Coin News

Fan token da seleção brasileira desaba 30% mesmo após vitória do Brasil

25 Nov, 20223 min readOther
Fan token da seleção brasileira desaba 30% mesmo após vitória do Brasil

O Brasil estreou com vitória por dois a zero na Copa do Mundo de futebol masculino. No entanto, isso não foi suficiente para impulsionar o preço do Fan Token (FT) da seleção brasileira. O Brazil National Football Team Fan Token (BFT), lançado pela exchange Bitci em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), continuou sua tendência de baixa e desabou cerca de 30% nas últimas 24 horas.

Considerando a variação de preço dos últimos sete dias, a queda é ainda mais expressiva, de pouco mais de 50%. No momento da escrita desta matéria, o ativo digital está custando R$ 2,66, de acordo com dados do CoinGecko.

Gráfico de preço do Fan Token BFT. Fonte: CoinGecko

Fan Tokens de seleções caem mesmo após vitórias

De modo geral, a Copa do Mundo não ajuda os Fan Tokens de seleções a se valorizarem. O FT da seleção de Portugal, por exemplo, recuou mais de 16% nas últimas 24 horas, mesmo com a vitória da equipe liderada por Cristiano Ronaldo sobre a seleção de Gana na última quinta-feira (24).

Da mesma forma, o Fan Token da seleção espanhola desvalorizou mais de 24% nas últimas 24 horas, apesar de a seleção ter atropelado a Costa Rica por sete a zero na quarta-feira (23).

Já o FT da seleção argentina, o ARG, continua em queda após a equipe de Lionel Messi perder de virada para a Arábia Saudita na terça-feira (22). Logo após a derrota, conforme noticiou o CriptoFácil, o token desabou cerca de 27%, de acordo com dados do CoinGecko. Agora, o ativo digital acumula uma baixa de 13% nas últimas 24 horas.

CBF rompe com a Bitci

Apesar de a queda nos preços dos Fan Tokens de seleção parecer uma tendência – mesmo diante de vitórias e goleadas – o caso do FT da seleção do Brasil tem uma particularidade.

A exchange de criptomoedas Bitci, responsável pela emissão do ativo, teria dado um “calote” de vários meses na CBF ao não cumprir o acordo de patrocínio. Pouco antes da estreia da seleção de Tite na Copa, o CriptoFácil noticiou que a CBF rescindiu o contrato com a empresa devido aos atrasos nos pagamentos.

A Bitci e a CBF firmaram uma parceria para lançamento do Fan Token e de uma coleção de NFTs da seleção em junho de 2021. O contrato teria uma duração inicial de três anos. Ou seja, ainda havia cerca de dois anos de acordo.

Em julho, o BFT foi lançado e esgotou em 30 minutos após uma rodada de pré-venda. As vendas renderam R$ 90 milhões à CBF. Depois, em setembro, a empresa lançou os NFTs da seleção brasileira e seus jogadores. Contudo, parece que as coisas começaram a desandar para a Bitci nos últimos meses. Não só a CBF como outros clubes que eram parceiros da exchange turca romperam com a empresa por supostos calotes.

  • Leia também: Binance oferece US$ 1 bilhão para comprar 100% da falida Voyager
  • Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store