Coin News

Exchanges vão suspender saques e depósitos de Ethereum e outros tokens antes do The Merge – confira programação

14 Sep, 20226 min readEthereum
Exchanges vão suspender saques e depósitos de Ethereum e outros tokens antes do The Merge – confira programação

A poucas horas da mais aguardada atualização da história do mercado de criptomoedas, investidores e usuários devem estar atentos ao cronograma de suspensão de saques e depósitos de Ethereum (ETH) e outros tokens ERC-20 baseados na rede líder de contratos inteligentes.

Nas primeiras horas da madrugada de quinta-feira, 15, a Ethereum abandonará o mecanismo de consenso baseado em Prova-de-Trabalho (PoW) para tornar-se uma rede cujos blocos serão validados através de um algoritmo de Prova-de-Participação (PoS).

Embora espere-se que o The Merge ocorra de forma imperceptível, sem grandes problemas técnicos e operacionais que afetem a experiência dos usuários, as principais exchanges de criptomoedas anunciaram medidas para garantir a segurança dos ativos de seus clientes durante o processo.

Como não é possível determinar com precisão o momento em que a fusão da rede atual com a Beacon Chain ocorrerá, as exchanges vão pausar temporariamente os serviços de saques e depósitos de Ether e outros tokens ERC-20 nesta quarta-feira, 14. Transações de compra e venda também serão interrompidas em algumas exchanges.

O gatilho para o The Merge será disparado pelo TTD (“Terminal Total Difficulty”), que mede o total de trabalho realizado pelos mineradores na rede. Assim que o TDD atingir um valor pré-determinado, os mineradores serão desligados, e o sinal de transição será enviado para a Beacon-Chain (camada de consenso que já está rodando sob o mecanismo de Prova-de-Participação desde dezembro de 2020) assuma o comando da rede e passe a produzir os próximos blocos já como a Ethereum 2.0.

O TTD de valor 58750000000000000000000 foi determinado pelos desenvolvedores da Ethereum para disparar o processo é , mas não é tão simples traduzir isso para um momento exato no tempo, visto que a validação de blocos e o trabalho aplicado na rede pelos mineradores não é constante.

Programação das exchanges

Exchange líder em transações de criptomoedas no país, a Binance informou através de seu blog oficial que vai suspender os saques e depósitos de Ether e de outros tokens ERC-20 negociáveis através de sua plataforma aproximadamente uma hora antes do The Merge. O comunicado estima que a interrupção tenha início por volta das 21h30 desta quarta-feira, 14.

Saques e depósitos de WETH, a versão sintética do Ethereum, estão suspensos desde às 21h da terça-feira, 13.

A Binance informa ainda que caso haja um hard fork da rede, os tokens de uma eventual Ethereum Proof-of-Work (ETHPoW) serão creditados aos clientes da exchange que possuem ETH ou WETH em suas carteiras na proporção de 1:1. Mais detalhes sobre a distribuição dos novos tokens serão divulgados posteriormente.

O Mercado Bitcoin (MB) divulgou um comunicado informando que irá suspender saques e depósitos cerca de duas horas antes do horário da atualização da Ethereum:

“A partir da atualização iremos monitorar os sinais da rede, como o ritmo em que novos blocos são propostos, número de validadores etc. Tão logo o time considere que é seguro, os saques e depósitos serão retomados."

A exchange brasileira não garantiu que oferecerá suporte para um eventual fork da rede.

A Bitcoin Trade e a Ripio vão interromper todas as transações de criptomoedas baseadas na rede Ethereum horas antes do The Merge, mas não determinou um horário específico. Uma vez que for verificado que a rede está operando de forma estável, todas as operações serão normalizadas.

A NovaDAX suspendeu saques e depósitos de tokens baseados na Ethereum, incluindo o token nativo da rede, desde a terça-feira, 6. Os técnicos da exchange farão o monitoramento da atualização da Ethereum para retomar as operações "o mais rápido possível, mas ainda sem uma data definida."

A exchange também não garante suporte automático a tokens de possíveis forks da rede. Eventuais listagens ocorrerão após a avaliação destes novos ativos. Caso sejam incorporados à plataforma, detentores de Ethereum pré-The Merge terão direito a recebê-los na proporção de 1:1.

A BitcoinToYou vai se antecipar à atualização interrompendo saques e depósitos em torno das 18h. “As transações serão restabelecidas assim que a rede estiver segura, o que pode ocorrer no mesmo dia. As demais operações em outras redes blockchain, assim como compra, venda, depósito e saque via PIX, não irão sofrer paradas", acrescenta o comunicado.

Através de seu blog oficial, a Bitso informou que "como medida de precaução, que usualmente é adotada na indústria, depósitos e saques de ETH e tokens ERC-20 serão pausados por um período durante a fusão até que possamos verificar se tudo está funcionando adequadamente."

O comunicado da exchange mexicana acrescenta ainda que os usuários da plataforma serão informados através da página de status "quando os depósitos e saques estiverem habilitados novamente."

Segundo a postagem, a Bitso descarta a possibilidade de oferecer suporte a forks da rede original: "Continuaremos apenas com os [tokens] ERC-20 em PoS [Prova-de-Participação] e não continuaremos com os ERC-20 numa potencial bifurcação, ou 'forked chain', conclui o informe.

A Foxbit interrompeu a negociação de Ethereum e outos tokens ERC-20 listados em sua plataforma desde às 11h desta quarta-feira, 14 "até que a atualização “aconteça por completo de acordo com a postagem em seu blog oficial sobre as medidas tomadas pela exchange diante do The Merge. Não há menção sobre o suporte a eventuais forks Ethereum PoW.

The Merge

O The Merge consta do roadmap da Ethereum desde 2018, mas houve inúmeros atrasos até que o evento fosse finalmente agendado para ocorrer em setembro deste ano. O grande desafio técnico dos desenvolvedores da Ethereum foi fazer essa transição em um protocolo descentralizado em plena operação, com bilhões de dólares em valor bloqueado e inúmeros DApps (aplicativos descentralizados) em operação.

A solução encontrada pela comunidade foi criar uma rede paralela à original. A Beacon Chain entrou em operação em dezembro de 2020, funcionando sob o algoritmo de Prova-de-Participação. Assim, os desenvolvedores puderam realizar os testes e fazer as implementações necessárias sem alterar ou colocar em risco a rede principal.

O The Merge é o momento no qual as duas redes até então paralelas vão convergir. Todo o histórico de transações da rede principal vai continuar existindo, e o mecanismo de consenso vai ser atualizado. Para os usuários comuns ou os detentores de ETH, não há nada que precise ser feito. Se tudo correr conforme o planejado, espera-se que a mudança aconteça de forma fluida e imperceptível.

Em linhas gerais, a partir da implementação do The Merge, o mecanismo que permite que as entidades da rede estejam permanentemente de acordo com o estado da Ethereum deixará de depender dos mineradores e a produção de blocos ficará a cargo dos validadores, usuários tecnicamente qualificados e que dispõem de um mínimo de 32 ETH (aproximadamente US$ 54.000 na cotação de hoje) para manter em staking.

Além de reduzir em mais de 99% o consumo de energia da rede imediatamente, no longo prazo o The Merge tem o objetivo de habilitar recursos que favoreçam o aumento da escalabilidade da rede.

Conforme noticiou o Cointelegraph Brasil recentemente, a desenvolvedora Solange Gueiros desaconselhou que usuários interajam diretamente com a Ethereum durante o processo de atualização da rede.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store