Coin News

Justiça revoga prisão preventiva de um dos processos que acusa dono da GAS Consultoria; ele segue detido

7 d ago2 min readBitcoin
Justiça revoga prisão preventiva de um dos processos que acusa dono da GAS Consultoria; ele segue detido

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu na terça-feira (21) um habeas corpus para Glaidson Acácio dos Santos, dono da GAS Consultoria, também conhecido como “Faraó do Bitcoin”. Segundo informações do jornal O Globo, os ministros da 5ª Turma do revogaram sua prisão preventiva no caso referente à Operação Kryptos. No entanto, este é um dos quatro processos pelos quais Glaidson responde. Portanto, ele permanecerá preso.

De acordo com o site, o habeas corpus foi concedido por três votos a favor e dois contra, após um pedido de Agravo Regimental da defesa de Glaidon. Dos ministros que negaram, o relator do processo, o desembargador Jesuíno Rissato, manteve sua posição em última liminar, quando em março deste ano alegou que o criador da GAS Consultoria continua sendo um perigo para a sociedade caso seja tirado da prisão.

“Os ministros revogaram a prisão preventiva de Glaidson e determinaram que ele cumpra medidas cautelares que devem ser impostas pela Justiça Federal”, disse O Globo. A reportagem acrescenta que também foi contra o Agravo o ministro Joel Ilan Paciornik e que foram a favor do HC os ministros João Otávio de Noronha, Reynaldo Soares da Fonseca e Ribeiro Dantas.

A defesa de Glaidson já teve vários pedidos anteriores de habeas corpus negados pela Justiça por conta do potencial risco de fuga que, segundo magistrados, pode culminar em lesão irreversível aos investidores. O processo contra Glaidson e Gas Consultoria tramita em segredo de justiça.

Glaidson Acácio dos Santos preso em Bangu

Glaidson está preso há oito meses no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, sob várias acusações, como crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, lavagem de dinheiro e tentativa de homicídio.

Na ocasião da prisão de Glaidson, outros suspeitos foram detidos ou conseguiram fugir a tempo, como a esposa do ex-garçom, Mirelis Yoseline Diaz Zerpa.

A Gas Consultoria se apresenta como empresa de investimentos com promessas de rendimentos que supostamente viriam de trading com criptomoedas.

No momento, encontram-se bloqueados pela pela 3ª Vara Federal Criminal do Rio cerca de R$ 400 milhões em criptomoedas e bens confiscados de Glaidson e sócios na Operação Kryptos, que ocorreu em agosto do ano passado.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store