Coin News

Justiça ordena que 'Faraó dos Bitcoins' deposite R$ 19 bilhões em juízo para ressarcir clientes da GAS Consultoria

4 d ago3 min readBitcoin
Justiça ordena que 'Faraó dos Bitcoins' deposite R$ 19 bilhões em juízo para ressarcir clientes da GAS Consultoria

A juíza Rosália Monteiro Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), determinou que Glaidson dos Santos, também conhecido como "Faraó dos Bitcoins", deposite R$ 19 bilhões em juízo, em um prazo máximo de 72 horas, para ressarcir investidores e credores da GAS Consultoria, informa reportagem do Extra publicada nesta terça-feira, 20.

A decisão foi proferida na segunda-feira, 19, e visa o ressarcimento de um contingente de mais de 122 mil clientes da empresa comandada pelo "Faraó dos Bitcoins". Caso a ordem seja cumprida, o montante será transferido para uma conta da administração judicial vinculada à 5ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio.

Posteriormente, os recursos serão repassados aos clientes da GAS Consultoria, que teriam sido vítimas do esquema de pirâmide financeira baseado em investimentos em criptomoedas organizado por Glaidson. De acordo com a denúncia formal apresentada pelo Ministério Público Federal, Glaidson e outros 16 réus são acusados por crimes de gestão de organização financeira sem autorização, gestão fraudulenta e organização criminosa.

Investigações preliminares sugerem que o esquema da GAS Consultoria teria movimentado R$ 38 bilhões e afetado no mínimo 67.000 investidores. No entanto, recentemente, o administrador judicial Sérgio Zveiter, nomeado pela 5ª Vara do TJ-RJ, estimou que os clientes da empresa podem ultrapassar a marca de 300 mil.

Mais de 122 mil pessoas já realizaram cadastro junto à administração judicial para buscar o ressarcimento de investimentos que teriam sido confiados à empresa. Agora, podem ser beneficiados, caso Glaidson cumpra a determinação judicial. No entanto, há um impeditivo importante para que os clientes da GAS Consultoria consigam reaver o dinheiro que lhes é de direito: a GAS Consultoria precisa comprovar a origem lícita dos recursos.

Habeas corpus

Na semana passada, o "Faraó dos Bitcoins" obteve um habeas corpus no Tribunal Regional Federal da 2ª Região. A decisão estabeleceu que a ordem de prisão de um dos processos nos quais ele é reu seria substituída por medidas cautelares.

O depósito de R$ 19 bilhões foi uma destas medidas. Além disso, a magistrada determinou outras medidas, como por exemplo a revogação do passaporte de Glaidson. Apesar da decisão, o "Faraó dos Bitcoins" continuará preso em razão da vigência de mandados de prisão em outros processos que correm na Justiça em que ele está implicado como réu.

Nos últimos dias, o "Faraó dos Bitcoins" recebeu duas notícias desfavoráveis. Em 12 de setembro, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) impugnou o registro da candidatura de Glaidson a deputado federal impugnado pelo TRE-RJ.

Um dia depois, após a avaliação das provas obtidas pela Polícia Federal e o Ministério Público no âmbito da "Operação Kryptos", a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) reviu sua interpretação sobre as operações da GAS Consultoria e decidiu abrir um processo administrativo contra a empresa e seu dono, sob a acusação de fraude financeira e outras infrações.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store