Coin News

Greve do Banco Central do Brasil acaba, mas Real digital segue com desconfiança

6 Jul, 20223 min readOther
Greve do Banco Central do Brasil acaba, mas Real digital segue com desconfiança

A greve dos servidores do Banco Central do Brasil acabou, embora os planos do Real digital não estejam sendo acelerados por isso. A greve durou três meses, visto que começou em abril e foi encerrada apenas na última terça-feira (5).

Nos três meses, o Bacen parou até de produzir suas estatísticas ao público, como o Boletim Focus, por exemplo. Dessa forma, fica claro que várias atividades da autarquia ficaram prejudicadas pela paralisação.

Recentemente, um dos servidores do Bacen responsável pelo projeto da moeda digital brasileira declarou que a greve afetou o prazo do lançamento da moeda, que poderá começar a ser testada apenas em 2023.

Greve termina no Banco Central do Brasil, que deve retomar projeto do Real digital “com calma”

Quando uma classe trabalhista entra em greve, é comum que o movimento só acabe quando as conquistas desejadas são obtidas.

O movimento grevista do Banco Central do Brasil acabou e, sem negociações com o governo, nada de benefícios foram garantidos.

Dessa forma, os servidores e sindicatos que participaram do movimento afirmaram que a greve acabou, embora a retomada das atividades deva ser lenta pela falta de incentivos aos funcionários.

De acordo com a Agência Brasil, os servidores já declararam que farão de tudo para retomar calmamente suas atividades, priorizando operações padrão do BCB. Ou seja, atividades que exijam muito não serão retomadas com a pressa que o órgão que controla a moeda nacional gostaria.

Assim, o projeto Real digital pode demorar ainda a ser retomado, algo que poderia causar ainda mais atrasos na chamada agenda de inovação do Banco Central.

O Bacen ainda não informou quando começará a publicar novamente suas estatísticas, e não determina datas neste primeiro momento.

Servidores queriam aumento de 27% para repor inflação dos últimos anos, mas por eleições, não podem mais receber aumentos em 2022

Os servidores do Banco Central começaram essa greve em 1.º de abril, quando pediram recomposição salarial de 27%, devido à inflação dos últimos anos ter afetado seus rendimentos.

Como o prazo para que o executivo tinha para aumentar salários em 2022 ia somente até 4 de julho, por conta das eleições, os benefícios buscados pelos grevistas já não eram mais possíveis e foi determinado o fim da greve.

Mesmo assim, o sindicato que acompanhou o movimento declarou que nada impede que as discussões sejam retomadas em 2023, visto que por enquanto não houveram ganhos aos servidores. Dessa forma, mesmo com a retomada das atividades, a expectativa é de que tudo caminhe com a “marcha lenta” nos próximos meses.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store