Coin News

Mercado de criptomoedas pode sofrer o maior crash da história, diz Arthur Hayes

9 Nov, 20223 min readOther
Mercado de criptomoedas pode sofrer o maior crash da história, diz Arthur Hayes

Arthur Hayes, o cofundador da exchange de criptomoedas BitMEX, alertou que a decisão da Binance de não comprar a FTX pode causar o maior crash da história no mercado criptomoedas.

Falando sobre a situação da FTX nesta quarta-feira (9), Hayes afirmou que, enquanto a Binance havia manifestado interesse em comprar a FTX, o CEO da Binance deixou claro que poderia cancelar o acordo a qualquer momento, o que acabou acontecendo, com rumores apontando que a Binance desistiu do negócio após analisar o balanço da FTX.

Segundo Hayes, a decisão de cancelar a compra poderia ser desencadeada pela Binance descobrindo um buraco irremediavelmente enorme no balanço da FTX.

“Imagine que o pessoal de finanças corporativas da Binance está ocupado vasculhando as finanças da FTX e da Alameda. Se o buraco for muito grande, espero que a Binance se afaste do negócio. E se a Binance não puder ou não fizer o negócio, ninguém será capaz de engolir as perdas geradas pela FTX , acrescentou.

Maior crash da história

Ao falar sobre o colapso da FTX, Hayes alertou que poderíamos testemunhar um momento do Lehman Brothers para a indústria de criptomoedas, piorando a situação dos já prejudicados pelas quedas de preços das criptomoedas.

“Semelhante a Mt Gox, provavelmente entraremos em outra situação de falência de alto perfil, onde os investidores fazem fila para recuperar o que podem”, acrescentou.

Hayes afirmou ainda que a recuperação de qualquer parte dos depósitos provavelmente levará “muito tempo”. Acredita-se que a FTX deve muito dinheiro a um número considerável de credores, que podem realizar saques em massa à medida que os eventos se desenrolam.

“Quando você tem a menor ideia de que uma exchange pode estar insolvente, você saca seus fundos imediatamente e faz perguntas depois”. – disse Hayes, acrescentando que aqueles que pediram saques primeiro, se deram bem.

“Como sempre, quem vende primeiro, vende melhor. Aqueles que imediatamente retiraram seus fundos os recuperaram rapidamente. Mas à medida que a segunda-feira se transformou na terça-feira, o processamento de saques do FTX parou – e o tempo todo, o FTT continuou a cair de preço.”

Hayes acredita que o colapso atual da FTX, que é a terceira maior corretora de criptomoedas do mundo, levará o Bitcoin e demais criptomoedas para novas mínimas.

O empresário finaliza seu texto dizendo que corretoras de criptomoedas sempre faliram no mercado e vão continuar falindo, mas o Bitcoin continuará funcionando e sobreviverá diante dos colapsos da indústria.

“As exchanges centralizadas sempre enfrentarão esses problemas de desconfiança em nome de seus clientes. A FTX não foi a primeira exchange de alto nível a falhar e não será a última. Mas ao longo de tudo isso, blocos no Bitcoin, Ethereum e todas as outras blockchains ainda foram produzidos e verificados. O dinheiro e as finanças descentralizadas sobreviveram e continuarão a sobreviver e prosperar diante das falhas das entidades centralizadas.”

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store