Coin News

FTX entra com pedido de recuperação judicia nos EUA

11 Nov, 20223 min readOther
FTX entra com pedido de recuperação judicia nos EUA

A exchange FTX finalmente entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos após três dias enfrentando graves problemas. De acordo com um anúncio divulgado pela exchange há poucos minutos, a exchange resolveu acionar voluntariamente o famoso Capítulo 11.

Conforme a publicação, a FTX também anunciou a saída de Sam Bankman-Fried (SBF) do cargo de CEO da exchange. Em seu lugar entrará John J. Ray III, que ficará responsável por executar o processo de avaliação e liquidação dos ativos da FTX.

Além da FTX, a Alameda Research, West Real Shires e mais 130 empresas afiliadas da companhia também declararam falência.

Fim de um colapso?

O Capítulo 11 é muitas vezes comparado a uma falência, mas na prática ele funciona como uma reestruturação. Sempre que uma empresa aciona este capítulo, significa que ela declarou insolvência e vai começar um processo de reavaliação de seus ativos.

O objetivo neste caso passa a ser o pagamento total dos ativos dos clientes. Se, depois desse processo, a FTX mantiver sua insolvência, a exchange pode continuar atuando no mercado. Se não, então pode declarar a falência de fato e sofrer liquidação total.

Íntegra do comunicado sobre a falência da FTX. Fonte: Twitter.

De acordo com a Nota, a FTX aderiu ao Capítulo 11 espontaneamente, bem como as suas subsidiárias.

Da queda à reestruturação

O novo anúncio da FTX dá um fim, ainda que temporário, a uma semana muito tumultuada para aquela que já foi a terceira maior exchange do mundo. Até o início dessa semana, a FTX era um império avaliado em US$ 32 bilhões e SBF, um bilionário promissor na indústria de criptomoedas

No entanto, tudo isso acabou num espaço de menos de sete dias. A partir da terça-feira (8), a FTX passou de uma avaliação de US$ 32 bilhões para a falência à medida que a liquidez secou. Os problemas começaram com o anúncio de que a Binance venderia US$ 1 bilhão em FTT, o token nativo da FTX. Em seguida, a companhia enfrentou uma forte crise de liquidez e chegou a paralisar os saques.

Os clientes exigiram saques e a Binance, que se comprometeu a financiar a FTX, desistiu da negociação. Como o acordo não obrigava a Binance a comprar a FTX, a empresa se viu num beco sem saída. O próprio SBF, admitiu na quinta-feira (10) que “ferrou com tudo”.

“Enganado”

Anthony Scaramucci, fundador da SkyBridge Capital e um dos investidores da FTX, voou para as Bahamas esta semana para ajudar SBF como investidor e amigo. No entanto, Scaramucci afirmou que a FTX estava “além do ponto de um simples resgate de liquidez”.

De acordo com Scaramucci, nem ele nem outros investidores encontraram evidências de fraude quando examinaram pela primeira vez a FTX como uma potencial parceira de negócios.

“Enganado, acho que é a palavra certa, mas estou muito decepcionado porque gosto de Sam”, disse Scaramucci no Squawk Box da CNBC nesta sexta-feira (11). “Eu não sei o que aconteceu porque eu não estava por dentro das operações na FTX”.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store