Coin News

“Fui pego de calça arriada pela FTX”, diz influencer brasileiro de criptomoedas sobre dinheiro preso

2 h ago3 min readBitcoin
“Fui pego de calça arriada pela FTX”, diz influencer brasileiro de criptomoedas sobre dinheiro preso

O youtuber e influecer de criptomoedas Rodrigo Miranda, criador do canal ‘Universidade do Bitcoin’ (UniBTC), se defendeu diante de seus seguidores na última segunda-feira (14) depois de comentar o caso de falência da FTX em uma live. A corretora, onde ele mantinha fundos, era indicada em seus vídeos por meio de uma parceria. Desde então ele vem sendo cobrado por alguns alunos pela indicação.

Miranda disse que pensou muito antes de fazer a live — intitulada “FTX dá um grande golpe no mercado”, mas que serviu para explicar tudo o que ocorreu no caso FTX, seguindo uma análise de uma empresa chamada Paradigma Education.

Ele fez então um resumo do que aconteceu e como passou a lidar com a situação diante de seus alunos que também mantinham dinheiro na corretora. ”Fico muito triste pelo que está ocorrendo”, disse Miranda, que afirmou que teve que fechar várias operações e despedir funcionários da UniBTC.

O influencer disse que foi “pego de calça arriada” e que na terça-feira já não tinha como sacar na FTX. “Foi tudo muito rápido”, ressaltou. Afirmou, também, ter trocado a Binance pela FTX. Aos alunos, ele disse que diante da crise sugeriu que todos sacassem seus fundos na corretora “até as coisas se acalmarem”.

“Eu continuo muito perdido de tudo o que ocorreu e vem acontecendo. Não gostaria que ninguém estivesse na minha pele”, diz ele em um trecho do vídeo. A UniBTC tinha parceria com a FTX, como ele mesmo afirmou, com [a então] “segunda maior corretora do mundo”.

Miranda afirmou que chegou a receber algumas ameaças, embora tenha diga também que a maior parte sejam mensagens positivas. Nas suas redes sociais, é possível conferir tanto ataques quanto mensagens de apoio.

Vídeos sobre a FTX

Miranda ficou conhecido nas redes sociais por prometer multiplicar capital com bitcoin e criptomoedas. Um de seus cursos é vendido por cerca de R$ 2 mil. Seu canal no Youtube possui 270 mil assinantes.

Um vídeo intitulado “Criptomoedas – Como comprar Bitcoin (BTC) com PIX na FTX” foi exibido no canal há cerca de três meses. No mesmo período, outro vídeo foi ao ar com o título “Criptomoedas | Como abrir conta na FTX”.

Antes de cair no choro, o youtuber fez seguinte declaração:

“Não vou desistir dos meus alunos. Não vou abandonar ninguém. Vou criar algum programa, alguma coisa para ajudar todo mundo a partir de agora, não vou cobrar, mas vou trabalhar, estudar, me dedicar, fazer o possível e impossível que eu puder para ajudar todos vocês daqui para frente, pra irem recuperando esse dinheiro aos poucos,seja no trading, DeFi, vou dar um jeito”.

Confira o vídeo completo abaixo:

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store