Coin News

Do Kwon diz estar muito confiante na reconstrução da blockchain Terra e nega ser fraudador

23 Jun, 20223 min readBlockchain
Do Kwon diz estar muito confiante na reconstrução da blockchain Terra e nega ser fraudador

Envolvido em uma série de polêmicas e investigações após o colapso do ecossistema Terra (LUNA) e da stablecoin UST, o CEO da Terraform Labs, Do Kwon, disse estar confiante na reconstrução da blockchain Terra, que foi “reiniciada” após um hard fork.

Em entrevista ao The Wall Street Journal, na última quarta-feira (22), Do Kwon disse que a rede pode voltar ainda mais forte do que antes.

“Tenho grande confiança em nossa capacidade de voltar ainda mais forte do que já fomos”, disse Kwon ao The Wall Street Journal. “Muitos construtores estão no processo de relançar seus aplicativos na nova cadeia”, completou.

Ainda durante a entrevista, Do Kwon disse que estava “devastado” pela crise da rede Terra.

“[Espero] que todas as famílias que foram impactadas estejam cuidando de si mesmas e daqueles que amam”, acrescentou.

Colapso de Terra (LUNA)

Conforme noticiou o CriptoFácil, a equipe de governança aprovou a proposta de Do Kwon de relançar a blockchain Terra e criar um token “LUNA 2.0” no final de maio.

Com o relançamento da rede, a Terra “antiga” virou Classic assim como o token LUNA. Enquanto isso, a stablecoin que colapsou, a UST, foi descontinuada.

Nesse processo, muitos projetos construídos na rede Terra migraram para outras blockchains, como a da Binance e a da Polygon.

Naturalmente, o ecossistema perdeu a credibilidade dos usuários e a criptomoeda LUNA não consegue decolar.

Lançada a um preço inicial de cerca de US$ 20, o preço do ativo digital hoje está abaixo de US$ 2, tendo desvalorizado cerca de 3,5% nas últimas 24 horas e 23% nos últimos 7 dias.

Gráfico de preço do token LUNA desde seu lançamento. Fonte: CoinMarketCap

Após o colapso da rede, Do Kwon e a Terraform Labs foram alvo de uma ação coletiva que os acusou de vender títulos não registrados e de fazer declarações falsas sobre a estabilidade da UST.

Além disso, eles estão sofrendo outro processo na Coreia do Sul. Conforme noticiou o CriptoFácil, os promotores do país estão proibindo os desenvolvedores e ex-desenvolvedores de Terra de deixar o país.

De acordo com portais de notícia locais, a proibição é válida até que as investigações sobre o projeto cripto fracassado continuem.

Vale destacar que autoridades também investigam a Terraform Labs, empresa por trás do projeto, por possível evasão fiscal na Coreia do Sul. O valor da suposta dívida é de cerca de US$ 78 milhões.

Do Kwon se defende das acusações de “fraudador” que recebe de todos os lados. Ele diz que fez apostas em nome da UST porque “acreditava em sua resiliência e em sua proposta de valor”.

“Desde então, perdi essas apostas, mas minhas ações correspondem 100% às minhas palavras”, acrescentou Kwon. “Há uma diferença entre falhar e executar uma fraude.”

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store