Coin News

Maior aumento da taxa de juros dos EUA em 40 anos? 5 coisas para saber sobre o Bitcoin esta semana

19 Sep, 202211 min readBitcoin
Maior aumento da taxa de juros dos EUA em 40 anos? 5 coisas para saber sobre o Bitcoin esta semana

O Bitcoin (BTC) enfrenta mais uma semana de anúncios macro “gigantes” após o menor fechamento semanal desde julho.

Após dias de perdas depois da divulgação dos últimos dados de inflação dos EUA, o par BTC/USD, como altcoins e ativos de risco de forma mais ampla, não conseguiu se recuperar.

A maior criptomoeda ainda precisa transformar US$ 20.000 para um suporte convincente e, à medida que a terceira semana completa de setembro começa, o perigo é mais uma vez que esse nível possa funcionar como resistência.

Os touros têm muito com o que se preocupar - nos próximos dias, o Banco Central dos EUA (Fed)) decidirá sobre o próximo aumento da taxa de juros da economia norte-americana, algo que afetará o mercado muito além do mero sentimento.

Além disso, as consequências da Ethereum Merge continuam a se desenrolar, enquanto na extinta exchange Mt. Gox, os reembolsos aos credores adicionam outra nuvem potencial ao cenário de preços do Bitcoin.

O Cointelegraph analisa cinco fatores potenciais de movimentação de mercado para investidores ficarem de olho na próxima semana.

"Marretada" do Fed com aumento da taxa de juros

O principal evento da semana é a reunião do Banco Central dos EUA que vai decidir o nível do aumento das taxas de juros.

Depois que os dados do Índice de Preços ao Consumidor (CPI) de agosto vieram "mais quentes" do que o esperado, o Fed estará sob pressão para responder à altura.

Como tal, o mercado agora precificou totalmente um aumento mínimo de 75 pontos-base para a taxa de juros do Fed e não está descartando as chances de um aumento de 100 pontos-base, de acordo com a CME FedWatch Tool em 19 de setembro.

Um aumento de 100 pontos seria a primeira ação desse tipo do Fed desde o início dos anos 1980.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) deve se reunir de 20 a 21 de setembro e publicará uma declaração confirmando a alta.

“O Fed não vai flexibilizar tão cedo, e é algo clássico da natureza humana, pois agora temos o benefício de saber o tamanho dos erros que eles cometeram ao flexibilizar demais”, disse Mike McGlone, estrategista sênior de commodities da Bloomberg Intelligence, em uma entrevista para a Kitco no fim de semana.

O crescimento dos ativos de risco desde o crash de março de 2020 "deslocou-se demais para um lado", disse ele, e agora está "muito claro" que uma reversão ocorrerá.

As criptomoedas sofrerão durante a redefinição geral do mercado, mas o Bitcoin também acabará saindo na frente em uma eventual retomada, continuou McGlone, reiterando uma teoria de longa data sobre o futuro da criptomoeda. O ouro também terá um desempenho superior, mas para ambos, a dor vai ser a primeira a chegar.

“Infelizmente, para o Fed parar essa marreta, os ativos de risco precisam permitir-lhes parar, apertando para eles”, resumiu.

Uma mudança de 100 pontos-base nesta semana aceleraria esse processo, que agora está vendo catalisadores de bancos centrais além dos EUA, depois que as institiuições agiram de forma lenta no aumento das taxas de juros para combater a inflação .

Enquanto isso, a popular conta de análise do Twitter Games of Trades disse que esse é um momento de crise para o S&P 500 antes do início das negociações em Wall Street nesta segunda-feira.

#SP500 has reached its “line in the sand” level.This is the point of sink-or-swim. Fly-or-fall. Fish-or-cut-bait. — Game of Trades (@GameofTrades_) September 18, 2022

O #SP500 atingiu seu nível de “linha na areia”.

Este é o ponto de afundar ou nadar. Voar ou cair. Isca de peixe ou corte. pic.twitter.com/ZaCfAfcHcE

Game of Trades (@GameofTrades_)

“Em tempos como este, com grande incerteza generalizada, o mercado de criptomoedas não fará muito sem a permissão das ações”, acrescentou o analista e comentarista Kevin Svenson.

Preço à vista afunda após fechamento semanal ruim

Na semana passada, os ventos favoráveis se acumularam para o Bitcoin, levando à queda da ação do preço do BTC.

O par BTC/USD perdeu mais de US$ 2.000 em uma única vela semanal, fechando abaixo de US$ 20.000, naquele que é o menor fechamento desde julho, mostram dados do Cointelegraph Markets Pro e da TradingView.

O fechamento foi seguido por uma queda acentuada na qual o par caiu abaixo de US$ 19.000.

O sentimento baixista talvez seja compreensível – o Ethereum Merge se tornou um evento de “venda a notícia” e, junto com os gatilhos macro, contribuiu para uma nova fuga dos ativos de risco.

Agora, os analistas estão considerando as chances de a tendência de baixa permanecer pelo menos até que o anúncio da taxa do Fed seja divulgado.

“O BTC superou o fim de semana, mas sempre há potencial para alguma volatilidade antes do fechamento”, disse o perfil da ferramenta de análise on-chain, Material Indicators, aos seus seguidores no Twitter em parte de uma publicação em 18 de setembro:

“Anúncios econômicos e do FED gigantes na próxima semana tornarão as coisas oscilantes novamente.”

Acompanhava a postagem um gráfico mostrando a situação do livro de pedidos da Binance, com suporte em torno de US$ 19.800, desde que não conseguiu sustentar a ação do preço.

No dia anterior, a Material Indicators havia dito que também não fazia sentido imaginar que uma queda mais profunda seria evitada. A julgar pela carteira de pedidos, pedidos de compra ainda não foram fortes o suficiente para manter os níveis atuais.

If #Bitcoin was really near THE BOTTOM, do you think there would be a liquidity gap between $18k - $18.5k, and wouldn't you also expect there to be solid bids at least to the June low at $17.5k? #FireChartsI have no more questions. — Material Indicators (@MI_Algos) September 16, 2022

Se o #Bitcoin estivesse realmente perto do fundo, você acha que haveria uma lacuna de liquidez entre US$ 18 mil e US$ 18,5 mil, e você também não esperaria que houvesse lances sólidos pelo menos até o mínimo de junho em US$ 17,5 mil? #FireCharts

Não tenho mais perguntas. pic.twitter.com/Xstusqg2T8

— Indicadores de Material (@MI_Algos)

Considerando quando um fundo macro poderia ocorrer, o popular trader Cheds apostou no quarto trimestre deste ano, descrevendo o Bitcoin como “no caminho certo” para fazê-lo.

“$BTC semanal começando a pressionar as mínimas do intervalo”, acrescentou ele em mais um tweet no fechamento semanal.

Os shorts estavam se acumulando no momento em que este texto foi escrito tanto na Binance quanto na FTX, sugerindo um esforço conjunto para derrubar o mercado por traders de derivativos. Isso, disse Ninja, outra conta popular, dificilmente teria sucesso antes da abertura de Wall Street.

Dólar norte-americano cai abaixo do pico de várias décadas

Enquanto isso, o dólar está de olho em uma possível alta macro, visto que a moeda norte-americana se recuperou das perdas vistas após os dados do CPI.

Um vento contrário clássico para cripto, o índice do dólar americano (DXY) atualmente está pouco abaixo de 110, tendo se consolidado por vários dias.

O índice atingiu 110,78, seu maior nível desde 2002, no início deste mês, evitando retrações significativas duradouras.

Analisando o futuro imediato na semana passada, Hyland alertou que uma “nova explosão” do DXY acompanharia um “evento de capitulação” dos ativos de risco.

We are heading toward a capitulation event-Gold-BTC-StocksWe are also heading toward a blow off top of the US DollarWhen? No clue but there is nothing that says the DXY has toppedIt's actually currently in position for the highest weekly close of the year: — Matthew Hyland (@MatthewHyland_) September 15, 2022

Estamos caminhando para um evento de capitulação

-Ouro-BTC-Ações

Também estamos caminhando para um estouro do dólar americano

Quando? Nenhuma pista, mas não há nada que diga que o DXY chegou ao topo

Na verdade, está atualmente posicionado para o fechamento semanal mais alto do ano:

— Matthew Hyland (@MatthewHyland_)

Uma olhada na correlação inversa entre o DXY e o par BTC/USD confirma o impacto dos movimentos ascendentes acentuados do primeiro sobre o último.

Ethereum na ressaca pós-The Merge

Na semana após o tão elogiado The Merge, o Ether (ETH) está passando por uma grande depressão.

Em um movimento que pode distorcer a participação de mercado em favor do Bitcoin, o par ETH/USD caiu 25% na semana passada.

Atualmente sendo negociado abaixo de US$ 1.300, seu menor nível desde 16 de julho, o par está vendo prognósticos de baixa de analistas e traders em geral.

“O Ethereum não conseguiu manter o suporte crítico”, alertou Svenson, já que o fechamento semanal não conseguiu traçar uma linha abaixo das perdas.

O analista Matthew Hyland, por sua vez, sugeriu um preço alvo de US$ 1.000 para o ETH/USD, acrescentando que US$ 1.250 “devem servir de suporte.”

$ETH There is also the grab of the $1355 low as I mentioned would be a good level to take out.Will the bulls be able to run it back?A 4H close above $1355 would be decent for the bulls. If not, I'd be targetting $1285 next. — Daan Crypto Trades (@DaanCrypto) September 18, 2022

$ETH Há também o suporte de $1355, como mencionei, seria um bom nível para sustentar.

Os touros serão capazes de correr de volta?

Um fechamento de 4H acima de US$ 1355 seria decente para os touros. Se não, eu estaria mirando $ 1285 em seguida.

— Daan Crypto Trades (@DaanCrypto)

Contra o BTC, o Ethereum caiu até 19% ao longo da semana, com a participação do Bitcoin no valor total do mercado de criptomoedas aumentando 1,2% desde 14 de setembro.

Para o conhecido trader CryptoGodJohn, tudo estava se desenrolando uma oportunidade de “entrada geracional” no par.

Menos entusiasmado foi Samson Mow, CEO da startup de adoção de Bitcoin JAN3, que observou que, embora o ETH/USD ainda estivesse acima de sua média móvel de 200 semanas (WMA) nos níveis atuais, o Bitcoin estava abaixo de seu próprio equivalente.

#Bitcoin is trading 16% below its 200 WMA.#Ethereum is trading 7% above its 200 WMA.ETH is down 6% for the day, while BTC is just down 2%. ETH is still trading at a premium based on Merge expectations and can go much much lower. ETH 16% below 200 WMA would be ~$1k. — Samson Mow (@Excellion) September 18, 2022

#Bitcoin está sendo negociado 16% abaixo de seus 200 WMA.#Ethereum está sendo negociado 7% acima de seus 200 WMA.

O ETH caiu 6% no dia, enquanto o BTC caiu apenas 2%. O ETH ainda está sendo negociado a um prêmio com base nas expectativas do The Merge e pode cair muito, muito mais. ETH 16% abaixo de 200 WMA seria ~ $ 1k.

— Samson Mow (@Excellion)

O média móvel de 200 semanas (WMA) funciona como uma importante linha de tendência durante os mercados de baixa de criptomoedas e recuperá-lo após sua perda como suporte, historicamente significou um retorno à força.

Suprimento inativo de Bitcoin continua amadurecendo

Mesmo que a recente volatilidade dos preços veja um aumento na atividade on-chain, os hodlers estão mantendo sua determinação, confirmam os dados on-chain.

De acordo com a empresa de análise de dados Glassnode, as moedas inativas por um período de pelo menos cinco anos estão mostrando apenas uma tendência: de alta.

Novos dados da Glassnode confirmaram que a porcentagem da oferta de BTC ativa pela última vez em setembro de 2017 ou antes atingiu um novo recorde histórico de 24,8%.

A quantidade de oferta ativa pela última vez entre cinco e sete anos atrás, enquanto isso, atingiu o maior nível em quase dois anos: 1,01 milhão de BTC.

Portanto, a tendência de longo prazo entre investidores experientes é clara quando se trata do Bitcoin, como evidenciado pela parcela de oferta detida por detentores de longo prazo (LTHs).

“O suprimentoLTH é o volume de Bitcoin que está inativo por 155 dias e é estatisticamente o menos provável de ser gasto durante momentos de volatilidade do mercado”, explicou a Glassnode na semana passada, quando a métrica atingiu a máxima histórica de 13,62 milhões de BTC.

Ao mesmo tempo, moedas “mais jovens” estão em movimento, com a faixa de 6 a 12 meses atingindo máximas de cinco meses.

Após a divulgação do CPI, como o Cointelegraph relatou, o envio de Bitcoin para as exchanges teve seu maior número em um único dia em vários meses.

As opiniões e pontos de vista expressos aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store