Coin News

‘Faraó do Bitcoin’ terá que depositar R$ 19 bilhões para pagar investidores

4 d ago3 min readBitcoin
‘Faraó do Bitcoin’ terá que depositar R$ 19 bilhões para pagar investidores

Em menos de 72 horas, Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins, terá que transferir R$ 19 bilhões para uma conta judicial. Os recursos serão usados para pagar os investidores em criptomoedas que foram lesados por ele por meio de sua empresa G.A.S. Consultoria.

Assim que Glaidson cumprir a ordem, a Justiça vai transferir o dinheiro para uma conta da 5ª Vara Empresarial, do Tribunal de Justiça estadual, onde tramita o processo ajuizado por pessoas que dizem ter sido lesadas por Glaidson. Posteriormente, os clientes da GAS começarão a receber os valores devidos. A decisão em questão é da juíza Rosália Monteiro Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal.

Caso Glaidson e GAS

Por meio da GAS Consultoria Bitcoin, Glaidson oferecia altos rendimentos através de supostos investimentos em Bitcoins.

Estima-se que Glaidson tenha movimentado pelo menos R$ 38 bilhões com o golpe. O “Faraó dos Bitcoins” está preso desde agosto do ano passado e responde por diversos crimes como, por exemplo, crime contra o sistema financeiro nacional, de organização criminosa e de lavagem de dinheiro.

Além disso, há ainda outros dois mandados de prisão contra ele. Um deles aponta Glaidson como mandante de um assassinato e o outro o acusa da tentativa do crime.

Conforme noticiou o CriptoFácil, o Gaeco também denunciou Glaidson, junto com um vereador de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos, por lavagem de dinheiro.

De acordo com a PF, Glaidson enganou mais de 67 mil pessoas de todo o Brasil com as suas falsas promessas de altos ganhos por meio de criptomoedas.

Glaidson se candidata a deputado federal

Apesar de as acusações e de estar preso, em meados de agosto deste ano, o ex-garçom e ex-pastor da Igreja Universal lançou a sua candidatura a deputado federal pelo partido Democracia Cristã (DC).

Na ocasião, Glaidson declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) possuir mais de R$ 60 milhões em bens. Mais precisamente, o ex-garçom afirmou possuir em seu nome um apartamento avaliado em R$ 450 mil. Além disso, disse ter “quotas ou quinhões de capital” da ordem de R$ 60 milhões.

Mas, no fim de agosto, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) impugnou a candidatura de Glaidson.

Apesar disso, ele segue “fazendo campanha” por meio de sua conta oficial no Instagram @glaidsonacaciodossantosoficial. No último dia 18 de setembro aconteceu, inclusive, uma “marcha por liberdade e justiça” para promover a candidatura de Glaidson em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, onde é sede da GAS. Imagens na rede social mostram dezenas de carros enfileirados e alguns com bandeiras de Glaidson.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store