Coin News

Merge do Ethereum tem efeito colateral e futuros passam a acompanhar renda passiva em ETH; entenda

16 Sep, 20224 min readEthereum
Merge do Ethereum tem efeito colateral e futuros passam a acompanhar renda passiva em ETH; entenda

A atualização Merge (Fusão, na tradução para o português) do Ethereum (ETH), que aconteceu na quinta-feira (15), trouxe várias mudanças estruturais para a blockchain do projeto cripto, prometendo torná-lo mais ecológico.

De acordo com traders de criptomoedas, no entanto, outra consequência da atualização é um fenômeno no mercado de futuros: contratos de ETH agora estão diretamente correlacionados aos rendimentos de staking – processo de receber recompensas ao bloquear ETH na rede para ajudar na verificação das transações.

Dados apontam que, quanto maior a recompensa no staking, maior o número de “stakers” (pessoas que mantêm a moeda na rede) e mais forte a demanda por comprar ou vender futuros. Isso acontece porque o ETH “trancado” não pode ser retirado antes da próxima atualização do Ethereum, chamada “Shanghai”, prevista para acontecer em meados de 2023. Desse modo, investidores ficam vulneráveis a possíveis quedas nos preços da criptomoeda, o que os levaria a proteger sua exposição no mercado futuro.

“Stakers foram e serão vendedores naturais de futuros e futuros perpétuos (contratos sem data de vencimento). É por isso que o open interest (número de contratos abertos não liquidados) é tão alto e só crescerá se os rendimentos com staking aumentarem”, disse Zaheer Ebtikar, gestor de portfólio do hedge fund cripto LedgerPrime, ao CoinDesk.

A rede do Ethereum mudou para o sistema de prova de participação na madrugada de ontem após a cadeia “Beacon Chain”, lançada em dezembro de 2020, se fundir com a rede principal que, até então, usava um mecanismo de mineração chamado de prova de trabalho (proof-of-work, ou PoW), por meio do qual os mineradores devem resolver problemas algorítmicos para validar transações em troca de recompensas.

Em outras palavras, os stakers agora são os novos validadores das transações, tomando o lugar dos mineradores.

Embora a fusão tenha acabado com as vendas substanciais de mineradores no mercado à vista, a mudança poderia trazer mais vendedores para o mercado de futuros e limitar a base ou a diferença entre os preços nos dois mercados. Seria possível, ainda, segundo especialistas, ver o que se chama de backwardation, situação em que os futuros são negociados com desconto em relação ao preço à vista

Uma backwardation às vezes é sinal de demanda institucional fraca. “A curva de futuros poderia teoricamente negociar em backwardation para o Ethereum daqui para frente”, observou Ebtikar.

O rendimento de staking pode manter os futuros de ETH dentro desse cenário, de acordo com Jeff Anderson, diretor de investimentos Folkvang Trading, uma empresa de negociação quantitativa e fornecedora de liquidez.

“São basicamente duas histórias diferentes. Com o Bitcoin (BTC), é muito mais fácil possuir futuros apenas pela razão de ser mais conveniente (sem ter que se preocupar com chaves etc) e ter maior eficiência de margem e, portanto, a curva está em contango (quando os preços no curto prazo são mais baixos do que no mercado futuro)”, disse Anderson ao CoinDesk.

“Com o ETH, o rendimento de staking é muito atraente, o que é [maior que] o rendimento de conveniência e, portanto, a curva tende a uma backwardation “, acrescentou Anderson.

Staking

Mais de 13,7 milhões de ETH foram trancados no chamado contrato de staking antes da fusão, de acordo com dados provenientes da Glassnode.

Esse número provavelmente aumentará nas próximas semanas, pois o declínio na emissão líquida de ETH (inflação) causado pela fusão, juntamente com as taxas pagas aos validadores ou stakers, elevará os chamados rendimentos reais de staking, de acordo com Daniel Chen, sócio da Sequoia Capital.

“No pós-Merge, os rendimentos reais corresponderão aos rendimentos nominais quando a inflação chegar a zero. Além disso, os mineradores irão embora, então as taxas que eles recebem diretamente para priorizar transações (chamadas de ‘tips’) agora irão para os validadores”, escreveu Chen em um guia sobre a Merge publicado no início desta semana. “Espera-se que isso aumente os rendimentos reais de staking de quase 0% no pré-Merge para cerca de 7% pós-Merge “.

“Esperamos um aumento imediato no staking”, acrescentou Chen.

Cadastre-se e descubra como surfar o Boom do Metaverso e transformar essa evolução tecnológica em excelentes oportunidades de investimentos

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store