Coin News

Nubank libera compra de bitcoin e ethereum no app; veja como funciona

5 d ago4 min readBitcoin
Nubank libera compra de bitcoin e ethereum no app; veja como funciona

Alguns usuários do Nubank já estão com acesso ao recurso de comprar e vender bitcoin (BTC) e ethereum (ETH) no aplicativo do banco digital. A novidade havia sido anunciada dia 11 de maio — enquanto as ações da empresa estavam derretendo.

Incialmente, não foi possível testar a ferramenta. Nos últimos dias, contudo, ela começou a ser disponibilizada a um número maior de clientes. O Portal do Bitcoin testou o novo recurso, que ainda apresenta algumas instabilidades ao realizar simulações na compra das criptomoedas.

É muito diferente do mecanismo de negociação de uma exchange: de forma simples e rápida, o usuário consegue adquirir as frações de bitcoin, embora não seja possível sacar os criptoativos para fora da plataforma.

Confira o passo a passo

Passo 1: Encontrar o ícone “Cripto”

Assim que o cliente do Nubank acessar o aplicativo, ainda na página inicial, ele deverá encontrar o ícone “Cripto”, logo abaixo da área de investimentos. Clique no ícone para fazer o cadastro.

Passo 2: Termos e Condições

Logos após o clicar em cripto, o Nubank apresenta os termos e condições de uso desse novo recurso. O Nubank ressalta que a empresa americana Paxos é a intermediadora pela custódia dos criptoativos. Qualquer dúvida poderá ser solucionada de forma simples e rápida pelo próprio chat do aplicativo.

O cliente precisa aceitar as condições para poder criar a conta para operar criptomoedas. Após aceitar os termos e o serviço é liberado. A partir de então, o usuário será redirecionado para uma página onde encontrará o botão “Comprar criptomoedas”.

Passo 3: Escolha a criptomoeda

Aqui o cliente já encontra as opções que a Nubank disponibiliza até o momento, podendo apenas realizar a compra de Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH).

Passo 3: Variação do preço e confirmação

Nessa página, o usuário já pode encontrar o valor da unidade do criptoativo escolhido e pode conferir a variação do preço nas últimas 24 horas. O consumidor enfim será direcionado para aplicar o valor que deseja investir no ativo. Na experiencia do Portal do Bitcoin, uma simulação de compra de R$ 1 em Bitcoin (BTC) foi realizada. A taxa de transação foi calculada em R$ 0,07.

Por fim, comprador vê quanto será o total de bitcoin ou ethereum que será adquirido. Após a confirmação, será pedido pelo aplicativo a senha do cartão de crédito do usuário, e uma mensagem de confirmação aparecerá. Agora o saldo em criptomoedas ficará exposto na página inicial, junto ao ícone “Cripto”.

Veja o vídeo:

Nubank e as criptomoedas

O Nubank já vinha se preparando para entrar no mercado. Em janeiro, a executiva Anitta Sands, uma das conselheiras da empresa, entrou para o board da Circle, uma empresa que emite uma das maiores stablecoins do mundo. O LinkedIn de Sands mostra que ela faz parte do board de diretores do banco digital brasileiro desde julho de 2020. Lá dentro, seu trabalho é focado no comitê de Auditoria e Risco.

Meses antes, o diretor de Relações Institucionais do Nubank, Bruno Magrani, havia defendido em evento promovido pelo Banco Central, as inovações que surgem no meio cripto, como os contratos inteligentes, oráculos e DeFi.

A aposta do banco foi tão alta que, à moda Michael Saylor, a empresa anunciou que investiria 1% do caixa em bitcoin. Conforme os cálculos da reportagem, com R$ 14 bilhões em caixa, conforme o último balanço, o Nubank usou R$ 140 milhões para comprar entre 780 e 990 bitcoins.

O próprio CEO da fintech, David Velez, afirmou em entrevista que acreditava no futuro do ativo: “Sim, tem mais volatilidade que os outros 99% do nosso caixa. Mas, a longo prazo, acreditamos muito que é um bom investimento”.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store