Coin News

OpenSea lança ferramenta on-chain para recolher royalties de NFTs

7 Nov, 20225 min readNFT
OpenSea lança ferramenta on-chain para recolher royalties de NFTs

O marketplace de tokens não fungíveis (NFT) OpenSea parece ter tomado uma posição no debate sobre royalties de NFTs ao lançar uma nova ferramenta “on-chain” que ajuda os criadores a aplicar royalties em seus colecionáveis digitais.

O marketplace de NFTs, que de acordo com a CoinGecko, responde por 66% do mercado de NFTs, tem se mantido relativamente silencioso sobre a questão dos royalties, enquanto outros participantes do espaço têm implementado suas próprias estratégias nos últimos meses.

Em uma postagem no blog oficial da empresa publicada em 6 de novembro, o CEO do OpenSea, Devin Finzer, observou que, em marketplaces onde as taxas são opcionais, eles "observaram que o pagamento voluntário da taxa dos criadores caiu para menos de 20%", enquanto em outros mercados as taxas do criador "simplesmente não são pagas de forma alguma.”

O CEO da OpenSea anunciou que o marketplace acaba de lançar uma nova ferramenta que permitirá aos criadores implementar a “aplicação on-chain” de seus royalties.

There’s been a lot of discussion over the past few months about business models for NFT creators & whether creator fees (“royalties”) are viable.Given our role in the ecosystem, we want to take a thoughtful, principled approach to this topic & to lead w/ solutions.— OpenSea (@opensea) November 6, 2022

Houve muita discussão nos últimos meses sobre modelos de negócios para criadores de NFT e se as taxas do criador (“royalties”) são viáveis.

Dado nosso papel no ecossistema, queremos adotar uma abordagem ponderada e baseada em princípios para esse tópico, liderando a criação de soluções.

— OpenSea (@opensea)

Finzer descreveu a ferramenta como um “snippet de código simples”, que permite aos criadores aplicar royalties em contratos inteligentes de NFTs novos e futuros e em contratos inteligentes atualizáveis pré-existentes. O código também restringirá as vendas de NFTs apenas aos marketplaces que impõem taxas de criação.

“Está claro que muitos criadores querem ter a capacidade de impor taxas on-chain; e fundamentalmente, acreditamos que a escolha deve ser deles – não deve ser uma decisão tomada pelos marketplaces em nome deles”, disse Finzer.

Finzer também disse que o OpenSea aplicará royalties para novas coleções usando uma ferramenta on-chain. Novas coleções que não optem por participar do sistema terão liberdade para tal.

Finzer explicou no Twitter Spaces que o OpenSea “não está exigindo que as pessoas usem nossa solução específica”, os criadores podem usar “quaisquer soluções que quiserem, implementando-as de qualquer maneira.”

“Nós fornecemos um repositório GitHub como modelo para ajuda você a usar uma solução que basicamente bloqueia listagens em marketplaces que não suportam taxas de criador, mas você não precisa usar essa solução; o requisito é que, se você quiser aplicar taxas de criador aos seus itens, tenha que aplicá-las on-chain.”

A ferramenta também não poderá ser utilizada por coleções de NFTs pré-existentes no momento devido a desafios de implementação.

“Até onde sabemos, a única maneira de obter a aplicação de taxas de criador on-chain para coleções existentes com contratos inteligentes não atualizáveis é tomar medidas drásticas com suas comunidades, como mudar a coleção canônica para um novo contrato inteligente”, Finzer disse.

“Em nossa opinião, de longe, a melhor opção é que os criadores explorem novas formas de monetização e formas alternativas de incentivar compradores e vendedores a pagar taxas de criadores, garantindo que coleções futuras imponham taxas de criadores on-chain”, acrescentou.

De acordo com Finzer, isso pode incluir opções como continuar a aplicar taxas off-chain para alguns subconjuntos de coleções, permitir taxas opcionais de criadores e colaborar com outras opções de aplicação on-chain para criadores.

OpenSea revises NFT rarity ranking protocol after community feedback

A reação entre os criadores de NFTs e a comunidade do Twitter foi mista. Wab.eth, fundador da coleção Sappy Seals NFT e cofundador do The Pixlverse e do Pixl Labs, disse a seus quase 60.000 seguidores que, embora “não concorde fundamentalmente com a remoção de royalties, aprecio essa iniciativa.”

I don't fundamentally agree with the removal of royalties though but I do appreciate this execution. There has to be give and take with these things.Recognizing you are making a (unavoidable) change that harms your audience but also simultaneously presenting a solution.— wab.eth ❁ (@wabdoteth) November 6, 2022

Eu não concordo fundamentalmente com a remoção de royalties, mas aprecio essa iniciativa. Tem que haver dar e receber com essas coisas.

Reconhecendo que você está fazendo uma mudança (inevitável) que prejudica seu público, mas também apresentando uma solução simultaneamente.

— wab.eth (@wabdoteth)

Outros usuários tinham perguntas que achavam que não foram respondidas. Betty, o pseudônimo de um dos criadores da coleção Deadfellaz NFT, disse a seus 89.000 seguidores: “parece que não há plano e nenhuma resposta clara foi dada em relação às coleções existentes e aos royalties do artista.”

No entanto, observou mais tarde: “espero ler comunicações mais concretas deles em breve em relação às estratégias propostas.”

After speaking with @opensea it feels like there is no plan and no clear answers were given in regards to existing collections & artist’s royalties. Communication has been misleading and facts are not there. Speak up if you feel a certain way about this because it has impact.— BETTY (@betty_nft) November 6, 2022

Depois de falar com o @opensea, parece que não há um plano e nenhuma resposta clara foi dada em relação às coleções existentes e aos royalties do artista. A comunicação tem sido enganosa e os fatos não estão lá. Manifeste-se sobre o que você sente a respeito do assunto porque isso tem um impacto.

— BETTY (@betty_nft)

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store