Coin News

Mineradores de Ethereum ainda têm US$ 319 milhões ETH nos cofres; o que acontece se eles forem liquidados?

21 min ago4 min readMining
Mineradores de Ethereum ainda têm US$ 319 milhões ETH nos cofres; o que acontece se eles forem liquidados?

No período que se antecedeu à mudança histórica da blockchain Ethereum na semana passada, para um sistema mais eficiente em termos energéticos, os mineradores que trabalhavam por recompensas na rede acumularam quase US$ 341 milhões na criptomoeda nativa ETH.

Agora, uma semana após a atualização, chamada de Merge (Fusão, em português), os analistas de criptomoedas estão alertando que as vendas desses ativos pelos mineradores podem se tornar uma fonte de pressão negativa de curto prazo no preço da criptomoeda, com o mercado já caindo quase 20% no último mês.

“Os mineradores despejando ETH é algo que teremos que superar nos próximos meses para retomar os ganhos, mas isso acontecerá”, escreveu nesta semana Lucas Campbell, editor do boletim Bankless.

Dados de blockchain reunidos pela OKLink parecem mostrar que os mineradores começaram a vender seus estoques na semana passada. Os mineradores de Ethereum despejaram mais de 16 mil ETH de 12 a 19 de setembro, em meio à atualização do Merge, que aconteceu na madrugada do dia 15. O despejo reduziu o saldo combinado dos mineradores para cerca de 245 mil ETH, ou cerca de US$ 319 milhões.

Lucas Outumuro, chefe de pesquisa da IntoTheBlock, atribuiu a queda nos saldos a “mineradores que se deslocam para outras redes”. “Eles estão vendendo para embolsar os ganhos de suas posições em ETH”, disse.

Também é possível, segundo Outumuro, que alguns mineradores tenham enviado ETH para outras exchanges, de forma a se candidatar com um “airdrop” dos tokens da Ethereum PoW, blockchain estabelecida como um fork (bifurcação) da rede Ethereum, que manteve o mecanismo de consenso de prova de trabalho (proof-of-work, ou PoW) e o sistema de mineração.

“Compre o boato, venda o fato”

O preço do Ethereum disparou nas semanas anteriores ao Merge, já que alguns traders disputavam o airdrop, enquanto outros especulavam que a mudança poderia levar a um aumento no investimento institucional. Mas quando a atualização realmente aconteceu, o preço da criptomoeda despencou – no que os analistas chamaram de reação do mercado “compre o boato, venda o fato”.

O sell-off também coincidiu com a preparação para a reunião do Federal Reserve desta semana, que incluiu uma promessa de política monetária mais agressiva no combate à inflação – o que pressionou para baixo os preços de ativos de risco, de ações a criptomoedas.

“Se os mineradores tivessem acumulado Ethereum com lucro, ou precisassem pagar uma conta de energia elétrica, eles seriam incentivados a vender com ganhos, principalmente devido ao aumento da volatilidade”, disse Alexandre Lores, diretor de pesquisa de mercado de blockchain da Quantum Economics.

“Pela primeira vez, esses mineradores não têm relacionamento comercial futuro com a [rede] Ethereum”, disse.

Próximos passos dos mineradores

Na avaliação de Jeff Dorman, diretor de investimentos da empresa de gestão de ativos digitais Arca, é possível que o movimento dos mineradores tenha contribuído para a fraqueza imediata dos preços após a Fusão. Na quinta-feira (22), o ETH era negociado em torno de US$ 1.300. Para Dorman, não está claro se todos os mineradores liquidarão suas posições.

“Talvez alguns [mineradores] se transformem em especuladores e segurem a posição para conseguirem um preço melhor”, disse Dorman. “Talvez outros se transformem em stakers e protejam a nova rede, mas esse negócio [de mineração] acabou.” A nova rede depende de “stakers” – investidores que ajudam a proteger a blockchain por meio do staking de ETH, que entra no lugar do sistema de alto consumo energético da mineração usado anteriormente.

Agora, as posições restantes dos mineradores representam uma fração da oferta total de ETH de 119 milhões, com base em dados do CoinDesk.

Ex-mineradores de Ethereum que optarem por continuar com a mineração tradicional podem mudar para uma rede diferente. Diante disso, os preços das altcoins que respondem a esse critério tiveram um aumento significativo, como a Ravencoin (RVN), que subiu 64%, e o token ETC da Ethereum Classic, que ganhou 75% nos últimos 90 dias.

O economista da Chainalysis, Ethan McMahon, disse que vê as vendas de mineradores como “uma mudança temporária” para se afastar do Ethereum, “caso o motivo inicial dos mineradores para manter a moeda fosse para fins de reserva de valor ou investimento”.

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store