Coin News

FTX sofre hack bilionário e pede que usuários não acessem site

12 Nov, 20224 min readOther
FTX sofre hack bilionário e pede que usuários não acessem site

Transações partindo das carteiras da FTX.US e FTX.com chamaram a atenção da comunidade entre a noite desta sexta-feira (11) e madrugada de sábado (12). No total, estima-se que mais de R$ 2 bilhões em diversas criptomoedas tenham roubadas por hackers.

Tais movimentações já foram percebidas pela própria FTX, que retuitou a seguinte fala de Ryne Miller, consultor da FTX US.

“Investigando anormalidades com movimentos de carteira relacionados à consolidação de saldos da FTX entre exchanges — fatos pouco claros, pois outros movimentos não são claros”, comentou Miller. “Após pedido de falência, a FTX US e FTX.COM iniciaram medidas de precaução para mover todos os ativos digitais para armazenamento a frio. O processo foi acelerado esta noite — para mitigar os danos ao observar transações não autorizadas.”

Através do explorador de blocos Etherscan é possível ver diversos tokens serem movidos tanto da FTX global quanto da FTX US para um mesmo endereço externo. As transações tiveram início no final da noite desta sexta-feira (11).

No momento este endereço marcado como “FTX Accounts Drainer” possui R$ 1 bilhão em Ether (ETH) e outros R$ 372 milhões em diversos tokens.

Entretanto o rombo é ainda maior quando contabilizado ativos de outras blockchains, como Solana e BSC, que também apresentaram movimentações suspeitas.

Admin do Telegram confirma hack e afirma que site da FTX está com trojan

Já no Telegram, um administrador fixou uma mensagem no grupo oficial da FTX, confirmando que a corretora foi de fato hackeada. Seguindo, pede que os usuários nem sequer acessem o site, pois o mesmo pode conter malware do tipo cavalo de troia.

“A FTX foi hackeada. O bate-papo está aberto. Não entre no site da FTX, pois pode ele pode fazer o download de trojans. Observe que alguns fundos foram recuperados.”

Quanto aos links compartilhados pelo usuário Rey, admin do grupo da FTX, eles apontam para os seguintes tuítes abaixo.

“Rumores de que um hack FTX está em andamento. E o [site] FTX.com está fora do ar.”

Rumored that an FTX hack is ongoing. And FTX .com is down.— Zack Voell (@zackvoell) November 12, 2022

“Provavelmente a FTX está atualmente sob ataque ou insiders [funcionários/executivos] estão fugindo com os fundos.”

FTX likely currently under attack or insiders running off with funds. 🚨 — Autism Capital 🧩 (@AutismCapital) November 12, 2022

Hack complica situação para quem tinha fundos presos na corretora

Por fim, o possível hack é uma grande preocupação para quem tinha dinheiro preso na FTX. Afinal, é difícil acreditar que tais usuários consigam reaver suas economias caso as mesmas estejam nas mãos de hackers.

A boa notícia é que projetos centralizados podem congelar tais fundos. Segundo informações, a Tether já congelou R$ 167 milhões de USDT na Solana e na Avalanche neste sábado. Anteriormente a empresa já havia congelado R$ 250 milhões de USDT no Ethereum.

De qualquer forma, os hackers possuem 156.530 ETH (equivalentes a R$ 1 bilhão) que não podem ser congelados devido à descentralização do projeto. Ou seja, dependerão de um trabalho policial para serem recuperados.

Como comparação, a recuperação dos fundos da falida Mt.Gox já ultrapassou oito anos de espera. Já no caso da Cryptopia, também falida, já são três anos na mesma situação.

Quanto ao hack da Bitfinex, ocorrido em 2016, os EUA aprenderam tais fundos apenas no início deste ano, mas estes seguem sob sua custódia e a liberação dos mesmos deve levar ainda mais tempo. Portanto, a quebra da FTX assombrará o mercado por um bom tempo.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store