Coin News

Investidores denunciam deputado argentino por promover pirâmide com criptomoedas

22 Aug, 20223 min readBitcoin
Investidores denunciam deputado argentino por promover pirâmide com criptomoedas

O deputado argentino Javier Milei, do partido “A Liberdade Avança”, foi intimado para responder na justiça no próximo 7 de setembro sua relação com a empresa CoinX, acusada de atuar como uma pirâmide financeira com criptomoedas e outros ativos na Argentina. O parlamentar foi denunciado em uma ação coletiva em um tribunal em Buenos Aires em julho, conforme publicação do jornal Clarín no último sábado (20).

Por trás da denúncia está o representante dos clientes da CoinX, o advogado Juan Pablo Chiesa. Ele também atuou no caso ‘Generación Zoe’, um esquema similar ao da CoinX, que também ruiu no ano passado. No caso da CoinX, eram oferecidos investimentos com suposto retorno de até 8% ao mês, segundo levantamento do portal Criptonoticias.

A empresa, que não teria cumprido acordos com clientes e não investido o dinheiro, se apresenta como “consultoria financeira” com oferta de “serviços de auxílio financeiro”. Em um vídeo, divulgado em junho deste ano, o parlamentar Milei entra em um dos dos escritórios da CoinX e anuncia a supostos líderes do negócio: “Olá a todos, eu sou o leão”. Em dezembro passado, o parlamentar promoveu novamente a empresa.

CoinX é proibida de atuar na Argentina

Também em junho deste ano, a CoinX foi proibida de atuar na Argentina pela Comissão Nacional de Valores (CNV), órgão que regula o mercado de capitais no país. De acordo com os reguladores, a empresa oferecia uma oferta pública de rentabilidade sem autorização do governo, já que a entidade deveria responder ao Ministério da Economia.

“Conforme o precedente exposto, e em face da intermediação irregular de oferta pública por não possuírem a autorização legal desta CNV para tanto, cabe notificar a CoinX World e o Sr. Juan Manuel Malaspina que cessem imediatamente em qualquer meio de comunicação convite ou oferta pública de negociação de valores mobiliários em todo o território da Argentina”, diz um trecho do documento publicado na época.

De acordo com a CNV, Malaspina, um jovem de 24 anos, é o diretor da CoinX. O órgão afirmou que chegou a seu nome após uma equipe interna pesquisar sobre sua atuação em redes sociais, além de encontrar evidências em entrevistas que ele deu para alguns sites.

Acerca da suposta participação de Javier Milei na CoinX, um post no Instagram em dezembro do ano passado mostra o parlamentar indicando o negócio.

“Tive o prazer de conhecer os escritórios da @coinx.world e sua equipe. Eles estão revolucionando a forma de investir para ajudar os argentinos a escapar da inflação. A partir de agora você pode simular seu investimento em pesos, dólares ou criptomoedas e obter lucro. Escreva para eles @coinx.world [e fale] de mim para que eles o aconselhem com o melhor!”, escreveu Milei em seu Instagram.

Por meio da ação coletiva, os investidores querem provar a participação do político na CoinX, bem como pedir à justiça que ele seja citado como “conjuntamente responsável” pelos prejuízos financeiros.

Em uma publicação do G1 no ano passado, Milei é descrito “economista ultraliberal”, que “se identifica com o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente [Donald] Trump”.

Esse é o melhor momento da história para investir em cripto! E agora, você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Inscreva-se aqui

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store