Coin News

ETF de Bitcoin da QR Capital atinge marca de 1.000 BTC sob custódia

6 Jul, 20222 min readBitcoin
ETF de Bitcoin da QR Capital atinge marca de 1.000 BTC sob custódia

O QBTC11, primeiro ETF 100% bitcoin da América Latina, atingiu a marca de mais de 1.000 Bitcoins (BTC) sob custódia. De acordo com o site da gestora, são 1.054 BTC na custódia do fundo, que totalizam R$ 109,3 milhões em valores atuais.

Além disso, o fundo, lançado pela QR Asset Management em 23 de junho de 2021, tem um pequeno valor em dólares e reais, que totaliza pouco menos de R$ 40 mil em reservas.

O fundo, autorizado pela CVM e listado na B3, replica o preço do BTC seguindo o mesmo índice utilizado pelo Chicago Mercantile Exchange Group (CME), a maior bolsa de derivativos do mundo. Ao contrário de outros ETFs, o fundo de fato possui BTC sob custódia.

Para Theodoro Fleury, gestor da QR Asset Management, o simbólico marco de 1.000 BTC representa o amadurecimento do produto:

“É perceptível o interesse do público em participar deste mercado. Um dos objetivos da QR sempre foi garantir opções seguras e simples de exposição ao bitcoin. Apesar da queda de preço desde o lançamento do QBTC11, a quantidade de bitcoins sob custódia é, hoje, 58% maior do que era no primeiro dia de negociação do ETF”, disse.

Queda de 40%

Até o início de 2022, os ETFs de criptomoedas lideravam a valorização do mercado no ano. Mas a forte correção do mercado fez essa maré virar por completo e os fundos acumularem prejuízos.

Como resultado, o QBTC também foi afetado pela queda e sua cota atualmente vale R$ 6,57, uma queda de 40,5% desde o início do ano. No entanto, o ETF ainda tem desempenho melhor do que o do BTC em si, que caiu 57,67% no mesmo período.

De fato, o QBTC11 é o “melhor” ETF do mercado em termos de rentabilidade até o momento, seguido do Hashdex Nasdaq Bitcoin (BITH11), criado pela Hasdex e que também investe 100% em BTC, que perdeu 57,9% de seu valor.

O Hasdex NCI (HASH11), que tem como referência o índice Nasdaq Crypto Index, vem na sequência, com 62,1% de perdas.

O quarto lugar também pertence a um ETF da Hashdex, o ETHE11, que aplica 100% em Ether (ETH) e sofre perdas de 70,5%. E por fim está o QETH11, da QR Capital, com prejuízo de 70,6%. Este último também atingiu uma marca importante ao superar 9.000 ETH sob custódia.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store