Coin News

FTX pode ter mais de um milhão de credores

4 d ago3 min readOther
FTX pode ter mais de um milhão de credores

A exchange de criptomoedas FTX, fundada por Sam Bankman-Fried (SBF), disse que pode ter mais de um milhão de credores, de acordo com um documento adicionado ao sistema de banco de dados do tribunal federal na segunda-feira (14). A exchange entrou com um pedido de recuperação judicial na semana passada após ter sérios problemas de insolvência.

“Conforme estabelecido nas petições dos Devedores, existem mais de cem mil credores nestes casos do Capítulo 11”, diz trecho do documento. “Na verdade, pode haver mais de um milhão de credores.”

Em geral, nesses casos, os devedores são obrigados a fornecer uma lista dos nomes e endereços dos 20 principais credores sem garantia, segundo os advogados. No entanto, dada a escala das dívidas, o grupo pretende apresentar uma lista dos 50 maiores credores até a próxima sexta-feira.

Além disso, como parte dos mais de 100 processos apresentados pelo FTX Group – que inclui a empresa irmã Alameda Research – a FTX apresentou moções para agrupar entidades, em vez de tratar os casos de forma individual.

“Os devedores alegam que existe uma causa para modificar esse requisito, de modo que os devedores arquivem uma lista consolidada de seus 50 principais credores”, diz o documento.

Falência da FTX

A FTX também está solicitando uma liberação para enviar avisos de falência aos credores por e-mail, em vez de ter que enviar para suas residências físicas. Isso porque os endereços de e-mail de seus clientes já estão cadastrados.

A FTX entrou com pedido de proteção contra falência do Capítulo 11 na última sexta-feira. Na ocasião, a empresa citou que tinha algo entre US$ 10 bilhões e US$ 50 bilhões em ativos e passivos. Além disso, citou uma lista de mais de 100.000 credores. Na mesma ocasião, o fundador da FTX, SBF, renunciou ao seu cargo.

O arquivamento mais recente indica que o arquivamento do Capítulo 11 de sexta-feira foi declarado em caráter de emergência:

“A FTX enfrentou uma grave crise de liquidez que exigiu o arquivamento desses casos em caráter emergencial”.

De acordo com uma reportagem da CNBC, os advogados da FTX disseram que nas últimas 72 horas estiveram em contato com “dezenas” de reguladores nos EUA e no exterior. Isso inclui, por exemplo, o Gabinete do Procurador dos EUA, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) e a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC).

Corrida por saques

O fracasso da FTX causou um pânico generalizado no mercado cripto. Conforme noticiou o CriptoFácil, os usuários retiraram cerca de US$ 8 bilhões em ativos das exchanges centralizadas (CEXs) desde o dia 6 de novembro. Em reais, isso equivale a mais de R$ 42 bilhões.

De acordo com dados da plataforma CryptoQuant, as retiradas começaram depois que as preocupações com a solvência da FTX começaram a se propagar.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store