Coin News

Live falsa da Apple prometendo criptomoedas bate recorde de espectadores

10 h ago3 min readOther
Live falsa da Apple prometendo criptomoedas bate recorde de espectadores

As lives falsas de criptomoedas no YouTube são um problema comum na plataforma há alguns meses. Elas funcionam de forma bem simples, um canal exibe conteúdo sobre criptomoedas previamente gravado, geralmente com algum nome famoso, como se fosse um evento ao vivo. Mesmo com esse golpe sendo popular, dados mostram que centenas de milhares ainda acompanham esse tipo de conteúdo.

Em um recente relatório do The Verge o site analisou números recentes sobre uma live feita se passando por uma divulgação da Apple e notou um grande número de pessoas ainda assistindo aos vídeos e caindo nos golpes.

Com um título bastante simples: “Apple Event Live. CEO da Apple Tim Cook: Apple & Metaverse em 2022”, a live também tinha os logotipos do Bitcoin e do Ethereum, bem como a barra “URGENT NEWS” na parte inferior.

No vídeo também havia a ‘incrível e imperdível’ promessa: Dobraremos suas criptomoedas. Basta enviar uma quantidade de BTC ou ETH para o endereço que aparece na tela e eles enviam de volta até 2x mais o que foi enviado, o que é uma grande mentira.

A live foi reapropriada de uma entrevista da CNN Money com Tim Cook em 2018. O logotipo do canal de notícias foi parcialmente escondido pelo texto “Apple Crypto Event 2022”, mas mais surpreendente do que isso, a transmissão parece ter sido um pequeno sucesso enquanto estava ao vivo.

Mais de 70 mil pessoas acompanharam live falsa

Durante um momento a live acompanhada pela Verge subiu de 16.000 espectadores para um total de 70.000, esse é um número grandioso para qualquer canal do YouTube, até mesmo para os grandes.

O The Verge aponta que no mesmo dia, a Apple tinha feito um evento oficial e provavelmente isso ajudou a confundir muitas pessoas sobre a verdadeira natureza da live falsa.

Vale ressaltar que essas lives tendem a usar nomes conhecidos do criptomercado, geralmente grandes empresários que apoiam o setor, como Elon Musk, Michael Saylor e o próprio Tim Cook, da Apple.

O The Verge também afirma que encontrou uma transmissão ao vivo em um outro canal alegando ser a “Apple Inc” [sic]. A live se passava por um evento com Cook e o CEO da Tesla, Elon Musk, sobre a Apple e o metaverso, mas, na verdade, estava redirecionando uma entrevista sobre Bitcoin com Musk e Jack Dorsey.

Essa live atingiu mais de 10.000 espectadores e também levava a um site de criptomoedas suspeito.

Por que tantas pessoas assistem essas lives?

Algo que o The Verge deixou de comentar em sua matéria original é a origem desses canais de lives: Nenhum deles é criado pelos golpistas.

A verdade é que esses canais são roubados de criadores de conteúdo, dos grandes aos pequenos. São canais hackeados e que tem toda a sua identidade trocada e seus conteúdos trocados. Enquanto alguns desses hacks (principalmente os mais recentes) são resolvidos em algumas horas, outros podem levar semanas.

Sempre que você ver uma live desse tipo, pode ter certeza que algum criador de conteúdo acabou de perder sua principal forma de trabalho.

Além disso, como muitos desses canais são grandes a live é recomendada para milhares, possivelmente milhões de pessoas, que podem acabar entrando, mesmo que por curiosidade. Juntando isso com a certeza do uso de bots para inflar esses números e é daí que temos tantas pessoas assistindo a esses conteúdos.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store