquidações, investidores desinformados podem reagir a flutuações de preços que só ocorreram no contrato de derivativos. Para ser claro, as exchanges de derivativos contam com fontes externas de precificação, geralmente de mercados à vista regulares, para calcular o preço do índice de referência.

Não há nada de errado com esses processos exclusivos, mas todos os traders devem considerar seu impacto antes de usar a alavancagem. A dissociação de preços, taxas mais altas e impacto de liquidação devem ser analisados ​​ao negociar em mercados futuros.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões da Cointelegraph. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store