Coin News

Fraqueza dos touros abre espaço para queda de 10% no Bitcoin e criptomoeda pode ir para US$ 13.800, diz relatório da TC

25 Nov, 20223 min readBitcoin
Fraqueza dos touros abre espaço para queda de 10% no Bitcoin e criptomoeda pode ir para US$ 13.800, diz relatório da TC

Um relatório da TC compartilhado com o Cointelegraph pontuou que a fraqueza dos touros pode levar o Bitcoin (BTC) para novas baixas que podem encontrar outro suporte somente em US$ 13.800.

Segundo o relatório, não é possível identificar bons setups na ponta compradora no curto prazo, dado o viés de baixa do ativo e ausência de reação, apontando para o próximo suporte relevante citado anteriormente.

O relatório da TC destaca diversos pontos, entre eles, o movimento do mercado após a falência da FTX e aponta que olhando para o perfil das criptomoedas que foram movimentadas após a queda da FTX, nota-se um fluxo relevante de criptomoedas mais velhas (acima de 6 meses) movimentadas, em linha com outros eventos como: a queda de Luna, o anuncio da Tesla que iria parar de aceitar Bitcoin, mas abaixo do crash final do bear market de 2019.

Ainda segundo o relatório, no entanto, houve um fluxo tímido de criptomoedas antigas gastas (acima de 5 anos) indicando que a atividade dos holders e early adopters ainda permanece inalterada.

Outro destaque importante vem dos mineradores. Há indícios claros de capitulação de mineradores nesse momento de mercado já que nos útlimos dias houve forte queda no balanço dos mineradores, indicando possível venda de criptomoedas.

"Os dados públicos das mineradoras de capital aberto mostram que ainda há bastante estoque de criptomoedas a serem vendidas. Espera-se que esse movimento de vendas continue, já que essas companhias possuem custos em dólar e estão vendo a lucratividade na mineração cair cada vez mais. Para piorar, muitas delas possuem investimentos altos em novas máquinas que estão sendo entregues ainda esse ano", afirma o relatório.

Cenário não é positivo

A TC destaca ainda que o miner capitulation risk, que é o indicador da Glassnode que monitora justamente esses movimentos de capitulação no mercado de mineração, também indica uma situação frágil no momento.

"Perceba que estamos em situação de alto risco desde a metade desse ano. O cenário base é que, com queda na lucratividade de mineração, queda no preço do Bitcoin, e capacidade instalada nas máximas, o mercado tenha cada vez mais mineradores vendendo suas moedas para equilibrar seus balanços, ou mesmo, quebrando", destaca.

A análise também destaca o NUPL (net unrealized profit/loss) e o MVRV (market value to realized value) dois indicadores que sinaliam um processo de capitulação, segundo a TC. Esses períodos historicamente são intensos, com uma grande proporção de investidores no prejuízo, porém costumam ter curta duração (3-6meses).

"Os eventos das últimas semanas foram alguns dos piores da história do mercado cripto e é possível que a capitulação dure sim mais alguns meses. É indiscutível que há uma crise de confiança nos players centralizados dessa indústria, que pode afastar momentaneamente o investidor institucional, mas não há indícios de que o mercado cripto “morreu” como os especialistas de redes sociais gostam de falar. Esses momentos onde o “consenso” é de que o mercado vai acabar, costumam ser os mais proveitosos para entradas de longo prazo, embora a percepção de risco seja alta", afirma.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store