Coin News

Gala, cripto que mais valorizou em 2021, desaba 25% com receio de hack bilionário

4 Nov, 20223 min readOther
Gala, cripto que mais valorizou em 2021, desaba 25% com receio de hack bilionário

O caos tomou conta da plataforma de jogos em blockchain Gala Games na quinta-feira (3), em meio aos temores de um possível hack bilionário terem ocasionado uma queda de 25% no preço do token GALA.

O GALA ficou conhecido em 2021 em meio ao boom de criptos de metaverso. Usado para alimentar diversos jogos online, o token terminou o ano passado com uma alta acumulada de impressionantes 45.825%.

Desde então, porém, o preço já havia despencado mais de 90% em meio ao inverno das criptomoedas. O preço do ativo, que chegou a valer US$ 0,47, começou o dia valendo US$ 0,40 e atingiu menos de US$ 0,30 logo após os rumores do ataque hacker virem à tona.

Investidores ficam de sobressalto com a suspeita de um golpe chamado popularmente de rug pull (puxada de tapete), que acontece quando um projeto tem os criptoativos de investidores roubados pelos próprios criadores da plataforma, em geral por meio de brechas de segurança criadas com a intenção de fazer vítimas.

Esquemas do tipo costumam ocorrer no ambiente das finanças descentralizadas (DeFi), onde vários projetos oferecem juros sobre criptos depositadas para gerar liquidez – quando a fraude acontece, portanto, os depositantes perdem todas as suas criptomoedas.

As preocupações que algo do tipo poderia estar acontecendo com a Gala Games surgiram depois que um único endereço de blockchain emitiu mais de US$ 1 bilhão em token GALA, algo que, em tese, só poderia ser realizado pelos criadores. A emissão de tokens em massa é uma das maneiras de ativar falhas de segurança em contratos inteligentes e roubar criptomoedas de investidores.

Leia também

QuickSwap

Plataforma DeFi da Polygon encerra serviço de empréstimo após ataque hacker

Ataque é o mais recente de uma lista crescente de explorações neste mês, com outubro já sendo o pior mês para ataques de criptomoedas

A empresa de segurança cripto PeckShield sinalizou o problema para a comunidade, alertando investidores sobre um possível hack, mas a plataforma pNetwork, que fornece infraestrutura de roteamento para DeFi e tokens de jogos como o GALA, assumiu a autoria do “ataque” – o motivo, disseram os envolvidos, seria justamente evitar uma ofensiva hacker em curso.

“Percebemos que o pGALA (um sintético do GALA) não estava sendo mais considerado seguro e coordenamos um ataque white hat para impedir que uma exploração maliciosa”, disseram eles, sugerindo que os novos tokens foram impressos como uma maneira de ajudar a pNetwork a solucionar o problema.

Hackers white hat (ou “hackers do bem”) realizam ataques para testar e descobrir falhas em sistemas, sem roubar dinheiro.

“Todos os tokens GALA na rede Ethereum (ETH), bem como o lastro (do token sintético) estão seguros”, twittou a pNetwork, explicando que o problema era devido a algum tipo de “configuração incorreta da p.Network”.

A resposta, no entanto, não acalmou totalmente os investidores. Embora a pNetwork tenha incentivado os usuários a realizar transações enquanto a falha não estivesse totalmente solucionada, muitos usuários confusos (ou céticos) compraram e venderam tokens, gerando a queda de 25%.

Cadastre-se e descubra como surfar a Terceira Onda das Criptomoedas e entenda por que você deveria olhar agora para esse tipo de investimento

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store