Coin News

Mark Zuckerberg anuncia demissão em massa

9 Nov, 20223 min readOther
Mark Zuckerberg anuncia demissão em massa

A Meta (ex-Facebook), anunciou a demissão de 13% de seus funcionários, ou 11.000 pessoas. Mark Zuckerberg, o CEO da empresa, publicou uma carta nesta quarta-feira (09) informando os motivos que levaram a tal decisão e disse que é o culpado por ser “otimista demais” sobre o crescimento futuro da empresa.

“Hoje estou compartilhando algumas das mudanças mais difíceis que fizemos na história do Meta. Decidi reduzir o tamanho de nossa equipe em cerca de 13% e dispensar mais de 11.000 de nossos talentosos funcionários.” – disse Zuckerberg.

O CEO da Meta disse também que a empresa mudará seus recursos para um “número menor de áreas de crescimento de alta prioridade”, uma das quais é o Metaverso.

“Também estamos tomando várias medidas adicionais para nos tornarmos uma empresa mais enxuta e eficiente, cortando gastos discricionários e estendendo nosso congelamento de contratações até o primeiro trimestre.”

Outras áreas que serão priorizadas pela empresa incluem mecanismos de descoberta de IA, anúncios e plataformas de negócios, acrescentou. As 11.000 demissões abrangem todas as organizações, tanto na Família de Aplicativos quanto nos Laboratórios de Realidade Virtual.

Metaverso

Zuckerberg afirmou que compartilhará mais informações sobre a operação simplificada da Meta nas próximas semanas. As demissões ocorrem após o recente investimento em larga escala da empresa em sua divisão de Metaverso.

O Facebook vem lutando para permanecer relevante, os relatórios de resultados da Meta mais recentes revelam que o Facebook viu a primeira queda de usuários ativos diários – uma métrica chave de crescimento. Segundo a empresa, seus usuários diários globais caíram de 1,93 bilhão no terceiro trimestre de 2021 para 1,929 bilhão.

Muitos fatores contribuíram para que os usuários abandonassem o Facebook. O próprio Instagram vem afastando os usuários do Facebook. O aplicativo TikTok, de propriedade chinesa, também está levando os usuários a sair da rede social de Zuckerberg.

O foco da empresa mudou para os planos de Metaverso de Zuckerberg. A empresa está investindo agressivamente na tecnologia, mas depende fortemente de sua receita de publicidade para se manter.

A Meta investiu mais de US$ 10 bilhões em seu segmento “Reality Labs”, incluindo fones de ouvido de realidade virtual e tecnologia de realidade aumentada em 2021, que desempenhou um papel importante no declínio dos lucros.

Enquanto isso, as ações da empresa caíram 73% no mesmo período, deixando claro que ninguém se importa com o Metaverso.

Zuckerberg pode ser demitido?

O rápido crescimento do TikTok e as mudanças nas políticas de privacidade da Apple sufocaram o negócio de anúncios lucrativo da Meta, enquanto os investimentos da empresa no metaverso nascente parecem cada vez mais equivocados.

Muitos investidores da Meta não estão satisfeitos com os planos de Mark Zuckerberg para o metaverso, já que as ações da empresa de mídia social continuam caindo. Os acionistas, inclusive, não aguentam mais ver o CEO falando de Metaverso.

A empresa perdeu mais de 70% de seu valor desde que Zuckerberg anunciou que estava mudando o Facebook para Meta em um pivô para se concentrar na construção de um metaverso.

Apesar da resistência à aposta multibilionária do Facebook no metaverso, Mark Zuckerberg estruturou a empresa de uma forma que torna quase impossível para ele deixar seu cargo de CEO.

Zuckerberg sozinho possui 90% das ações Classe B da Meta, o suficiente para manter o controle absoluto da empresa sozinho.

Zuckerberg, portanto, não pode ser demitido, e a Meta está em suas mãos.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store