Coin News

Holders do Ethereum são mais fortes que os investidores do Bitcoin que vendem mais de US$ 1 bilhão em menos de 24h

6 Jul, 20223 min readBitcoin
Holders do Ethereum são mais fortes que os investidores do Bitcoin que vendem mais de US$ 1 bilhão em menos de 24h

Uma nova pesquisa divulgada pela BEQUANT revelou que o holders do Ethereum, em junho, estiveram mais convictos que os investidores do Bitcoin com relação ao futuro das das duas principais criptomoedas do mercado, já que houve mais liquidações de BTC do que de ETH no período.

Segundo os dados divulgados pela empresa, dentre todos os acontecimentos que marcaram o universo das criptomoedas em junho, o principal deles foi a elevação da taxa de juros nos EUA e a divulgação dos dados da inflação americana.

Martha Reyes, chefe de pesquisa da BEQUANT, ressalta que o fato foi o mais importante pois deve continuar impactando o mercado ao longo do ano e a cada vez que os reguladores americanos se pronunciarem sobre ambos os assuntos: Juros e inflação.

Reyes também destaca que os gráficos apontam fortemente para uma configuração de recessão na economia americana e que isso pode afetar também o mercado de criptoativos que já vem enfrentando dificuldades para ensaiar uma recuperação.

“A curva de títulos de 2 anos / 10 anos flertou brevemente com a inversão em junho, quando os mercados apostaram que a política de aperto do Fed para combater a inflação levará a economia à recessão e forçará cortes nas taxas no caminho. Uma curva de juros invertida é rara e muitas vezes precedeu uma recessão. Quanto mais tempo o spread permanecer negativo, mais forte será o sinal, com os 2s/10s sendo um dos mais observados, embora o Fed prefira o de 3 meses/10 anos curva.", disse.

Entretanto apesar do cenário negativo e da queda prolongada no mercado de criptomoedas o Bitcoin, mesmo recuando mais de 70%, ainda se saiu melhor que o Ethereum e que uma cesta composta pelas principais altcoins do mercado.

Segundo Reyes, isso ocorre pois muitos investidores venderam altcoins em busca de exposição ao BTC para evitar o risco de mais quedas em seu portifólio.

Holders do Ethereum são mais fortes

Porém, apesar dos investidores buscarem o Bitcoin, as liquidações dos investidores de BTC foram maior do que a dos investidores em Ethereum.

“Em 13 de junho, o BTC e o ETH caíram 15% e as liquidações ultrapassaram US$ 1 bilhão, pois as posições alavancadas dos traders foram fechadas em meio à volatilidade causada pela inflação elevada, juntamente com o congelamento de transações por credor de criptomoedas, Celsius.”

Ela destaca que com o medo de novas baixas os investidores começaram a liquidar seus ativos e isso significou uma retirada de liquidez que levou à desalavancagem em todas as classes de ativos e desencadeou o colapso de projetos com má gestão de risco, como o caso da 3AC, Celsius e mais recentemente a CoinLoan.

Martha Reyes também aponta que o volume negociado em exchanges descentralizadas em junho pairou em torno de US$ 1 a 2 bilhões em volume diário, exceto em torno de eventos específicos. Ela destaca que algumas exchanges centralizadas estão permitindo acesso ao DeFi de suas plataformas, o que pode levar a uma maior aceitação por indivíduos e instituições no futuro.”

“Os volumes de DEX aumentaram durante o colapso da Terra, quando os investidores estavam trocando da UST e em meados de junho, quando os mercados de criptomoedas afundaram devido a fatores gerais e específicos do setor.”, finaliza

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store