Coin News

OpenSea não dará suporte a NFTs criados em hard fork do Ethereum

1 Sep, 20223 min readNFT
OpenSea não dará suporte a NFTs criados em hard fork do Ethereum

Nesta quinta-feira (1), começou um mês fundamental para o Ethereum. Em apenas 15 dias, a rede receberá a nova atualização The Merge, que ganhou um novo apoio. A plataforma de NFTs OpenSea afirmou que terá suporte apenas para o Ethereum.

Isso significa que a plataforma negociará e armazenará apenas NFTs criados na rede Ethereum com o consenso de Prova de Participação (PoS). Ou seja, tokens criados em redes resultantes de hard forks não receberão suporte da OpenSea.

A OpenSea publicou uma nova atualização na quarta-feira (31) confirmando a informação. De acordo com o texto, a plataforma afirma que:

“Embora não especulemos sobre possíveis divisões – na medida em que existam NFTs divididos no ETHPoW – eles não serão suportados ou exibidos na OpenSea”, disse a plataforma.

Além de apoiar a rede Ethereum, a OpenSea afirmou que está trabalhando para garantir uma transição suave no pós-Merge. A plataforma espera que a atualização ocorra sem problemas e, portanto, os serviços da OpenSea também devem passar intactos.

No entanto, a plataforma afirmou que pretende ficar de olho. “Estamos comprometidos em monitorar, gerenciar e comunicar o tempo todo”, acrescentou.

OpenSea move Polygon para protocolo Seaport

Enquanto a OpenSea se prepara para a transição do Ethereum para a PoS, a plataforma também está realizando novos desenvolvimentos. Nesse sentido, a plataforma anunciou que integrará a blockchain Polygon ao seu recém-lançado protocolo Seaport.

Essa mudança é uma maneira mais eficiente de energia para a OpenSea manter seu mercado. Anteriormente, a OpenSea usava o protocolo 0x para alimentar a rede Polygon. No entanto, uma mudança para o Seaport fornecerá à OpenSea uma infraestrutura melhor e mais estável.

“Após vários meses observando o impacto do Seaport e coletando feedback valioso, estamos empolgados em apresentar o suporte Polygon no Seaport. Nos próximos meses, adicionaremos suporte para Klaytn e outras cadeias compatíveis com EVM também”, disse a plataforma

O protocolo SeaPort da OpenSea funciona de maneira diferente de vários outros NFT. Em vez de uma transação ponto a ponto (P2P), a OpenSea usa o mecanismo de “oferta e consideração”. Este parece ser um acordo avançado em que os compradores podem fornecer bens digitais acordados no Ethereum.

De acordo com a OpenSea, a plataforma permite negociar vários tokens do Ethereum, como ERC20, ERC721 e ERC1155.

Outro benefício de mudar para o protocolo Seaport será que as novas pessoas que se registrarem na plataforma não terão que pagar taxas de inicialização. Em suma, o protocolo permite que os usuários possam economizar na hora de pagar taxas.

Fork do Ethereum enfrenta resistências

O principal hard fork do Ethereum partiu de um grupo de mineradores liderado por Chandler Guo, que atualmente é o maior minerador do Ethereum. Conforme noticiou o CriptoFácil, o grupo se mobilizou para criar uma rede chamada EthereumPoW (ETHW), que vai manter a mineração atual e també revogar a EIP-1559.

No entanto, o grupo encontra dificuldade para conseguir apoio e ter força após a divisão, pois a maioria das empresas apoia o The Merge. As principais exchanges do mercado apoiam a atualização, e até mesmo os atuais pools de mineração não ficaram do lado dos mineradores.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store