Coin News

Mercado Bitcoin deve fechar parceria para atuar com fundos de investimento em criptomoedas

20 Apr, 20222 min readBitcoin
Mercado Bitcoin deve fechar parceria para atuar com fundos de investimento em criptomoedas

A exchange brasileira Mercado Bitcoin estuda fechar uma parceria com a gestora de fundos, regulamentada pela CVM, Giant Steps, e com isso começar a atuar no mercado de fundos de investimento com exposição em criptomoedas, segundo informou o jornal Valor.

Embora a parceria ainda não tenha sido divulgada oficialmente, o MB já confirmou que vem conversando com a gestora, que atualmente administra cerca de R$ 8 bilhões em ativos. Contudo a exchange não forneceu detalhes sobre os produtos que poderiam ser originados da parceria.

No entanto, segundo o Valor, pelo acordo, a Giant Steps levaria para a nova gestora os fundos quantitativos de criptoativos que criou recentemente e teria uma participação minoritária no novo negócio.

Caso seja confirmado o acordo entre as empresas, o MB seria a única empresa do Brasil a atuar como exchange e também no mercado de fundos de investimentos regulados como valores mobiliários.

Recentemente o CEO do Mercado Bitcoin, Reinaldo Rabelo, anunciou que a empresa recebeu aprovação do Banco Central de Portugal, para iniciar operações no país com a CriptoLoja, exchange comprada pela empresa brasileira.

"Sim, temos Mercado Bitcoin na Europa, junto a um incrível time de fundadores e empreendedores locais. E sim, somos regulados por um importante Banco Central europeu", declarou.

Rabelo também declarou que a companhia deve fazer o mesmo movimento na América Latina e comprar novas empresas para iniciar atuação no México, Argentina, Peru, Chile e Colômbia ainda este ano.

”Queremos entrar por meio de aquisição, não queremos começar do zero. Assim a gente começa cumprindo a regulação de cada país. Por isso, as aquisições acabam sendo um caminho mais óbvio”, disse.

Gigante asiático no Brasil

Enquanto o MB expande operações e mira o mercado exterior, segundo informações do jornal Estado de São Paulo, a OSL, uma grande corretora voltada ao mercado institucional de criptomoedas, anunciou que espera a aprovação da "Lei Bitcoin", no Brasil, para iniciar operações no país.

Atualmente a OSL fornece liquidez para os 9 ETFs de criptoativos listados na B3 e, segundo informações da publicação, seria responsável por mais da metade do fluxo institucional de criptomoedas no Brasil.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store