Coin News

Manhã Cripto: Mercado derrete com expectativa de aumento de juros nos EUA; Bitcoin luta para se manter acima dos US$ 20 mil

15 Jun, 20228 min readBitcoin
Manhã Cripto: Mercado derrete com expectativa de aumento de juros nos EUA; Bitcoin luta para se manter acima dos US$ 20 mil

Os investidores globais esperam ansiosos a decisão do Banco Central dos EUA sobre os juros no país nesta quarta-feira (15). Apesar dos ganhos dos índices futuros americanos, as criptomoedas seguem derretendo, ainda impactadas pela recente crise na plataforma de empréstimos Celsius e rumores de insolvência do fundo Three Arrows Capital.

O Bitcoin (BTC) tem baixa de 9,3% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 20.238, segundo dados do CoinGecko. No Brasil, também é dia de reunião do Copom, e o Bitcoin recua 9,7%, para R$ 104.820, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).

A maior criptomoeda mostra baixa de quase 30% em 30 dias e ameaça testar um nível de suporte abaixo de US$ 20.000, visto pela última vez em 2017, disse Alex Kuptsikevich, analista de mercado sênior da FxPro, ao portal CoinDesk, acrescentando que o retorno de investidores de longo prazo depende da melhora do cenário macroeconômico.

Em entrevista ao portal Inteligência Financeira, Bruno Milanello, executivo de Novos Negócios do MB, recomendou cautela e disse que não é o momento de tentar adivinhar o piso do mercado. “Como estamos em uma economia bastante integrada, e as criptos fazem parte das finanças mundiais, todo evento [econômico] afeta em maior ou menor grau as várias classes de ativos.”

O Ethereum (ETH) despenca 13,2%, negociado a US$ 1.031. Relatório do Morgan Stanley destaca que o fraco desempenho do ETH em relação ao Bitcoin é semelhante à tendência vista no crash do mercado cripto em 2018, quando investidores retiram dinheiro de tokens mais voláteis. A segunda maior criptomoeda acumula perdas de 75% desde a máxima em novembro.

As altcoins também operam em terreno negativo nesta quarta-feira como Binance Coin (-6,8%), Cardano (-5,8%), XRP (-4,3%), Solana (-8,8%), Polkadot (-2,7%), Dogecoin (-8,5%), Shiba Inu (-6,7%) e Avalanche (-9,8%).

Juros x inflação

Com a inflação nas alturas, o BC dos EUA, o Federal Reserve, pode optar por um remédio mais amargo nesta quarta-feira, com um aumento de 0,75 ponto percentual em vez da alta de meio ponto sinalizada em reuniões anteriores. E por que isso interessa? Porque o nível de liquidez na maior economia do mundo tem um amplo impacto nos mercados financeiros e nas decisões de investimento. O Fed anuncia sua decisão às 15h de Brasília.

Em meio à volatilidade, o Banco Central Europeu anunciou uma reunião extraordinária nesta quarta-feira para “discutir as condições do mercado”, de acordo com um porta-voz do BCE. Os rendimentos dos títulos públicos deram um salto desde que a instituição sinalizou uma série de aumentos dos juros na semana passada.

Three Arrows e Celsius no radar

Além do cenário macro, investidores também se preocupam com o futuro do hedge fund cripto Three Arrows Capital, diante da ameaça de insolvência após sofrer liquidações de seus credores avaliadas em US$ 400 milhões, disseram fontes ao The Block. Zhu Su, cofundador e CEO do Three Arrows, quebrou o silêncio em um tuíte ambíguo na terça-feira prometendo informações sobre o assunto.

Outro foco de tensão é a Celsius. A plataforma de empréstimos cripto que suspendeu saques e transferências contratou advogados especializados em reestruturação da Akin Gump Strauss Hauer & Feld LLP, disseram pessoas a par do assunto ao Wall Street Journal. O objetivo é buscar possíveis soluções para seus crescentes problemas financeiros.

No curto prazo, a causa da crise parece estar no chamado “staked ether” (stETH), um token emitido pelo protocolo Lido Finance que está pareado ao ETH, a criptomoeda nativa da blockchain Ethereum.

Em plataformas DeFi, o stETH geralmente é usado como garantia para tomar ETH emprestado. O problema é que, recentemente, o stETH perdeu sua paridade com o ETH, colocando em risco essas posições. Além disso, a Lido promete trocar esses tokens pelo valor equivalente a um ETH apenas após as atualizações da rede Ethereum. Com os atrasos para a chamada “Fusão”, pode levar mais tempo para que os stETH possam ser resgatados por ETH 2.0, disseram analistas à Bloomberg.

Em maio, o desconto entre o stETH e o preço do ETH atingiu o recorde de 8%, de acordo com dados da Dune Analytics. Como o amplo uso do stETH para empréstimos, o desconto afeta não só a Celsius, mas muitos protocolos DeFi.

Especialistas especulam que formadores de mercado cripto e plataformas de empréstimos podem ser obrigados a se desfazer dos tokens stETH para financiar saques e atender chamadas de margem, segundo análise do CoinDesk. A Celsius possui 409.260 tokens stETH, avaliados em US$ 470 milhões a preços atuais, mostram dados da Ape Board.

Outros destaques

A plataforma de investimentos XP começa a negociar Bitcoin e Ethereum a partir do mês que vem. Lucas Rabechini Amaral, diretor de produtos financeiros da XP, disse ao Valor que a aposta da plataforma foi uma resposta à demanda dos clientes, que pediam a negociação de criptomoedas dentro do aplicativo.

A Coinbase anunciou na terça-feira a demissão de 18% da força de trabalho, ou cerca de 1.100 funcionários. Só neste ano, a maior corretora cripto dos EUA havia contratado aproximadamente 1.200 pessoas. A exchange pretende encerrar o trimestre atual com cerca de 5.000 funcionários. A indústria cripto cortou mais de 1.500 empregos nos últimos dois meses.

Em meio a vários anúncios de demissões, o CEO da Binance.US, Brian Shroder, disse aos funcionários na terça-feira que a empresa está “na posição mais forte possível não apenas para enfrentar com sucesso” a baixa atual do mercado, “mas também emergir como a principal plataforma de criptomoedas nos EUA”, de acordo com uma mensagem interna no aplicativo Slack vista pelo TechCrunch.

O diretor-presidente da MicroStrategy, Michael Saylor, disse que os investidores não precisam se preocupar com uma possível chamada de margem relacionada a um empréstimo lastreado em Bitcoin. Em e-mail à Bloomberg, o CEO afirmou que a provedora de software de análise tem reservas suficientes para aumentar as garantias, se necessário.

A contínua desvalorização das criptomoedas apresenta um risco fiscal “extremamente mínimo” a El Salvador, que adquiriu milhões em Bitcoin, de acordo com o ministro das Finanças, Alejandro Zelaya. Com o inverno cripto, as posições em BTC de El Salvador agora valem cerca de US$ 50 milhões, aproximadamente a metade dos US$ 103 milhões investidos desde que o Bitcoin se tornou moeda oficial no país.

Regulação, Cibersegurança e CBDCs

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) investiga se exchanges de criptomoedas têm proteções suficientes contra o uso de informações privilegiadas, de acordo com a Fox Business, que citou uma pessoa com conhecimento direto da investigação. A carta teria sido enviada às maiores corretoras, mas outras estão no radar, disse a fonte.

E o presidente da SEC, Gary Gensler, expressou preocupação na terça-feira (14) de que a legislação proposta para o setor de criptomoedas nos EUA possa comprometer os regulamentos que regem os mercados de capitais. Em evento do Wall Street Journal, Gensler disse que muitas empresas cripto já atuam em áreas supervisionadas pela agência, como a oferta de rendimento em operações de “staking”.

A Câmara dos Deputados dos EUA prepara uma audiência sobre a regulamentação de ativos digitais no dia 23 de junho, apurou o The Block. Os Comitês de Agricultura da Câmara e do Senado, que supervisionam a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities, avaliam uma legislação para dar mais autoridade à CFTC sobre os mercados de criptomoedas do que a SEC.

Na União Europeia, a comissária de Serviços Financeiros, Mairead McGuinness, pediu que os parlamentares assumam um compromisso político e acelerem a aprovação do marco regulatório de criptoativos, conhecido como MiCA, atualmente na última etapa do processo legislativo do bloco, noticiou o CoinDesk.

No Brasil, a Polícia Federal deflagrou na terça-feira (14) a “Operação Alavancada” contra traders suspeitos de prática de pirâmide financeira e crimes contra o sistema financeiro em vários estados. De acordo com o órgão, 15 policiais federais foram mobilizados para cumprirem oito mandados judiciais.

Os bens apreendidos pela Operação Kriptos por ordem da Justiça Federal dificilmente serão transferidos para a Justiça estadual para o ressarcimento dos credores da GAS Consultoria e Tecnologia, empresa de Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó dos Bitcoins”, conforme O Globo. Por entender que criptomoedas, imóveis, veículos e joias são de origem ilícita, a juíza do caso deve ordenar que os valores sejam transferidos à União.

Metaverso, Games e NFTs

O bilionário Bill Gates voltou a criticar os criptoativos e disse que projetos como tokens não fungíveis são baseados na “teoria do mais tolo”. “Obviamente, imagens digitais de macacos caras vão melhorar muito o mundo”, alfinetou Gates durante uma conferência climática em Berkeley, Califórnia, organizada na terça-feira (14) pelo TechCrunch.

A relojoaria suíça de luxo TAG Heuer anunciou nesta quarta-feira (15) planos de se expandir no universo da Web3 com uma novidade no seu modelo de smartwatch Connected Caliber E4, que vai exibir obras de arte NFT. A novidade permite a conexão com a carteira cripto para garantir a autenticidade do item, de acordo com a Forbes.

E nesta quarta a Mastercard estreia na plataforma Decentraland como patrocinadora da Parada do Orgulho LGBTQIA+. O Mastercard Pride Plaza é um espaço desenvolvido pela marca para celebrar a inclusão, segundo a Forbes.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store